Caminho de Salkantay é um dos desafios mais surpreendentes para quem busca fazer trekking no Peru

Com aproximadamente 6.270 metros de altura, o monte Salkantay é uma dos picos nevados mais fascinantes do Peru. Para conhecer de perto a imponente montanha, é necessário fazer uma extensa caminhada de 5 dias, com término na cidade de Águas Calientes, o vilarejo mais próximo das ruínas da cidade sagrada de Machu Picchu.

Algumas empresas locais como a Perú Grand Travel, especialista na trilha Inca e na trilha de Salkantay, oferecem diferentes pacotes com opções diversas para os aventureiros que escolheram conhecer as paisagens peruanas pelas tradicionais trilhas, revivendo as antigas caminhadas inca. 

Aventureiros do mundo inteiro vão ao Peru para conhecer a Trilha de Salkantay, que entrou na lista das melhores trilhas do mundo, elegida pela National Geographic. Durante o percurso, os visitantes tem a oportunidade de conhecer diversas faces do país, observando a paisagem se transformando entre montanhas de pico nevado à incríveis vales recortados por cachoeiras e incríveis formações rochosas, finalizando o caminho em um pedacinho da selva peruana.

Pela noite os caminhantes pernoitam em campings emergidos em cenários totalmente selvagens, algumas agências também oferecem turismo de base comunitária, onde os turistas têm a oportunidade de se hospedar na casa de nativos.e compreender como é o dia a dia das pessoas que vivem nessa região remota. 

Trekking Salkantay

1º Dia – Cusco – Molepata – Soraypampa

A viagem de Cusco até Molepata é feita em um ônibus de turismo em mais ou menos 3 horas de percurso. De lá até Soraypampa você pode optar por caminhar os 11 km até o pequeno povoado ou pegar um transporte e aproveitar o dia na maravilhosa Lagoa de Humantay, um dos principais cartões postais do país, que impressiona pelo tom da água extremamente azul emoldurado por montanhas cobertas de neve.

Entrada do vilarejo de Soraypampa. Foto: via Flickr Roaming Together

Lagoa de Humantay. Foto: via Flickr georgeekman

2º Dia – Soraypampa – Chaullay – Colpapampa

Esse é o dia mais pesado de todo o trekking. São 22 km para chegar ao destino final, subindo uma gigantesca montanha que dá acesso aos nevados Umantay e Salkantay, e descendo um pouco até o povoado de Colpapampa.

Durante o caminho é possível observar dezenas de cascatas gigantescas, que cortam os vales da região, pitorescas rochas com todos os formatos e tamanhos, e montanhas com picos nevados tão próximas, que parecem estar aos pés da trilha.

Montanha de Salkantay ao fundo. Foto: via Flickr – peterdjensen

Povoado de Chaullay. Foto: via Flckr – ianann

3º Dia – Colpapampa – La Playa – Lucmabammba

No terceiro dia os caminhantes acessam um pedaço da floresta, conhecendo a fauna e flora da região. O caminho é um pouco difícil pela quantidade de pedras espalhadas e da lama que cobre praticamente todo o percurso. O almoço é feito no povoado de La Playa.

Trilha até La Playa. Foto: Nathaniel Foulds

Trilha para Lucmabammba. Foto: Nathaniel Foulds

4º Dia  – Lucmabamba – Santa Teresa

O quarto dia é talvez o dia mais esperado. Depois de cruzar os vales da Floresta Amazônica até Santa Teresa, finalmente chegou a hora de aproveitar as famosas piscinas de águas termais, conhecidas como Hot Spring.

Esse é um ótimo lugar para acampar e descansar o corpo depois de todo o esforço físico, em piscinas com temperaturas de até 30ºC.

Termas de Santa Teresa. Foto: Nathaniel Foulds

Caminho para Santa Teresa. Foto: Nathaniel Foulds

5º Dia – Santa Teresa – Águas Calientes

No último dia, a jornada até o último destino acontece cedo. De Santa Teresa o viajante precisa caminhar até a Hidrelétrica, onde saem trens com destino a Águas Calientes. De lá, o caminhante pode escolher entre percorrer o último trecho na locomotiva ou caminhando ao lado da ferrovia,  cercada por gigantescas montanhas que protegem o sítio arqueológico de Machu Picchu.

Caminho Hidroelétrica até Águas Calientes. Foto: Leandro Barreras M.

Centro de Águas Calientes. Foto: Leandro Barreras M.

Leia também:

» A Terra dos Incas: descubra os principais atrativos turísticos peruanos
» Muito além de Machu Picchu: ruínas incas próximas de Cusco
» Como chegar em Machu Picchu
» Linhas de Nazca a atração mais misteriosa do Peru
» Huacachina, um oásis no meio do deserto no Peru

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

Peru tem 1º trem de luxo da América do Sul

Artigo anterior

Como sacar dinheiro no exterior

Artigo seguinte

Você pode gostar