Os Museus do Vaticano concentram alguns dos maiores tesouros artísticos do mundo e reúnem milhares de obras de arte de valor inestimável

Conhecer cada detalhe dos monumentos, estátuas e igrejas está nos planos de praticamente todos os turistas que visitam Roma. A cidade concentra grande parte da produção artística da história.

Por isso, quem estiver na capital italiana não pode deixar de fazer uma visita ao Vaticano. O menor país do mundo é um paraíso para os apaixonados por arte e revela obras impressionantes, como as encontradas nos Museus do Vaticano. O local é um conglomerado de museus que reúne importantes obras de arte e peças de valor inestimável.

Uma visita aos Museus do Vaticano é imperdível para quem estiver em Roma e revela surpresas belíssimas, como a obra-prima do gênio Michelangelo encontrada ao fim do percurso, a Capela Sistina.

Museu Pio Clementino


Normalmente as visitas aos Museus do Vaticano se iniciam pelo Pio Clemente. Inaugurado pelo papa Clemente e restaurado pelo papa Pio, a galeria conta com três espaços que reúnem obras divididas entre as estátuas, os sarcófagos e os mosaicos.

Uma das obras mais impressionantes é a histórica estátua do Grupo de Laocoonte, uma escultura representativa do período helenístico grego.

Foto: Jean-Pol GRANDMONT/ Wikimedia Commons

Museu Gregoriano Egípcio


O Museu Egípcio conta com nove quartos onde estão expostas diversas esculturas. O espaço concentra relíquias egípcias, a maioria saqueada no Egito durante o Império Romano e que era utilizada como enfeite nas casas dos nobres da época.

É possível observar em algumas salas diversos elementos arquitetônicos e decorações inspiradas em povos nilóticos.

Museu Gregoriano Etrusco


Os etruscos habitaram a Itália antes da ascensão do Império Romano e deixaram um rico legado histórico, que pode ser conferido no Museu Gregoriano Etrusco.

Foto: Wikimedia Commons

O acervo do Museu Gregoriano Etrusco dispõe de vários objetos pertencentes aos etruscos e descobertos em escavações realizadas em algumas das cidades mais importantes da antiga Etrúria.

Museu Chiaramonti

Esta galeria mantém expostos os bustos de famosos imperadores romanos como Júlio César, Trajano, Tibério, Vespasiano, Augusto e outros. Há também mais de mil esculturas e bustos de nobres e centenas de rostos anônimos.  Em um tempo em que não havia fotografia, essa era a forma dessas pessoas registrarem seu legado na história.

Galeria dos Mapas


A Galeria dos Mapas ou Cartas Geográficas é um dos lugares mais impressionantes para se visitar nos Museus do Vaticano.

Um longo corredor de beleza singular reúne cerca de 40 mapas produzidos pelo gênio matemático e cosmógrafo Ignazio Danti, que representam as possessões da Igreja na época do Papa Gregório XIII. Fica difícil se concentrar nos mapas e não se deixar deslumbrar pelo belíssimo teto abobadado do local.

Foto: Jean-Christophe BENOIST/ Wikimedia Commons

Salas de Rafael


O papa Júlio II incumbiu o mestre renascentista Rafael Sanzio na missão de redecorar quatro aposentos do Palácio Apostólico. São diversos e belos afrescos, entre eles o famoso “A Escola de Atenas”, de 1511, onde são retratados os filósofos Aristóteles, Platão, Diógenes e Sócrates.

Capela Sistina


Sem dúvida, a menina dos olhos de quem visita os Museus do Vaticano é a Capela Sistina. A rota pelos museus oferece duas opções de trajetos, um mais longo e outro mais curto, mas ambos terminam na obra-prima de Michelangelo.

Com o teto pintado pelo gênio do Renascimento a pedido do papa Júlio II, a obra é impressionante. Bem no centro do teto está a pintura mais famosa de todas, “A Criação de Adão”, aquela onde Adão e Deus tocam os dedos.

Foto: Pixabay

O registro, no entanto, deve ficar apenas na memória, já que é proibido tirar fotos dentro da capela, além de não ser permitido aos turistas acessarem o local com joelhos e ombros à mostra.

Vai pela Itália pela primeira vez e quer conhecer todas as belezas do país? Agências como a Elmocar, sediada em Roma, oferecem, além de roteiros personalizados, o serviço de transfer até o Vaticano.

A empresa atua na Itália há mais de 20 anos e conta com um staff grande, ao todo são quase 30 profissionais fluentes em português entre atendentes, motoristas e guias oficiais que adoram levar brasileiros pelas principais atrações da capital italiana e outras regiões.

+Info
Elmocar
Guia em português na Itália
Tel: +39 06 52 27 92 15
WhatsApp: +39 346 754 55 18
Site: www.elmocar.com

» Roteiro de 2 dias em Roma
» Turismo no Vaticano: principais lugares para conhecer
» Como contratar um serviço de transfer em Roma?
» Lugares para conhecer no Vaticano

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.
» Faça o seu visto e antecipe seu passaporte com a Visto Fácil.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é privatizado e começa a cobrar entrada

Artigo anterior

Wanderlust: há pessoas que nascem com o gene das viagens

Artigo seguinte

Você pode gostar