Marrocos: dicas de como planejar uma viagem pelo país

Com cerca de 13 mil anos de história, Marrocos já abrigou algumas das nações mais antigas do mundo

Mescla de berberes, romanos, árabes e europeus fizeram do país um lugar de grande diversidade histórica e cultural. Há tempos que o exotismo de Marrocos está se tornando cada vez mais presente no imaginário de viajantes que buscam um destino muito além das férias tradicionais. Nessa parte da África, o turismo de experiências sensoriais é o que mais atrai turistas. Seja inspirado por novelas ou filmes gravados em Marrocos, pelos encantos do Deserto do Saara ou pelas curiosidades da cultura marroquina, o país vem se tornando cada vez mais popular e muito aceito por quem decidi descobrir as belezas e encantos da costa ocidental da África.

Por conter culturas e crenças totalmente diferente do que estamos acostumados a presenciar em nosso dia a dia, Marrocos desperta curiosidade e um certo fascínio quando começamos a estudar os seus costumes e planejar uma visita ao país. Diferente do que muitos pensam, Marrocos possuí uma maravilhosa estrutura para receber turistas, com ótimas redes hoteleiras disponíveis em todo o país em instalações robustas. Viajar por Marrocos é relativamente fácil, as cidades oferecem alguns aeroportos internacionais e para voos domésticos. A proximidade com a Europa também transforma Marrocos em um país moderno e multicultural, destacando-se como o destino mais visitado de todo o continente africano.

Leia também:

Marrocos: dicas de como planejar uma viagem pelo país
Roteiro em Marrocos: conhecendo o sul do país
Chefchaouen, a cidade azul em Marrocos
Os cenários cinematográficos de Ouarzazate, a Hollywood marroquina

Banhado por 2 800 quilômetros do Oceano Atlântico e por 530 quilômetros do Mar Mediterrâneo, Marrocos ainda abriga uma importante área da Cordilheira do Atlas, cidades imperiais que respiram histórias milenares, oásis, mesquitas surpreendentes e uma extensa área do Deserto do Saara. São inúmeras as atrações que podem ser exploradas em todo o país, uma união de experiências perfeitas para garantir uma viagem repleta de memórias inesquecíveis.

Como chegar:

O país conta com 19 aeroportos, sendo distribuído nas cidades de Dakhla, Agadir, Goulimime, Al Hoceima Charif Idr, Beni Mellal, Zagora, Casablanca, Errachidia, Essaouira, Fez, Laayoune Hassan I, Marraquexe Menara, Nador, Ouarzazate, Oujda L. Angades, Rabat, Tânger, Tan Tan e Tétouan S. Ramel.

Um dos maiores e mais importantes aeroportos de Marrocos é o de Casablanca, o Mohamed V Airport, que recebe mais de 30 companhias que operam para outras 91 cidades em países distintos. No Brasil, a cia aérea Royal Air Maroc possuí 7 voos semanais para o país, são 4 voos exclusivos saindo de São Paulo e outros 3 da cidade do Rio de Janeiro, ligando as duas principais capitais do Brasil até a cidade litorânea de Casablanca (CMN), em Marrocos, com operações diretas sem escalas. O voo operado em um moderno B787 Dreamliner também conta com 18 vagas na classe executiva com menu especial e assentos que viram camas 180°, uma ótima opção para deixar as nove horas de voo muito mais confortáveis.

Por estar muito próximo de alguns países europeus como Espanha e Portugal, optar por sair pela Europa pode ser uma ótima opção caso esses países também integrem seu roteiro, seja iniciando por Marrocos e partindo para a Europa, como o contrário.

Visto e Imigração:

Cidadãos portugueses e cidadãos brasileiros não necessitam de um visto para Marrocos. Com apenas o passaporte é possível conseguir uma permanência de até 90 dias no país. Se você deseja ficar mais tempo em Marrocos, terá de avisar as autoridades locais e pedir uma autorização de permanência para além dos 3 meses que você tem direito.

Qual moeda levar para Marrocos?

A moeda local é o dirrã marroquino. Viajando para Marrocos, o ideal é levar dólares em espécie e lá converter para dirá marroquino. Em média, 10 dirrãs custam 1 dólar ou 1 euro, pois nessa região em específico eles não fazem distinção das duas moedas. Hotéis de médio e alto padrão calculam as diárias em dólar, mas quase todos também oferecem a opção de trocar moedas na própria recepção para a moeda local, o que é mais confiável caso você não esteja próximo de uma casa de câmbio.

Os principais centros turísticos aceitam cartões de crédito sem problemas, mas por vezes os estabelecimentos fazem-se cobrar de uma taxa de 5%. Os cartões mais utilizados são das redes Visa e Mastercard.

Língua:

A língua oficial de Marrocos é o Árabe, mas também se falam dialetos berberes e o francês é, genericamente, utilizado nas principais cidades e zonas turísticas. A proximidade com a Espanha e o fato do destino estar na rota de muitos turistas ao redor do mundo, muitas pessoas acabam falando Espanhol, ‘Portunhol’ e Inglês também, tornando ainda mais fácil a comunicação no país.

Segurança:

Marrocos é o país mais turístico do continente africano e apesar de serem muito religiosos – grande maioria muçulmana – não há nenhuma descriminação quanto aos turistas estrangeiros. Viajando em grupo dificilmente irão ter qualquer tipo de problema, nas cidades grandes muitas pessoas aproveitam as praças públicas e ruas, o que sempre garante um movimento frequente de moradores e turistas.

Em algumas atrações do tipo “pega turista”, pode parecer inicialmente que o vendedor está sendo simpático, mas logo a gentileza será cobrada e ele irá te pedir dinheiro por ter tirado aquela foto. O segredo é ser sempre simpático e evitar as atrações que utilizam animais. Essas são bem comuns principalmente no centro de Marraquexe, que tem os “encantadores de cobra” e pessoas que andam com macacos.

Fuso horário:

+3h (considerando o horário de Brasília).

Onde ficar:

O país reserva uma gama infinita de belas pousadas, hotéis e resorts de grandes nomes na Europa. Durante a viagem é possível experimentar sensações bem diferentes até na hora de tirar um cochilo, uma dessas experiências é dormir em kashbas de 400 anos, nos tradicionais Riads que são residencias familiares transformadas em hospedarias, e até mesmo dormir em tendas cercadas pelas dunas do Deserto do Saara.

Como se locomover:

Existe linhas de ônibus marroquinas cobrem todo o país. Veja horários e destinos: CTM. A companhia estatal ferroviária Marroquina possui uma linha principal que tem como entrocamento principal Casablanca. Os trens que partem para o sul passam por Rabat e vão até Marraquexe. Os que seguem para o leste passam por Fez e Méknes, as cidades imperiais. Veja horários e destinos: ONCF.

Uma outra opção para viajar por terra entre cidades são as lotações: automóveis comuns, que carregam vários passageiros, indicado para quem quer conhecer Marrocos na ótica local.

Quando ir:

Por ser um país muito diversificado geograficamente, (costa, montanhas do Rif, montanhas do Atlas, deserto do Sahara, cidades imperiais no interior) o Marrocos é um país que tem clima bem variado.

As melhores épocas para visitar Marrocos são os meses de Primavera (entre março e maio), quando as temperaturas estão mais amenas, e nos meses de Outono (outubro e novembro) quando as temperaturas começam a baixar e ficam com o clima mais fresco.

Compras:

Os marroquinos são conhecidos internacionalmente como grandes pechinchadores e a negociação faz parte da cultura deles. Em Marrocos o segrego na hora da compra é barganhar ao máximo. Aceitar o primeiro preço oferecido pelos comerciantes é quase considerado um gesto desrespeitoso. Os melhores lugares para fazer compras são nos tradicionais souks e feiras das cidades – o de Marraquexe é o mais conhecido e tem quase mil anos de idade -, provavelmente o melhor lugar para encontrar tudo o que é artesanato típico como cerâmicas e tapetes, luminárias árabes, roupas, especiarias, ingredientes da culinária marroquina, objetos de decoração, entre outros.

Ksar Aït Ben Haddou. Foto: gavilla / Pixabay

A cidade azul de Chefchaouen. Foto: motamid2006 / Pixabay

Mesquita Hassan II em Casablanca. Foto: Photo4Memo / Pixabay

Foto: Reisefreiheit_eu / Pixabay

Deserto do Saara. Foto: jpeter2 / Pixabay

Praça Jemaa El Fna em Marrakech. Foto: Jonny_Joka / Pixabay

* Essa viagem foi feita a convite da Delegação Oficial de Turismo de Marrocos em colaboração com a companhia aérea Royal Air Maroc Brasil.

Dicas para planejar sua viagem:

- Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels: descubra os melhores preços e a localização ideal para a sua viagem. Acesse o Booking.com e faça sua reserva parcelada em até 10x.

- Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto e total segurança. Economize na sua próxima viagem com as ofertas publicadas diariamente no site oficial da Latam, MaxMilhas e Skyscanner.

- Quer economizar com a hospedagem? O Airbnb disponibiliza um cupom com R$130 de desconto para novos turistas que reservarem acomodações pelo site. Receba o seu Cupom de Desconto Airbnb e use em qualquer destino.

- Está buscando pacotes de viagens em promoção? Encontre os melhores preços para a sua viagem com as ofertas promocionais da CVC e viaje muito mais.

- Não sabe para onde viajar? Confira nossos Guias de Viagem e descubra diferentes lugares para conhecer no Brasil e no mundo.