Fique de olho em algumas dicas para evitar problemas e fazer uma viagem tranquila à capital italiana

Ao programar uma viagem, seja ela qual for, é sempre importante realizar uma pesquisa prévia para saber como não cair em roubadas e evitar frustrações que podem acabar com a diversão. Em Roma, existem algumas dicas importantes que podem ajudar a evitar esse tipo de problema e garantir uma viagem tranquila e repleta de ótimos momentos, afinal, a cidade eterna é um lugar que merece ser apreciado com total atenção.

Confira 9 dicas importantes para não cair em roubadas em Roma e aproveitar ao máximo as belezas da capital italiana.

Foto: Gary Ullah / Wikimedia Commons

Compre o Roma Pass chegando no aeroporto

Muitos viajantes que chegam a Roma se perguntam se vale a pena adquirir o Roma Pass, um cartão turístico-cultural que oferece descontos e vantagens para acessar várias atrações na cidade. O Roma Pass está disponível em duas versões, uma de 72h e outra de 48h. Para decidir qual a melhor opção para você, é necessário avaliar quantas atrações pretende visitar na cidade.

A diferença entre as duas versões é que o cartão de 72 horas dá direito a visitar dois museus e ter livre acesso ao transporte público da cidade, considerando metrô, trem local, ônibus, pelo valor de 39,50 euros. Já o cartão de 48h, que custa 29 euros, dá direito a visitar apenas um museu, mas o acesso livre ao transporte público também é contemplado. Ambas opções garantem descontos em exposições, serviços, atividades e eventos participantes.

São mais de 45 museus e atrações pela cidade que aceitam acesso por meio do Roma Pass, entre eles o Coliseu, o Fórum Romano e Palatino, Galleria Borghese, Museus Capitolinos, Castelo Sant’Angelo, entre muitos outros. Com o cartão não é necessário enfrentar filas, já que há um acesso exclusivo para visitar as atrações.

A dica é comprar seu Roma Pass logo quando desembarcar no aeroporto, no ponto de informações turísticas. Há também pontos de venda nas estações de trem, como em Roma Termini.  Vale lembrar que o Roma Pass não é válido para atrações do Vaticano, como os Museus do Vaticano e a Capela Sistina.

Reserve horário para ir à Galleria Borghese

A Galleria Borghese é uma das atrações turísticas mais disputadas em Roma e, por ser um passeio imperdível para fazer na capital italiana, as visitas ao espaço só podem ser realizadas mediante a um agendamento prévio.

Portanto, se você pretende visitar este, que é considerado um dos museus mais incríveis do mundo, deve agendar um horário por meio do site da atração ou via telefone. É importante lembrar que esse agendamento deve ser realizado em qualquer circunstância, até mesmo para visitantes que adquiriram o Roma Pass. A dica é realizar a reserva com alguns dias de antecedência para garantir que a data que você procura esteja disponível. Para mais informações sobrea as reservas, clique aqui e acesse o site da Galleria Borghese.

Contrate serviço de Guia Turístico

A história de Roma remonta a 753 a.C., portanto é natural que o destino concentre muitas construções históricas, monumentos e museus. A cada esquina, os lugares da Cidade Eterna refletem arte e cultura, e seria um desperdício não absorver parte desse conhecimento a céu aberto. Por isso, a dica é contratar um serviço de guia turístico em Roma: esses profissionais são especializados em mostrar os principais pontos da cidade de forma prática e de fácil compreensão.

Esta é uma forma de saber mais sobre as origens de cada local e descobrir curiosidades que muitas vezes não estão presentes nem nos melhores livros de história. Nossa dica de guia turístico em Roma é a Elmocar, um receptivo especializado em receber brasileiros na cidade. A empresa oferece serviço de transfer, city tours pelos principais pontos turísticos da capital italiana em carros confortáveis e o melhor: com motoristas-guias que falam português e dão as melhores dicas para você não perder nada.

Informe-se sobre os dias de abertura e horários das atrações

Uma dica importante para não cair em roubadas em Roma é ficar atento aos horários de cada atração. Apesar de parecer uma dica batida, algumas pessoas acabam esquecendo de confirmar essas informações e prejudicam todo um planejamento de viagem.

Alguns museus, sítios arqueológicos e atrações, por exemplo, não funcionam às segundas-feiras. No Vaticano, os Museus do Vaticano normalmente não abrem aos domingos, apenas no último domingo de cada mês, quando a entrada é gratuita. Uma dica é se informar no site oficial de cada atração delas para saber exatamente quando ir e evitar surpresas desagradáveis.

De modo geral, as atrações em Roma costumam ficar abertas das 8:30 às 19:30.

Utilize serviço de transfer

Uma dica importantíssima para quem tem pouco tempo na cidade é contratar um transfer em Roma. Esse serviço garante rápidos deslocamentos não só do aeroporto ao hotel, como também de uma atração a outra.

Outra vantagem de contratar um serviço de transfer em Roma é a possibilidade de realizar passeios de um dia para destinos próximos à capital italiana, os famosos “bate e volta”. Entre as possibilidades estão Nápoles, Pompéia, Costa Amalfitana, Assis e algumas cidades pela região da Toscana.

Para quem está em busca desse serviço, indicamos a Elmocar, agência especializada em receber brasileiros na Itália e que possui uma equipe credenciada com motoristas que falam português, ajudando também quem encara o idioma como uma barreira na hora de viajar para outro país.

Evite filas

Em uma cidade turística e grande como Roma, é praticamente impossível conseguir visitar atrações sem que estejam bastante movimentadas. Os pontos turísticos da cidade costumam ficar cheios até mesmo durante a baixa temporada, que ocorre nos meses de inverno, entre novembro e março.

Até mesmo quem viaja durante esses períodos mais tranquilos deve ficar atento e garantir o acesso às principais atrações comprando os ingressos antecipadamente pela internet. Adquirindo esses ingressos com antecedência, é possível agendar os horários de visita e evitar perder tempo aguardando em filas enormes.

Então, caso você não tenha horas e horas para desperdiçar em filas quilométricas, uma dica importante para não cair em roubadas na sua viagem à Roma é garantir os ingressos antecipados pela internet, que podem ser adquiridos no site de cada atração.

Horário do comércio

Outra dúvida recorrente de quem viaja a Roma e uma dica importante para não cair em roubadas é a respeito dos horários do comércio na cidade. Quem deseja aproveitar a viagem para fazer algumas comprinhas pode curtir as lojas de segunda a sábado das 9h30 às 12h30 e das 15h30 às 19h30 (grande parte das lojas de Roma costumam fechar durante o horário de almoço). No entanto, centros comerciais e grandes lojas costumam estender esse até as 21h00 e, algumas vezes, até às 22h. Essas grandes lojas também não costumam fechar na hora do almoço.

Aluguel de carro

Alugar um carro em Roma vale a pena? Essa pergunta é muito recorrente a quem visita a cidade pela primeira vez. A capital italiana é um excelente ponto de partida para conhecer outras cidades e o aluguel de carro permite maior liberdade para se deslocar. As estradas italianas são muito boas e revelam paisagens belíssimas ao longo do percurso, seja ele qual for.

No entanto, é necessário ficar atento quanto a multas de trânsito, lugares para estacionar e para quem pretende se deslocar para outras regiões, como a bela Toscana, cujo acesso é restrito a carros nas cidades históricas. Uma dica importante para não cair em roubadas, como já dissemos, é contratar um serviço de transfer com motorista em Roma, já que esses profissionais possuem acesso às zonas restritas e já conhecem bem cada local, evitando multas, pedágios e outros problemas.

Melhor período para viajar

O melhor período para viajar para Roma é aquele que combina mais com você. O inverno na cidade, apesar de não ser muito rigoroso, é bem mais gelado que o inverno brasileiro. É durante esta época do ano, que vai de dezembro a março, que as garoas são mais frequentes e os dias são mais curtos. No entanto, é o período em que as atrações ficam mais vazias e o clima proporciona ótimas degustações de um bom vinho italiano.

O verão, pelo contrário, é a época em que os dias são mais longos, os festivais ao ar livre acontecem e as filas consequentemente aumentam. Faz muito sol em Roma nesta época e, apesar de ter que disputar espaço nas atrações, você poderá saborear um delicioso gelatto italiano. Aqui, vale lembrar, os valores de hospedagem costumam aumentar, já que a procura é maior.

Já a primavera, que vai de abril até maio, e o outono, de setembro a novembro, são como um meio termo entre as estações. Na primavera, os jardins ficam mais floridos e as ruas ganham cores, enquanto o outono revela um charme europeu todo especial.

+info:

Elmocar
Guia em português na Itália
Tel: +39 06 52 27 92 15
WhatsApp: +39 346 754 55 18
Site: www.elmocar.com

» Onde fazer compras em Roma
» 19 pontos turísticos para visitar a Itália
» 17 lugares diferentes para conhecer e passear em Roma
» Viena é eleita melhor cidade do mundo para se viver

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Passeio privado para Via Ápia e Catacumbas de Roma

Artigo anterior

Nova trilha turística prevê dez dias de caminhada pela Serra Gaúcha

Artigo seguinte

Você pode gostar