Lugares para conhecer em Nova Délhi

Construções magníficas, pluralidade cultural e ruas apinhadas: prepare seu roteiro para percorrer uma das cidades mais populosas do mundo

Foto: karanpal41 / Pixabay

Nova Délhi reúne as diferentes facetas do país: enquanto tem o trânsito caótico com carros e motos dividindo espaço com bicicletas e charretes, mostra prédios modernos e uma malha ferroviária de fazer inveja a muitas cidades.

A Índia é um dos mais populosos do mundo e só a capital é a casa de aproximadamente 22 milhões de pessoas, quase o dobro dos habitantes da cidade de São Paulo. Além disso, é uma das principais portas de entrada para os turistas, que aproveitam alguns dias na cidade antes de partir rumo ao principal cartão postal do país: o Taj Mahal, que fica em Angra, pouco mais de 200 km dali.

A cidade tem muita história para compartilhar com os turistas e uma variedade cultural impressionante. Os principais pontos de interesse de Nova Délhi são as construções grandiosas como o Forte Vermelho, a Mesquita Jama Masjid e a Tumba de Humayum, mas apenas caminhar pela cidade vai leva-lo a templos hindus, ruelas com antigos comércios e feiras de rua com o colorido dos diferentes tecidos locais.

Leia também:
23 cidades impressionantes para visitar na Índia
Steve MecCurry retrata a rotina de Jodhpur, a cidade azul da Índia

Ksar Aït Ben Haddou, uma viagem pela história de Marrocos
Viajando para o Egito, lugares surpreendentes para conhecer no país

O que fazer em Nova Délhi:

Foto: Saiko3p / Shutterstock

– Memorial de Gandhi

O museu foi montado na casa o líder indiano e conta toda a trajetória desse personagem histórico. No chão do jardim estão marcados os últimos passos de Ganghi antes de ser assassinado a tiros no ano de 1948.

– Portal da Índia

A estrutura foi construída em homenagem às vítimas da Primeira Guerra Mundial e das Guerras Afegãs, por isso a peça tem 85 mil nomes gravados em toda sua extensão. O monumento foi inaugurado em 1931 e fica na avenida Rajpath.

– Qutb Minar

Localizado na Mehrauli, a torre faz parte de um conjunto de monumentos e tem 72 metros de altura, a mais alta do país. Foi construída no século XIII e é considerada pela UNESCO um Patrimônio da Humanidade.

– Tumba de Humayum

O mausoléu foi erguido no século XVII e encanta pela arquitetura majestosa e os tons alaranjados. A construção é considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO e serviu e inspiração para o grande Taj Mahal.

– Templo de Lótus

Esse é um templo de uma religião chama Bahá’í, que tem como um dos princípios a união da humanidade independente de crença, por isso é um local que convida os visitantes a exercerem sua fé e espiritualidade seja qual for, logo não há altares ou outras referências religiosas. A construção é em formato de uma flor de lótus gigante e cercada por espelhos d’água que formam as folhas.

Outros lugares para conhecer em Nova Délhi:

  • Raja Ghat
  • Forte Vermelho
  • Connaught Place
  • Mesquita de Jama Masjid
  • Parque Akshardham
  • Rio Yamuna

Como chegar em Nova Délhi:

Foto: Yakov Oskanov / Shutterstock

A cidade possui aeroporto próprio, o Aeroporto Internacional Indira Ganghi, mas não há voos diretos saindo do Brasil. O local possui boa estrutura de conexão com outras cidades e regiões do país por ônibus e trens, no entanto, reserve um transfer com antecedência se for ao centro da cidade porque os taxistas locais não têm uma boa fama no que diz respeito ao trato com turistas.

Melhor época para visitar Nova Délhi:

Foto: Glavo / Pixabay

O verão acontece entre os meses de abril e outubro, mas os dias são quentes e úmidos, podendo chegar a 40°C com facilidade, já no inverno as temperaturas podem variar de 5°C a 25°C em um só dia.

As chuvas da região são muito conhecidas pela intensidade, de modo que é melhor evitar os meses de junho a setembro.

Onde se hospedar em Nova Délhi:

Encontre hospedagens em Nova Délhi aqui.

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com a Latam, MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.