Saiba o que mudou com as novas regras de bagagem e não tenha surpresas em sua próxima viagem

Mesmo quem não viaja com frequência deve ter visto por aí a notícia de que foram criadas novas regras de bagagem, que por sinal já estão em vigor. Agora é preciso prestar um pouco mais de atenção na hora de comprar uma passagem aérea e de fato ler todas as informações disponibilizadas pela companhia aérea para não ter nenhuma surpresa.

Você deve estar pensando qual o motivo disso tudo, e eis a resposta: o Brasil era um dos pouquíssimos países que impunham regras de bagagem às companhias, e com a mudança cada empresa pode definir os valores que irá cobrar para despachar suas malas.

O passageiro, por outro lado, se beneficiaria com a vantagem de poder encontrar passagens baratas com maior facilidade, já que o valor da franquia não está mais embutido na tarifa. Na teoria os valores dos voos no Brasil deveriam reduzir, pois isenta as companhias aéreas desse custo, mas até o momento não houve grandes mudanças de preços.

E é aí que é preciso se atentar: a regra de checar todas as informações disponíveis na hora da compra vale principalmente se o valor da sua passagem for baixo, pois nesses casos incluem somente a bagagem de mão e se você tiver uma mala para despachar terá um gasto extra no aeroporto. É possível acrescentar essa bagagem ainda no processo da compra, mas mesmo assim será preciso pagar, embora o valor nesse caso seja um pouco menor.

Foto: Wikimedia Commons

Os números das novas regras de bagagem


Agora vamos falar um pouco de alguns números que permeiam as novas regras de bagagem, sejam eles valores, prazos ou medidas:

Bagagem de mão

Com a nova legislação é possível ter com você na cabine uma bagagem de até 10 kg cujas medidas não ultrapassem 115 cm. Também é permitido levar um volume extra, como bolsa.

Valores para bagagens despachadas

Cada companhia aérea realmente está trabalhando os valores que acredita ser melhor quando o assunto é bagagem despachada. Há as que cobram R$30,00 e outras que cobram R$50,00, por exemplo, não sendo raro ter que pagar praticamente o dobro se o pagamento for feito presencialmente e de última hora.

Para viagens internacionais, não se espante se tiver que pagar em dólar. Por isso, mais uma vez, a dica: leia atentamente todas as informações na hora de comprar uma passagem aérea e caso tenha dúvidas, consulte a empresa que emitiu sua passagem.

Leia mais:

» Descubra quais os documentos exigidos para entrar na Europa
» Como tirar seu passaporte passo a passo
» Como tirar visto para os Estados Unidos
» Confira lista com 55 países que não exigem visto para brasileiros

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.
» Faça o seu visto e antecipe seu passaporte com a Visto Fácil.

Dicas de turismo em Aracajú

Artigo anterior

Dicas de turismo em Cuiabá

Artigo seguinte

Você pode gostar