Melhor época para conhecer Alter do Chão

A principal atração turística da região oeste do Pará, ficou mundialmente conhecida quando o jornal inglês The Guardian, destacou Alter do Chão como uma das mais belas praias do mundo. Desde a descoberta o lugar atrai milhares de viajantes que querem se esbaldar nessa famosa praia de água doce e descobrir as belezas da Amazônia paraense.

Alter do Chão, antes uma comunidade de pescador, parece ser pequena a primeira vista, mas é grande em variedade de atrativos e cultura. Não são só as belas praias que fazem da simpática vila um destino tão desejado. Beirada pelas águas cristalinas do Rio Tapajós, Alter está exatamente no meio do maior aquífero em volume de água do mundo, denominado Aquífero Alter do Chão. Apenas para se ter uma ideia, esse tem o dobro de tamanho do Aquífero Guarani e abrange parte dos estados do Pará, Amazonas e Amapá. Devido à grande concentração de rochas permeáveis, há constante formação de nascentes, lençóis freáticos e rios de água mineral. Dificilmente você vai encontrar uma água mais limpa que essa em qualquer lugar do mundo.

Alter é distrito do município portuário de Santarém, terceira maior cidade do estado. Diferente de outros pontos da Floresta Amazônica, Alter do Chão está cercada por praias popularmente conhecidas como o “Caribe Amazônico”, a vila que faz jus ao nome realmente proporciona praias que lembram as caribenhas. Quase sempre desertas, as praias de Alter são de areias branquinhas e oferecem banhos em águas claras de temperaturas agradáveis. Os rios sempre extensos e largos, com horizontes a perder de vista, também nos remete ao oceano.

Leia mais:

Vila de Alter: pousada de charme em Alter do Chão
Como o turismo de base comunitária pode transformar a Amazônia?

Alter do Chão: veja o lugar que ficou conhecido como caribe amazônico

Dica de Destino – Floresta Nacional do Tapajós (FLONA), no Pará
Praias de água doce encantam turistas na região norte
Círio de Nazaré em Belém, a maior festa religiosa do Brasil

Foto: David Rego Jr

Melhor época para conhecer Alter do Chão

Assim como boa parte da região norte do Brasil, basicamente só há duas estações climáticas durante o ano, sendo seis meses de verão com semanas ensolaradas e chuvas finas e pontuais de junho a novembro, e seis meses de inverno com pancadas de chuva mais fortes e tempo um pouco mais fechado, sendo de dezembro a maio. Dependendo da quantidade de chuva, pode ser que não tenha tantas praias nos meses de abril e maio. Entretanto também há passeios para conhecer Alter nesse outro cenário. Sobre o clima, é calor o ano todo e no início e fim do período das chuvas, é normal ver o tempo fechar apenas pela noite e no início da manhã.

Entre os meses de Agosto e Dezembro, o nível do Tapajós chega em seu nível minimo, é durante essa época que as praias da região estão disponível para banho.

Durante as cheias, é possível ver algumas praias, entretanto, a faixa de areia é bem mais reduzida. Já no período de maior nível da água a paisagem muda completamente, proporcionando explorar uma parte da floresta alagada.

No mês de setembro, Alter do Chão fica ainda mais coloridas por conta da tradicional Festa do Sairé. Durante o festival que mistura o cristianismo dos jesuítas aos costumes indígenas da tribo Borari, são feitas procissões, o tradicional levantamento dos mastros e o festival dos botos, com a disputa dos grupos folclóricos Boto Cor-de-Rosa e Boto Tucuxi. Essa é maior festa de Alter do Chão e atrai um grande número de visitantes do Brasil e do exterior.

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com a Latam, MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.