Porta de entrada para o deserto mais árido do mundo, San Pedro também tem muito charme para ficar na memória dos viajantes

O vilarejo de San Pedro de Atacama, no Chile, tem cerca de 2 mil moradores e tem no turismo sua principal fonte de renda, já que é a última parada para quem tem como destino o Deserto do Atacama, o deserto mais seco do mundo.

As ruas de terra e pedra do centro da cidade são rodeadas por casinhas antigas que hoje em dia se transformaram em agências de turismo e lojinhas de souvenir e artesanato. No entanto, a história de San Pedro de Atacama vem de longe e o Museu de Arqueologia R. P. Gustav Le Paige tem no acervo objetos que contam a trajetória do local, que data mais de 10.000 anos e mostra também os efeitos da dominação dos Incas e espanhóis.

Os passeios para o Deserto do Atacama saem de pontos do vilarejo ou dos hotéis nas redondezas, depende com quem você decidir fechar o pacote. São vulcões, salares, lagos e vilas vizinhas, por isso recomenda-se ao menos 5 dias para conhecer os principais pontos da região mais seca do mundo.

Um ponto de atenção para quem planeja ir para San Pedro de Atacama é a variação climática, já que a temperatura pode ir de 9°C a 26°C no mesmo dia.

O que fazer em San Pedro de Atacama


Foto: Albert Backer / Wikimedia Commons

Calle Caracoles

Com suas casinhas de palha e barro, é a principal rua da cidade concentra restaurantes, bares, lojas de suvenir e agências de turismo.

Museu de Arqueologia R. P. Gustav Le Paige

Voltado para a história local, o museu reúne utensílios domésticos e outros objetos que fizeram parte do dia a dia dos povos que habitaram aquela terra ao longo dos anos. Os objetos mais antigos voltam cerca de 10.000 anos no tempo!

Igreja de San Pedro

Com estrutura simples, a charmosa igreja é datada de 1774, a capela foi construída pelos jesuítas espanhóis e fica na praça principal.

Laguna Cejar

A lagoa é conhecida por sua enorme concentração de sal, que chega a ser maior que o Mar Morto. Essa concentração permite que os visitantes flutuem em suas águas extremamente claras de forma involuntária. Além de suas características que fazem da Laguna Cejar um local único, a atração é cercada por montanhas e vulcões deixando a paisagem ainda mais impressionante.

Salar de Tara

O passeio para o fascinante Salar de Tara tem duração de um dia inteiro, pois a área inóspita fica a aproximadamente 140 km de San Pedro de Atacama. O Salar de Tara também é o ponto mais alto do Deserto do Atacama. chegando a 4.300 metros de altitude. O passeio é feito com carros 4×4 que vão parando em diversos pontos interessante do deserto, entre eles formações rochosas, montanhas e lagoas.

Mercado de Artesanato

Também localizado na praça, o espaço oferece arte manual que é tradição em San Pedro de Atacama, como peças feitas a partir de lã de lhama e alpaca ou pedras vulcânicas, além do tradicional chá de coca.

Vulcões

Os viajantes encontram oito vulcões na região, são eles Sairecabur, Socompa, Putana, Lascar, Aguas Calientes, Macóm, Mornar e Licancabur, que é o mais procurado por ter quase 6.000 metros de altura.

Cordilheira de Sal

Situada a cerca de 20km de San Pedro de Atacama, nela ficam os famosos Valle de la Luna e Valle de la Muerte. Os nomes fazem referência ao relevo rochoso e seco, que se assemelha ao da Lua e são paradas obrigatórias para quem visita o local pela primeira vez.

Outros lugares para conhecer em San Pedro de Atacama:

  • Canion de Guatin
  • Gêiseres do Tátio
  • Laguna Tuyaito
  • Laguna Chaxa
  • Laguna Miscanti
  • Laguna Miñique
  • Monjes de Pacana
  • Pedra do Coiote
  • Salar Aguas Calientes
  • Salar de Tebinquiche
  • Salar de Atacama

Como chegar em San Pedro de Atacama


Foto: Ana Raquel Hernandes / Wikimedia Commons

De avião

A cidade não tem aeroporto próprio, então a maneira mais prática é voar até Calama, que fica a 100km de San Pedro de Atacama pela Ruta 23. Os voos de Santiago até Calama duram cerca de 2 horas. As empresas Lan Chile e Sky Airlines fazem o trajeto até Calama partindo de Santiago e outras cidades do país. Ao chegar em Calama você pode contratar serviços de trasfers, táxi ou ir de ônibus até San Pedro de Atacama.

De carro

Partindo de Santiago a viagem duram em média 20 horas. As estradas do Chile são ótimas e cercada de paisagens do país são impressionantes. Essa pode ser uma opção muito prazerosa se sua intenção for conhecer o Chile por terra.

De ônibus

A empresa Tur Bus é a única opção com ônibus direto até San Pedro. Já a Pulmann Bus chega até Calama. As viagens tem duração de 23hr.

Melhor época para visitar em San Pedro de Atacama


Foto: Pablo Garcia Saldaña / Wikimedia Commons

Como as Cordilheiras dos Andes dificultam a passagem das nuvens, mesmo os dias nublados são raros, mas as temperaturas costumam variar de -10°C a 20°C no inverno e de 15°C a 30°C no verão. Então escolha se prefere frio ou calor e se jogue na estrada!

A alta temporada em San Pedro do Atacama acontece nos meses de férias escolares e festas de fim de ano. Por isso, se você deseja economizar com transporte, hospedagem, alimentação e passeios, evite principalmente os meses de julho e agosto, além de dezembro e janeiro.

Onde se hospedar em San Pedro de Atacama


Foto: Rogerio Camboim S A / Flickr Wikimedia Commons

Encontre hospedagens em San Pedro de Atacama aqui.

» Passeios no Atacama: Lagunas Altiplânicas e Salar de Atacama
» 9 lugares sensacionais que você precisa conhecer no Chile
» O que fazer em Santiago: roteiro de 2 dias
» Lugares para conhecer em Puerto Natales

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

15 destinos nacionais baratos para viajar nas férias

Artigo anterior

Passeios diferentes para fazer em São Paulo

Artigo seguinte

Você pode gostar