Separamos as principais dicas para quem deseja morar legalmente no Canadá, mas não tem cidadania

A ida ao Canadá vem crescendo cada vez mais no imaginário dos brasileiros. O país, além de possuir os atrativos da América do Norte, normalmente buscados nos Estados Unidos, traz vantagens em relação ao seu vizinho. O dólar canadense ser muito mais barato do que o dólar americano é uma delas. Se você é um daqueles que pensa em fazer do país sua casa, saiba os primeiros passos para morar legalmente no Canadá

Para começar, quem busca se mudar definitivamente para o país deve checar qual visto será necessário para cada situação. Se a intenção for conhecer o país melhor antes de estabelecer residência, um intercâmbio pode ser uma opção. A ex-colônia inglesa possui duas línguas oficiais, o inglês e o francês, aumentando as oportunidades para quem busca viajar para aperfeiçoar uma segunda língua. 

Para quem irá estudar no país por menos de seis meses, o visto de turista, o Temporary Resident Visa, serve muito bem. Esse tipo de visto é válido para entrada única com permanência de até seis meses ou 3 anos, quando houver entradas múltiplas. Se a permanência para estudos for maior do que meio ano, o Canadá também possui o Study Permit. Neste, além da documentação regular, é necessário realizar uma consulta médica com profissional indicado pelo Consulado Canadense, que vai atestar a saúde do candidato.

Se a mudança para o país nortenho é motivada por trabalho, o visto necessário para morar legalmente no Canadá é o Work Permit. Porém, esse visto é atrelado à função e não a pessoa que o irá exercer, sendo necessário ter um trabalho garantido no país para a retirada da permissão. 

Caso você ainda não tenha uma vaga em algum curso ou emprego, agências de intercâmbio fazem a ponte entre seus sonhos e oportunidades. A World Study, por exemplo, oferece diversas opções de intercâmbio no Canadá, com opções em 21 cidades do país, entre elas Toronto, Vancouver, Ottawa, Montreal, Calgary, Victoria e Quebec. 

Estude no Canadá

Foto: Wikimedia Commons

Para os estudantes, a agência conta com programas de curso de idiomas, High School em escolas privadas e públicas do país, cursos em instituições de ensino superior, colônias de férias e intercâmbio em grupos. Para quem quer mesclar experiências de estudo no exterior e ter um salário para ajudar com os gastos da viagem, a empresa oferece a modalidade de intercâmbio com trabalho e estudo no Canadá, chamadao Study and Work.

O Study and Work é para pessoas acima dos 18 anos que buscam realizar um trabalho remunerado enquanto estudam. Os cursos disponíveis tem carga horária de 30 horas semanais, com a carga horária de trabalho variando entre 10 e 45 horas na semana. No Canadá, para trabalhar, o aluno precisa estar matriculado em um curso de nível superior de no mínimo seis meses.

A agência também conta com o programa T.R.U.E Canadá. O programa é um intercâmbio voltado para jovens acima dos 19 anos, com duração entre 12 e 16 meses. Os cursos do programa são da categoria Diploma, que têm carga horária e grade curricular mais completas, e são ministrados por instituições selecionadas. Os viajantes devem atender ao curso por um período de 24 semanas em uma das seguintes áreas: administração de empresas (Toronto); hospitalidade e turismo (Toronto, Vancouver, Whistler); e Food & Beverage (Whistler).

Durante essas semanas, os alunos poderão trabalhar até 20 horas semanais. Após o término dos estudos, terão permissão para trabalhar em em período integral em qualquer cidade do Canadá.

Entre os outros programas de intercâmbio disponíveis estão os workshops de carreira e liderança. Em encontros com líderes do mercado de trabalho, os participantes podem desenvolver habilidades em apresentações em público, consolidação de equipe e tomada de decisões éticas. 

A World Study também oferece oportunidades de trabalho voluntário, Au Pair e intercâmbio para professores para quem busca vivenciar o Canadá

Residência Permanente

Se você já passou por uma experiência no Canadá e decidiu que este país será sua nova casa, a permissão que você precisa é o visto de imigração, o que o transformaria em um residente permanente. Esse visto é concedido a pessoas que cumpram as exigências e os requisitos básicos de permanência, que tragam algum benefício ao país e que já possuam emprego. Para requisitar o visto de imigração e saber se você cumpre os requisitos acesse o site do governo canadense

Uma vez como residente permanente, o imigrante terá direito a obter a maioria dos benefícios sociais que os cidadãos canadenses recebem, incluindo a cobertura médica;

viver, trabalhar ou estudar em qualquer lugar no Canadá. Também estará protegido sob a lei canadense e da Canadian Charter of Rights and Freedoms. E, após cumprir exigência de tempo de permanência e passar no teste aplicado pelo governo, requisitar a cidadania canadense

Entretanto, o residente permanente não possui direito ao voto ou à concorrer um cargo político.

Leia também:

» Intercâmbio no Canadá: Toronto, Quebec ou Vancouver?
» Veja as 7 cidades mais bonitas para visitar no Canadá
» Partiu Canadá: país planeja receber 1 milhão de imigrantes até 2021
» Lugares para conhecer em Toronto

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

Melhores lugares para tirar fotos da Torre Eiffel

Artigo anterior

Viagens próximas de SP: escapadinhas perfeitas para uma viagem rápida

Artigo seguinte

Você pode gostar