Conheça cada região dos vinhedos de Mendoza e programe passeios para degustar os rótulos mais famosos do país em um cenário deslumbrante

Em uma bela região de clima seco e cercada pela Cordilheira dos Andes, está a província de Mendoza, no oeste argentino. Com mais de 50.000 acres de vinhedos plantados e cerca de 1200 “bodegas”, como são chamadas as vinícolas por lá, a região é responsável por quase 80% da produção de vinhos do país.

Com a vinicultura como principal atividade econômica, Mendoza atrai muitos turistas que desejam conhecer um pouco mais sobre a fabricação dessas famosas bebidas. São mais de 100 vinícolas abertas à visitação e mesmo quem não aprecia a enologia deve reservar um tempinho para conhecê-las: além dos belos cenários, é possível fazer uma verdadeira inserção sobre a cultura, gastronomia, arquitetura e arte do local.

As bodegas mendocinas são divididas em três grandes regiões, cada uma com suas peculiaridades: Luján de Cuyo, Maipú e Valle de Uco. Conheça cada uma delas e programe passeios – a pé, de bicicleta ou de carro – para degustar os rótulos mais famosos do país.

Leia também:

Mendoza, Bariloche, Ushuaia e outros destinos para você conhecer na Argentina
O que visitar em Buenos Aires, confira 6 passeios para fazer na cidade
Patagônia argentina é destino de inverno para brasileiros
Rota dos vinhos em Bento Gonçalves

Luján de Cuyo

Conhecida como a Terra dos Malbec – um dos vinhos preferidos dos brasileiros – esta região é a que fica mais próxima da cidade e reúne vinhedos de 800 a 1200 metros de altitude. Luján de Cuyo concentra algumas das mais famosas e centenárias vinícolas de Mendoza. Aproveite para apreciar a vista inspiradora das montanhas.

Belasco de Baquedano

Cobos 8260 – Luján de Cuyo

A Belasco de Baquedano é focada na produção de Malbec, porém suas técnicas e processos são diferenciados. Não deixe de visitar a “Sala de Aromas” para tentar adivinhar os 46 tipos de fragrâncias – como cereja, morango, café e outros –  que compõe os vinhos.

Um restaurante com uma incrível vista para as videiras oferece muitos pratos elaborados que, claro, são sempre acompanhados de um bom vinho.

Foto: ArgentinaWineTourism / Wikimedia Commons.jpg

 

Bodega Hacienda del Plata

San Martín 4871, Chacras de Coria – Luján de Cuyo

A Bodega Hacienda del Plata é uma vinícola familiar e bastante tradicional. O local é muito bonito, rodeado pelos vinhedos que dão origem a incríveis Malbecs e Cabernet Sauvignon. No passeio, é possível conhecer mais das instalações de alta tecnologia e degustar os vinhos diretamente dos barris de carvalho franceses e americanos.

Foto: Divulgação Hacienda del Plata

 

Outras vinícolas para visitar em Luján de Cuyo: Bodega Carmelo Patti, Catena Zapata, Pulenta Estate, Bodegas Chandon, Bodega Norton entre outras.

Maipú

Uma região também próxima da cidade, Maipú é bastante tradicional – a mais antiga de todas. Além dos vinhos, aqui também são produzidos os melhores azeites de oliva do país. É possível alugar bicicletas e pedalar em meio a oliveiras e parreirais, mas a dica é se programar pois uma bodega fica um pouco distante da outra.

Familia Zuccardi

Ruta Provincial, 33, km 7,5 – Maipú

Quem visita o Familia Zuccardi tem a oportunidade de conhecer um dos maiores vinhedos da região. São mais de 180 hectares que chamam a atenção dos turistas: além das uvas, a bodega também é uma grande produtora de azeite de oliva e é possível realizar degustações da especiaria, além de conhecer os maquinários, prensa de azeitonas e muito mais.

O almoço na Casa Del Visitante, o restaurante que pertence à vinícola, é um momento muito aguardado pelos visitantes. Lá, além do tradicional churrasco argentino há também empanadas – tudo harmonizado com um bom vinho.

Foto: Divulgação Família Zuccardi

Bodegas López

Ozamis, 375, General Gutierrez-  Maipú

Gosta de história? Então este é o local ideal. A Bodega López apresenta mais de 100 anos de tradição e possui, inclusive, um pequeno museu que reúne instrumentos antigos. A produção, no estilo europeu, também conta com safras envelhecidas pelo menos por 10 anos. Muito elegante, a vinícola é um convite aos que prezam por tradições preservadas até hoje.

Foto: Divulgação Bodegas López

Outras vinícolas para visitar em Maipu: Trapiche, La Rural, Carinae, Domaine St. Diego, Familia Di Tommaso entre outras

Valle de Uco

O Valle de Uco fica mais distante, a aproximadamente 100 quilômetros da cidade de Mendoza. A região, que fica a quase 1500 metros do nível do mar, é formada pelos distritos de Tupungato, Tunuyan e San Carlos. Além do vinho, aqui são produzidas cerejas, amêndoas, nozes, avelãs, pêssegos, entre outras frutas. As uvas de casca grossa e cor escura dão origem a vinhos de um sabor intenso, forte e marcante.

Domaine Bousquet

Ruta 89 S/N km 7, Tupungato CP (5561)

A Domaine Bousquet é uma das mais altas da região e do mundo – chegando a uma altitude de 1200 metros. A vinícola possui um processo de fabricação orgânico muito interessante e que pode ser melhor compreendido durante a visita guiada. O ponto forte, aqui, é o conforto: os sofás espalhados no ambiente convidam para um momento de relaxamento e contemplação. É também um local perfeito para apreciar a natureza e uma vista incrível para as Cordilheiras dos Andes.

Foto: Divulgação Domaine Bousquet

Bodega Andeluna

Ruta Provincial 89 s/n. Km 11- Gualtallary, Tupungato

Na Bodega Anedeluna o visitante tem a oportunidade de conhecer todo o processo de maturação, fermentação e decantação dos vinhos. Além disso, a vinícola possui um restaurante muito charmoso e um menu com ingredientes orgânicos, colhidos e selecionados em uma horta própria. Um passeio muito aconchegante!

Foto: Divulgação Bodega Andeluna

Outras vinícolas para visitar em Valle de Uco: Clos de los Siete, Doña Elvira, Salentein, Bodega La Azul, Atamisque, Benvenuto de la Serna, entre outras.

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com a Latam, MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Conheça a charmosa Alaçati na Turquia

Artigo anterior

Passeio de Flutuação no Aquário Natural de Bonito

Artigo seguinte

Você pode gostar