Reajuste será aplicado em embarques domésticos e internacionais realizados em aeroportos administrados pela Infraero

Pegar voos em aeroportos como Santos Dumont (Rio de Janeiro) e Congonhas (São Paulo) ficará um pouco mais caro. As tarifas de embarque dos aeroportos públicos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) devem sofrer reajuste de 5, 39%.

O anúncio foi feito pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) no dia 16 de janeiro, mas os novos valores entrarão em vigor somente 30 dias após a divulgação oficial do operador aeroportuário.

De acordo com a ANAC, o reajuste foi aplicado considerando a inflação acumulada entre dezembro de 2017 e dezembro de 2018, medida pela variação do IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo, do IBGE – e o fator de compartilhamento de variações esperadas de produtividade (Fator X), no caso das tarifas de embarque, conexão, pouso e permanência.

A tarifa máxima de embarque doméstico a ser paga pelos passageiros passará de R$ 31,27 para R$ 32,95, e a tarifa máxima de embarque internacional passará de R$ 112,83 para R$ 115,82 (incluindo o adicional do FNAC de US$ 18,00).

As tarifas de embarque tem a finalidade de remunerar a prestação dos serviços, instalações e facilidades oferecidas nos aeroportos.

» Certificado internacional de vacinação agora é emitido pela internet
» Aeroportos brasileiros terão serviço de autodespacho de bagagens
» Governo libera a concessão de 12 aeroportos no Brasil
» Aeroporto de Brasília é eleito o terceiro mais pontual do mundo

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

16 lugares para conhecer em Belém

Artigo anterior

8 roteiros incríveis para fazer na Amazônia

Artigo seguinte

Você pode gostar