Com 21 regiões que possuem o título de Patrimônio da Humanidade, o Brasil caminha para mais um resultado positivo entre os dias 30 de junho a 10 de julho

A inscrição de Paraty para Patrimônio da Humanidade foi feita em 2018 pelo governo brasileiro. Envolvendo uma área de 204 mil hectares, com 187 ilhas, áreas de preservação e comunidades tradicionais, a região tem chances de ganhar o título, que vai ser anunciado entre os dias 30 de junho e 10 de julho.

O Iphan – Instituto Nacional do Patrimônio Histórico Artístico Nacional – revelou no meio do mês de junho que um juízo positivo foi dado à candidatura da região brasileira ao título, emitido pelos órgãos consultores da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Centro histórico de Paraty. Foto: Rogério Cassimiro / MTUR

Foto: Rogério Cassimiro / MTUR

Cada país só pode alistar um candidato por ano. Dessa vez foi o momento de Paraty, com suas ruas de pedras, águas do mar esverdeadas e a riqueza de sua diversidade, já que ali vivem quilombolas, indígenas e caiçaras em reservas de proteção ambiental, como o Parque Estadual de Ilha Grande, localizado em Angra dos Reis.

Praia da Feiticeira – Ilha Grande. Foto: Nathan Chor

Além disso, a região também atrai inúmeros eventos culturais, por exemplo a Festa Literária de Paraty, chamada Flip, que reúne pessoas importantes e os apaixonados pela literatura. Outro forte exemplo de manifestações culturais é a Festa do Divino Espírito Santo, uma das celebrações religiosas mais famosas do país.

O que é o um patrimônio da humanidade?

Nada mais é do que um legado de monumentos e locais que possuem grande valor natural e cultural, sendo considerados de uma riqueza universal, isso independe de sua localização no mundo. A seleção é feita pela Unesco, com base no histórico dos candidatos e então, o local pode ser classificado como bem histórico, cultural ou misto.

No caso de Paraty, a região candidata está sendo avaliada como patrimônio da humanidade misto, por carregar os dois traços, tanto histórico quanto cultural. Além de possuir enorme variedade de plantas na Mata Atlântica e abrigar comunidades típicas, com traços de suas próprias línguas e artes.

O que saber sobre a região?

Foto: Rogério Cassimiro / MTUR

Essa é a segunda vez que Paraty disputa o título de patrimônio da humanidade, a primeira foi em 2009, quando foi rejeitada por falta de elementos. Agora, dez anos depois, com mais elaboração e argumentos, o governo brasileiro pode conseguir mais um patrimônio em seu território.

Com a certeza de vitória, Paraty e Ilha Grande vão ser colocados ao lado de lugares conhecidos mundialmente como Macchu Picchu, no Peru e o Monte Perdido entre a França e a Espanha. Mas além disso, outro ponto positivo é o avanço do turismo no local, que vai trazer inúmeras visitantes curiosos em busca do novo patrimônio da humanidade no Brasil.

» 20 praias paradisíacas entre São Paulo e Rio de Janeiro
» Viaje de carro pela charmosa estrada de Cunha x Paraty
» Paraty e Trindade: roteiro completo de 3 dias
» 11 lugares para conhecer em Paraty

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.
» Faça o seu visto e antecipe seu passaporte com a Visto Fácil.

HBO transformará um dos estúdios de Game of Thrones em atração turística

Artigo anterior

Le Postiche oferece linha de malas de bordo (de mão ou de cabine)

Artigo seguinte

Você pode gostar