Procurando um seguro viagem? Confira tudo o que você precisa saber sobre despesas médicas e descubra como funciona a cobertura do seguro viagem internacional e nacional

Você já ouviu falar sobre seguro viagem? No meio da organização da viagem, com planejamento de passeios, passagens e estadias nem sempre paramos para pensar em como agiríamos em um imprevisto. E, mesmo se pensamos sobre adquirir um seguro viagem, trazemos ainda mais dúvidas para a programação de férias. 

É obrigatório? É igual seguro saúde? Como contratar? O que cobre? São alguns questionamentos que podem impedir que você se previna de qualquer problema que possa acontecer em sua viagem. Por isso, separamos tudo o que você precisa saber sobre seguro viagem nacional e internacional

O que é o seguro viagem?

seguro viagem nacional

Foto: Divulgação

O seguro viagem garante ao segurado indenização caso riscos cobertos pelo plano contratado venham a ocorrer durante a viagem. Para compensação, o sinistro deve acontecer entre o embarque, permanência no destino e retorno do viajante.

O que o seguro cobre

Até 2014 o seguro viagem contava com apenas duas coberturas obrigatórias: morte ou invalidez permanente. A partir de uma resolução do CNSP (Conselho Nacional de Seguros Privados), despesas médicas, hospitalares e odontológicas passaram a integrar as coberturas obrigatórias para viajantes a partir do momento que deixam seu local de origem. Além das despesas, o seguro também indeniza transporte em caso de acidentes e morte. 

Portanto, integram as coberturas obrigatórias de um seguro viagem

  • Despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas, seja em viagens nacionais ou internacionais.  
  • Traslado de corpo (apenas liberação e transporte do corpo do segurado do local da ocorrência do falecimento até o domicílio ou local do sepultamento). 
  • Regresso sanitário (indenização das despesas com o traslado de regresso do segurado ao local de origem da viagem ou de seu domicílio caso este não se encontre em condições de retornar como passageiro regular por motivo de acidente pessoal ou enfermidade cobertos pelo seguro). 
  • Traslado Médico (indenização das despesas com a remoção ou transferência do segurado até a clínica ou hospital mais próximo em condições de atendê-lo). 
  • Morte em viagem (pagamento do capital segurado aos beneficiários do segurado, de uma única vez ou sob a forma de renda, em caso de falecimento do segurado por causas naturais ou acidentais durante o período de viagem).
  • Morte acidental em viagem (igual ao anterior mas apenas por acidente pessoal ocorrido durante o período de viagem).
  • Invalidez permanente total ou parcial por acidente em viagem (indenização em caso de perda, redução ou impotência funcional definitiva provocada apenas por acidente pessoal ocorrido durante o período de viagem).

Coberturas adicionais

Vimos que o seguro nos protege em caso de emergências, acidentes e outros grande imprevistos. Entretanto, o seguro viagem pode ser útil em mais do que apenas urgências médicas, atuando em outras eventualidades que venham a acontecer durante a viagem. 

Como coberturas adicionais, o seguro viagem também oferece indenização em caso de bagagem extraviada, roubada, furtada, danificada ou destruída, quando for comprovado. O que pode ser muito útil se, por exemplo, você se encontrar na França durante o inverno de bermuda e camiseta e seu casaco quentinho que estava na mala não ter chego com você. 

Cobertura em caso de cancelamentos da viagem podem garantir valores que normalmente não seriam reembolsáveis, como o preço de pacotes turísticos e reservas em hotéis. Além disso, a seguradora também pode incluir eventos que permitam o reembolso em caso de regresso antecipado.

O que o seguro não cobre

As seguradoras procuram oferecer planos que se encaixem em qualquer necessidade de viajante, prevendo os mais diversos riscos. Mas fique atento, qualquer eventualidade que não esteja prevista em sua apólice não será válida para acionar o seguro. 

Apesar de cobrir imprevistos médico e até morte, os seguros viagem não costumam inserir nos planos básicos cobertura para despesas médico-hospitalares decorrentes de atividades de alto risco, como esportes radicais. Caso essa cobertura seja necessária para a sua viagem, procure um plano específico para turismo esportivo. 

Exames médicos de rotina, psicológicos ou psiquiátricos também não são incluídos. E em questão de bagagem, atenção ao levar itens pessoais de alto valor. Em caso de perda ou dano, o pagamento da indenização é feito com base no peso, em quilos, da bagagem perdida, até um certo limite estabelecido. Opte por carregar esses itens em sua bagagem de mão. 

Quando e por quanto tempo contratar um seguro viagem

Não deixe para a última hora. O seguro viagem deve ser contratado antes do embarque e estar válido a partir do primeiro dia de jornada. Outro benefício em contratar com antecedência é que os preços costumam ser mais amigáveis. 

Além disso, o seguro deve estar válido pelo tempo que a viagem durar. Portanto, é necessário contratar desde o dia do embarque no local de origem, permanência no destino até o dia de regresso. 

Contratar seguro viagem é obrigatório?

Apesar da grande proteção que um seguro viagem pode oferecer, sendo essencial para uma viagem tranquila e sem preocupações, ele não é obrigatório para todos os destinos. Em no país por exemplo, a contratação de um seguro viagem nacional é completamente opcional. 

Porém, existem destinos que exigem a contratação de um seguro viagem internacional, que poderá ser pedido durante a emissão de vistos ou na imigração. É o caso dos mais de 20 países que integram o Tratado de Schengen, entre eles Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, França, Grécia, Holanda, Itália e Portugal. Para esses destinos, é necessário a contratação de uma cobertura mínima de € 30.000.

Assim, cheque se seu destino escolhido exige um seguro viagem antes de embarcar. 

Cotação

Há diversas seguradoras que preparam os melhores planos de seguro viagem nacional e internacional para as necessidades dos viajantes. Antes de contratar, é importante fazer uma cotação com mais de uma empresa a fim de encontrar o melhor custo benefício. A agência Real Seguro Viagens ajuda nesse quesito. 

A empresa calcula ofertas, em diversas seguradoras, com base no país de destino e datas da viagem. No mercado brasileiro como o primeiro comparador de seguro viagem do país, a Real Seguro Viagens já atendeu mais de 800 mil pessoas a decidir decidiram qual cobertura melhor se adéqua às suas férias. Além disso, a agência também disponibiliza opções para intercambistas, viagens a negócios, redatores, blogueiros e outras necessidades que fogem do comum. 

Leia também:

» Documentos para entrar na Europa
» Dúvidas frequentes sobre o transporte de bagagens em aviões
» Como tirar o visto americano passo a passo
» para comprar o melhor seguro de viagem à Europa barato

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

Vinícola oferece sessão de cinema ao ar livre na Serra Gaúcha

Artigo anterior

Seguro Viagem Europa: É obrigatório? Quais países exigem o seguro?

Artigo seguinte

Você pode gostar

Comentários estão fechados.