Conheça 9 países onde o passaporte é dispensável na hora de viajar

De todas as preocupações que rondam a preparação para uma viagem internacional a mais problemática com certeza é o passaporte. Do ano passado para cá a produção de novos passaportes já foi suspensa duas vezes, deixando centenas de brasileiros a beira do desespero, sem saber se poderiam embarcar para além das fronteiras. Porém, para alguns destinos esses imprevistos não influenciaram em nada.

Em 2008 os países que compõe o Mercosul (Mercado Comum do Sul), assinaram um acordo que libera a circulação de turistas entre esses países portando apenas o RG. Isso quer dizer que, para embarcar em direção a, praticamente, todos os países da América do Sul, viajar é preciso, passaporte não é preciso.

Confira a lista completa dos países onde é possível viajar só com o RG.

Leia também:

Descubra quais os documentos exigidos para entrar na Europa
Destinos internacionais para viajar sem passaporte
Brasil e Uruguai assinam acordo que facilita residência permanente
Como sacar dinheiro no exterior

Argentina

A Argentina é cheia de atrativos. Desde sua capital, Buenos Aires, que encanta pelos ares cosmopolita. Repleta de restaurantes, onde você experimentará a melhor carne da sua vida e de centros culturais. Passando por Mendonza que atrai aficionados por vinho para suas diversas vinícolas. Até a região da Patagônia que faz os residentes de um país tropical conhecerem o lado bom do frio com passeios ecológicos pelas geleiras e lagoas.

Além do RG e do passaporte, é possível entrar no país dos Hermanos com a Cédula de Identidade Mercosul, expedida pela Polícia Federal.

Foto: Mariano Mantel

Uruguai

O Uruguai é outro destino que aceita o RG brasileiro além do passaporte. País pequeno com cidades arborizadas, campos extensos, praias limpas e um clima muito agradável. Os principais destinos turísticos do Uruguai são as cidades de Montevidéu, um dos centros culturais e históricos do país, repleto de museus e bares que encantam os turistas. Punta del Este atrai pelas praias de areia branca e por ser uma cidade sofisticada, além de abrigar o emblemático casino do Conrad Resort. Já Colônia do Sacramento chama a atenção pelo seu charme histórico, é uma das cidades mais antigas do país que ainda conserva marcos da colonização europeia.

Foto: Marcelo Campi

Paraguai

Tire da cabeça que o Paraguai é um destino só de compras, o país com fortes influências guaranis oferece muito mais do que importados baratos. O maior símbolo natural do país é o chaco, um ecossistema que é praticamente desértico na seca e um grande pântano na estação chuvosa, enquanto que o símbolo gastronômico nacional é a sopa paraguaia, tão sólida quanto deliciosa. Sua capital, Assunção, é uma das cidades mais antigas da América do Sul e por ter recebido muitas expedições jesuíticas, cujas heranças são listadas como patrimônio da humanidade pela Unesco, também é chamada de “Mãe das Cidades”.

Foto: Jonas de Carvalho

Venezuela

A Venezuela oferece muito mais do que seu cenário político conturbado. Por possuir geografia variada o turista encontra atrativos diversos. Um amplo litoral banhado pelo cobiçado mar do Caribe, em que a Isla Margarita e o arquipélago Los Roques são os destinos mais populares. Planícies que ofertam paisagens que inspiraram Conan Doyle e a maior cachoeira do planeta, o Salto Angel, com seus mais de 900 metros, e a Cordilheira dos Andes. Na cidade de Mérida partem vários passeios para as cordilheiras, o principal é a subida ao Pico do Espelho, com mais de 4600 metros de altitude, que é feita por meio do mais alto e longo teleférico do mundo.

Foto: Emiliano Dias

Bolívia

Conhecer esse país de fortes tradições indígenas requer certo preparo. Por ser um país pobre a Bolívia não apresenta muita estrutura turística, mas não impede que quem a visite, se encante com o lugar. Potosí é uma cidadezinha colonial, cujo centro histórico foi tombado patrimônio histórico cultural pela Unesco. Já a capital, La Paz, está próxima a destinos andinos como o Lago Titicaca e Tihuanaco, além de picos fabulosos. Com mais de 10 mil quilômetros quadrados e localizado a cerca de 3500 metros de altitude, o Salar de Uyuni, o maior mar de sal do mundo, é uma das grandes maravilhas da natureza da Bolívia.

Foto: via Flickr – jelen_photos

Chile

O Chile é o país com o maior IDH da América do Sul, cercado pelo pacífico e pela Cordilheira dos Andes, apresenta uma geografia curiosa. Além dos picos montanhosos que fazem a alegria de turistas em busca de esportes na neve ou trekking e montanhismo ao leste, e do seu litoral extenso com praias belíssimas ao oeste. Ao norte, abriga o deserto do Atacama, o mais alto e mais seco do mundo, onde está o Vulcão Licacanbur. E ao sul, uma parte da Patagônia, lar dos guanacos e de paisagens gélidas que encantam os olhos. Não satisfeito o país ainda é famoso por sua produção de vinho. Perto da capital, Santiago, há diversas vinícolas famosas mundialmente, abertas à visitação.

Foto: Tiago Zanarte

Colômbia

Das fantasias de Gabriel García Marquez ao café montanhês de Juan Valdez, a Colômbia não perde tempo para maravilhar o turista com sua história e paisagens paradisíacas. Cartagena é uma das cidades mais populares do país, além de reunir o passado colonial da região e, por isso, ser considerada Patrimônio Mundial da Humanidade, ainda possui praias banhadas pelo prestigiado mar do Caribe. A Ilha de San Andrés possui praias de areias brancas, mar de águas com tons inacreditáveis e uma tranquilidade rara em outros destinos litorâneos do país.

Para entrar aqui, além do RG e passaporte, também são aceitos a Cédula de Cidadania e a Cédula de Estrangeiro.

Foto: Alexander Schimmeck

Equador

O menor país do Mercosul guarda grandes experiências. Desde a bela cidade colonial de Cuenca, com suas igrejas e edifícios coloniais e ruas calçadas de pedras criando uma deliciosa atmosfera da América hispânica até os 14 vulcões, ativos e adormecidos, presentes em uma área de apenas 200 quilômetros que contam com os picos mais altos do Equador: o Chimborazo de 6310 metros e o Cotopaxi, com 5897 metros. Mas, sem sombra de dúvidas o destino mais famoso e concorrido no país são as Ilhas Galápagos, cuja pequena e peculiar fauna marcaram o inglês Charles Darwin de tal forma que, anos mais tarde, publicaria o livro “A Origem das Espécies”, quebrando paradigmas na ciência, religião e sociedade.

Foto: Andy Haig

Peru

O Peru é um país fortemente ligado à sua história. Do passado indígena às heranças da colonização espanhola, o país guarda indícios de suas raízes pelas ruas e população. Cusco é parada imperdível. Patrimônio Histórico da Humanidade, cujas ruas e becos de pedras parecem respirar os mesmos ares da época dos incas. Porém não tão impressionante quanto os misteriosos territórios de Machu Picchu, que atraem turistas, historiadores e arqueólogos do mundo inteiro. Além de guardar tesouros arqueológicos o país também é lar de tesouros naturais.

Do outro lado dos Andes a Amazônia se apresenta majestosa e é ali, por meio da mata fechada, que encontramos um fenômeno arqueológico único: O Rio Fervente. Um rio que corre escondido em meio a floresta cujas águas chegam aos impressionantes 80º graus celsius.

Foto: Walter Dias

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com a Latam, MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Descubra porque você precisa fazer um intercâmbio

Artigo anterior

Azul anuncia voos diretos de São Paulo para Parnaíba

Artigo seguinte

Você pode gostar

Mais em Dicas