Museus imperdíveis na Itália

A Itália é o verdadeiro paraíso para quem aprecia história, arte e cultura. Veja os museus imperdíveis para visitar no país

Seja pelas pinturas, esculturas, arquitetura, música ou moda, a Itália é um dos países que mais se destaca pela produção artística no mundo. Para os apaixonados por história e cultura, visitar um museu italiano é entrar em um paraíso repleto de tesouros eternizados em mármore e tinta. Em seus corredores, coleções de valor inestimável para a humanidade podem ser apreciadas a poucos metros de distância.

É difícil não se emocionar ao se deparar com obras incríveis de Michelangelo, Caravaggio, Leonardo da Vinci, Rafaello, Bellini, entre outros gênios renascentistas. Além disso, os museus italianos revelam mistérios, curiosidades, lendas e atrações que podem surpreender os visitantes.

Em alguns museus muito concorridos da Itália, especialmente no verão, a espera em uma fila pode chegar a três horas ou mais. Por isso, a dica é comprar os ingressos com antecedência pela internet.

Conheça alguns museus imperdíveis na Itália:

Leia também:

Itália: serviço de guia e motorista brasileiro em Roma
Viagens de trem pela Itália: como ir e outras dicas
Itália: Costa Amalfitana e Ilha de Capri na mesma viagem
11 cidades apaixonantes para visitar na Itália

Musei Capitolini, Roma

O Musei Capitolini é o principal museu de Roma e um dos que possuem o acervo mais completo e rico do mundo. Localizado na Praça do Capitólio, que foi remodelada pelo mestre italiano Michelangelo em 1537, reúne três prédios romanos: o Palácio Novo (Palazzo Nuovo), o Palácio dos Conservadores (Palazzo dei Conservatori) e o Palácio Senatório (Palazzo Senatorio).

Uma curiosidade sobre o Musei Capitolini é que ele é considerado o primeiro museu público do mundo. Antes da sua existência, peças de arte eram restritas apenas aos reis, nobres e aristocratas, que exibiam suas coleções em seus palácios ou espaços particulares. Em 1734 o museu foi aberto à população pelo Papa Clemente XII, tornando-se o primeiro espaço de arte acessado pelo público.

O Musei Capitolini e seus três prédios ocupam uma área de mais de 12 mil metros quadrados e guardam obras de extrema importância, especialmente as que revelam a história do Império Romano. Entre elas está a famosa estátua da loba capitolina que amamentou os gêmeos Rômulo e Remo na mitológica fundação de Roma. Além disso, é possível conhecer a estátua de Marco Aurélio original, de 176 d.C., uma obra de arte com nada menos que 1842 anos!

Foto: Neify / Shutterstock

Endereço: Piazza del Campidoglio, 1, 00186 Roma
Tel.: +39 06 0608
www.museicapitolini.org

Galleria Borghese, Roma

Instalada em uma antiga mansão construída entre 1613 e 1616 pela família Borghese, uma das mais nobres da Europa, a Galleria Borghese é um dos mais incríveis museus romanos. Além de concentrar as mais belas obras-primas em seu acervo, a galeria fica situada dentro de um lindo parque, o Villa Borghese, o segundo maior da capital italiana.

O museu é um prato cheio para os amantes de arte e de beleza, tanto pelas obras expostas quanto por suas salas luxuosas e imponentes. Uma dica preciosa é olhar para o teto das alas do museu, ricos em pinturas e detalhes. Entre as obras expostas de valor inestimável estão esculturas de mestres como Caravaggio, Leonardo da Vinci, Rafaello, entre outros grandes nomes da arte renascentista. A galeria também possui oito esculturas de Bernini, incluindo Davi, Apolo e Dafne e uma das esculturas mais famosas e magníficas do mundo, o Rapto de Proserpina.

A Galleria Borghese, apesar de pequena em relação a outros museus italianos, possui um dos acervos mais importantes da história da arte mundial e, sem dúvida, é um local que deve estar na sua lista de museus imperdíveis para visitar na Itália.

Foto: Son od Groucho / Flickr

Endereço: Piazzale Scipione Borghese, 5, 00197 Roma
Tel.: +39 06 841 3979
www.galleriaborghese.it

Palazzo Ducale, Veneza

O Palácio Ducale é uma das principais e mais belas atrações de Veneza. Localizado na área monumental da Piazza San Marco, o palácio pertenceu aos Duques de Veneza e foi por muito tempo sede do governo e da magistratura veneziana, além de abrigar uma antiga prisão em sua parte inferior. Com uma impressionante arquitetura gótica, o local é perfeito para registros fotográficos.  

O interior do Palácio Ducale é repleto de ricos detalhes e pinturas deslumbrantes em seus tetos e paredes.  A área mais famosa é o Salão do Supremo Tribunal, chamado de Sala del Maggiore Consiglio, um amplo e belo local que abriga uma das maiores pinturas do mundo, Paraíso, obra de Tintoretto.

Um tour por itinerários secretos explora as escuras e úmidas prisões do subsolo, assim como uma sala de tortura aos condenados. É possível conhecer os antigos escritórios dos oficiais, além da belíssima e famosa Ponte dos Suspiros. A travessia ligava o Palácio à prisão e era o local por onde os condenados avistavam pela última vez a luz do dia – exceto o célebre prisioneiro Casanova, que fugiu pelo telhado em 1756.

Reserve algumas horas para explorar o Palácio Ducale, pois há muito para absorver, sentir e admirar, tanto nas obras expostas quanto pela riqueza histórica de seu ambiente.

Foto: Dmitri Ometsinsky / Shutterstock

Endereço: Piazza San Marco, 1, 30124 Veneza
www.palazzoducale.visitmuve.it

Museo Egizio, Turim

Fundado em 1824, o Museo Egizio de Turim é o único espaço no mundo, exceto o Museu do Cairo, dedicado exclusivamente à arte e cultura egípcia. São cerca de 10 mil metros quadrados que reúnem aproximadamente 36 mil artefatos do Antigo Egito, entre pergaminhos, cerâmica, tumbas, sarcófagos, estátuas e múmias. O acervo do museu é divido em mais de dez salas espalhadas pelo edifício e as peças são classificadas pelo seu período e caraterística.

A coleção foi fruto de quatro séculos de descobertas realizadas durante as escavações da Missão Arqueológica Italiana, que aconteceram entre 1900 e 1935. Entre os achados mais importantes estão a tumba intacta de Kha e Merit e o Templo de Ellesija, o mais antigo templo rupestre de Núbia, escavado na rocha arenária pelo faraó Thutmosi III. Além dessas raridades, o museu também apresenta as estátuas de Amon, Seti II, Sekhmet e Ramses II.

Com corredores espaçosos, iluminação moderna e vitrines que permitem ao visitante uma experiência única, o Museo Egizio de Turim é um dos lugares mais incríveis do mundo e merece ser contemplado ao menos uma vez na vida.

Foto: Dalbera / Wikimedia Commons

Endereço: Via Accademia delle Scienze, 6, 10123 Tuim
Tel.: +39 011 561 7776
www.museoegizio.it

Pinacoteca di Brera, Milão

Considerada um dos mais importantes museus da Itália, a Pinacoteca di Brera foi aberta ao público em 1809 no primeiro andar do Pallazo di Brera, um projeto da imperatriz Maria Teresa da Áustria como instrumento de pesquisa para os alunos da Academia de Belas Artes, também idealizada por ela.

Algum tempo depois foi transformada em museu por Napoleão Bonaparte, que inseriu pinturas de antigos conventos, igrejas e monastérios fechados durante a era napoleônica. Por meio de trocas e doações, o museu foi crescendo e atualmente apresenta um acervo impressionante, onde é possível apreciar obras de Piero della Francesca, Raffaello, Bellini, Caravaggio, Tintoretto, Bramantino, Bergognone, Luini e Haye.

No mesmo prédio da Pinacoteca di Brera também estão a Biblioteca de Brera, o Observatório de Astronomia e o Instituto Lombardo para Ciência e Arte, outros passeios imperdíveis que merecem uma visita.

Foto: Stefano Stabile / Wikimedia Commons

Endereço: Via Brera, 28, 20121 Milão
Tel.: +39 02 7226 3264
www.pinacotecabrera.org

Galleria dell’Accademia, Florença

A Galleria dell’Accademia, em Florença, guarda uma das mais importantes obras do Renascimento Italiano. É nela que está a escultura de David, com seus impressionantes cinco metros de altura e detalhes incríveis esculpidos a partir de um gigante bloco de mármore pelas mãos do gênio Michelangelo. Além desse verdadeiro tesouro, símbolo florentino que simboliza a liberdade, a galeria também reserva outras seis obras do mestre renascentista, sendo o museu com o maior número de esculturas de Michelangelo no mundo.

O museu também revela outras importantes obras, como as belas pinturas de Botticelli, ‘Madonna col Bambino’ e ‘Madonna del Mare’. A Galleria dell’Accademia ocupa, hoje, o prédio que pertencia ao antigo hospital de San Mateo e o antigo mosteiro de San Nicolás de Cafaggio. O Grande Duque Leopoldo di Lorena, anos depois, fundou a Academia de Belas Artes, dedicada a estudantes para realizarem pesquisa artística. No final do século XVIII, por fim, o espaço foi totalmente adequado para dar vida ao famoso museu.

Além da admirável colação de obras de arte, a Galleria dell’Accademia, atualmente, também abriga o Museu de Instrumentos Musicais onde é possível conhecer o mais antigo piano vertical do mundo e um belíssimo violino Stradivarius.

Foto: photogolfer / Shutterstock

Endereço: Via Ricasoli, 58/60, 50122 Florença
Tel.: +39 055 238 8609
www.accademia.org

Gostou das dicas? Caso você já tenha visitado museus incríveis na Itália, compartilhe suas experiências com a gente. Está indo pela primeira vez? Então conheça a Elmocar, agência que realiza serviço de transfer e city tours em diversas cidades italianas.  

+Info:
Passeios na Itália
Transfer & City Tours
Tel: +39 06 52 27 92 15
WhatsApp: +39 346 754 55 18
Site: www.elmocar.com


- Descubra o hotel ideal para você, reserve seu hotel com o Booking.com.
- Pesquise os melhores preços de passagens aéreas em tempo real para a sua viagem.