A maravilhosa e romântica Veneza pode ser acessada através de ferry-boat, trens e ônibus. Seus becos, pontes e canais chamam atenção de milhares de visitantes todos os anos. O pequeno e charmoso complexo urbano é espalhado em 118 ilhas que se unem através de 400 pontes. A cidade pode ser considerada como um monumento, começando com a Piazza San Marco, a basílica bizantina homônimo, a Torre dell’Orologio e o Museo dell’Opera, com obras e grandes pintores venezianos.

A cidade surgiu durante as invasões bárbaras durante o século 5 e 6, quando habitantes de povoados do Vêneto e de regiões vizinhas eram forçados a fugir para onde desse, inclusive para essas pequenas ilhas. Novas comunidades insulares foram se formando, e por volta do século 10 Veneza já era uma força comercial que se espalhara pelo Mediterrâneo, conquistando territórios que se estenderam até a Grécia. Tal poder propiciou também o desenvolvimento cultural e arquitetônico da cidade, que se transformaria em perfeito museu ao ar livre, romântico em um nível quase inimaginável e que atrai a visita de multidões de turistas a cada ano.

Receptivo de brasileiros na Itália


Essa publicação foi feita com o suporte da agência Elmocar, especializadas em receber brasileiros na Itália. A agência oferece transfers, city tour por Roma, visita ao Coliseu, Toscana, Veneza, Napoli, Vaticano, entre passeios e pacotes de viagem na Itália com guias que falam português fluente.

Veneza

O que fazer em Veneza


Piazza San Marco e Basilica San Marco

A praça mais famosa da Itália é enorme está sempre lotade de turistas , artistas dde rua e pombos, o enorme áteo rodeado pela espetacular Basílica de San Marco, o Campanile, a Torre do Relógio, o Museu Correr entre outras atrações. A vista do alto do Campanile é deslumbrante.

Palazzo Ducale

O Palácio Ducal, também conhecido como Palácio do Doge, é um símbolo da cidade de Veneza e uma obra-prima do gótico veneziano. Surge na área monumental da Piazza San Marco, entre a Piazzetta e o Molo. Um belo palácio de Veneza, criado para ser a casa de um antigo líder de Veneza, o Doge. Esse palácio é uma mistura dos estilos gótico e islâmico, datado de 1365. Seu interior, já é um estilo renascentista, datando do século 16. Nele é possível apreciar alguns quadros de Titian e Belline.

Passeio de gôndola

Os tradicionais passeios de gôndolas é a melhor (e mais romântica) forma de observar a arquitetura da cidade. Hoje em dia passear de gôndola é praticamente uma necessidade, você será guiado por um “gondoliere”, que faz papel além de ‘piloto’ destes barquinhos, de guia turístico por dentro dos canais da cidade. Durante o passeio o gondoleiro irá lhe contar trechos da história de Veneza, a origem das construções e quem habitava os palácios venezianos.

Ponte Rialto

Antigamente, a bela Ponte Rialto a única maneira de atravessar o Gran Canal, ligando o bairro de San Marco a San Paolo e Santa Croce. Atualmente, ela divide essa honra com a ponte da Accademia. Ao seu lado, nas manhãs de segunda a sábado, funciona o mercado principal de Veneza, com incríveis queijos, suculentos peixes e outros produtos frescos. Perfeito para se fazer compras despretensiosamente e conhecer um pouco da vida local.

Museu Ca’ Rezzonico

O Ca’ Rezzonico é um dos mais famosos palácios de Veneza, com a fachada principal voltada para o Grande Canal. Fica situado no sestiere de Dorsoduro.

+ Info:

Elmocar
Guia em português na Itália
Tel: +39 06 52 27 92 15
WhatsApp: +39 346 754 55 18
Site: www.elmocar.com

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

Lugares para conhecer em Roma

Artigo anterior

Dicas de turismo em Dublin

Artigo seguinte

Você pode gostar

Comentários estão fechados.