Lugares para conhecer em Florianópolis

Colonizada por imigrantes açorianos, a capital de Santa Catarina ainda preserva sua história com suas vilas pequenas e eventos culturais e religiosos originados da cultura portuguesa

Foto: Daniel Wiedemann / Shutterstock

A capital catarinense, Florianópolis, é carinhosamente chamada de “Ilha da Magia” e depois de conhecer a cidade, você compreende o motivo. O município é uma das três ilhas capitais do Brasil e possui uma ótima infraestrutura de cidade grande integrando-se com uma natureza exuberante que rodeia a região. São 436,5 km² que abrigam mais de 100 praias paradisíacas, lagoas, dunas, trilhas em meio à Mata Atlântica, casarões históricos e sítios arqueológicos.

O litoral possuí águas claras e a paisagem muda em diferentes regiões da ilha. As praias estão sempre cercada por morros, dunas e grandes espaços de mata atlântica concentrada. A cidade recebe turistas de diversos lugares do mundo e está sempre muito movimentada, ainda mais durante as épocas de alta temporada como o Carnaval e Réveillon (época que a quantidade de pessoas na ilha costuma quadruplicar).

Florianópolis pode ser dividida em 4 regiões, no leste estão as famosas praias Mole e Joaquina, surf e luais são as marcas registradas do local. Ao norte da ilha, Jurerê atraí os mais jovens para aproveitar a noite badalada. O lado sul da ilha são para os mais tranquilos que procuram praias mais desertas e rústicas como a Lagoinha do Leste. O centro é o marco histórico, político, comercial e cultural da cidade.

É impossível andar pela ilha e não se inspirar. Os encantos da Ilha da Magia são muitos, a capital Florianópolis incentiva à prática de diversas atividades dentro e fora d’água, como sandboard, windsurf, kitesurf, trekkings ou simplesmente uma tranquila caminhada pelas charmosas orlas catarinenses.

Na capital, o desenvolvimento também chegou em peso, arranha-céus e uma boa variedade hoteleira e gastronômica compõe a região, oferecendo atividades para todos os gostos. Conhecida como Meiembipe pelos índios carijós, Florianópolis possui numerosas inscrições rupestres cujos registros mais antigos datam 4800 a.C

Leia também:
Diário de Bordo – 3 ou 5 dias em Florianópolis
Ilha da Magia: opções de hospedagem em Florianópolis

Turismo na Guarda do Embaú: o que ver e fazer
Caminho dos Cânions, conheça uma das regiões mais belas de Santa Catarina

O que fazer em Florianópolis


Foto: Alex Ruhl / Shutterstock

Praias

A natureza abundante dessa região do Brasil foi extremamente generosa, em Florianópolis é possível encontrar paias de ondas fortes, de águas calmas, praias extensas, praias pequenas e piscinas naturais que agradam os visitantes. A Praia da Joaquina está na lista de mais badaladas e famosas da ilha. As ondas fortes dessa área do litoral atraem muitos surfistas que procuram uma região com ventos fortes. Outra atração são as dunas que acompanham a praia.

Outro cartão postal do estado, a Praia Mole é lugar de badalação, corpos atléticos e muitos jovens circulando pelas areias fofas da praia. Campeonatos de surf também são frequentes, mesmo nas baixas temporadas. A praia possui em média 900 metros de extensão cercada por uma vegetação rasteira. Aberta para o Oceano Atlântico, a praia é de tombo com ondas fortes, longas e águas geladas.

Os balneários mais populosos e movimentados são os de Canasvieiras e Ingleses, que são muito procurados pelos turistas do Mercosul e por famílias em busca de águas um pouco mais mornas e tranquilas; nessa lado da ilha você encontra tudo, ótimos hotéis, opções de restaurantes e praias como Jurerê Tradicional e Daniela, frequentadas principalmente por famílias com filhos pequenos, justamente pelo mar mais sereno.

Se a intenção é curtir belas praias com poucas pessoas, mais rústicas, a praia da Armação é mais tranquila e reservada para quem foge das multidões. Os aventureiros vão se apaixonar pela Lagoinha do Leste, que possuí uma extensa e bela trilha com vistas que compensam todo o esforço para chegar até o local.

Lagoa da Conceição

A Lagoa da Conceição possuí um pequeno centrinho muito movimentado principalmente no período noturno. Rodeado de ótimos bares e restaurantes, a imensa lagoa pode ser considerada o coração da “Ilha da Magia”. Durante o dia famílias e amigos se reúnem na beira da lagoa para fazer picnics e praticar alguns esportes como stand-up paddle.

Fortaleza de São José da Ponta Grossa

A Fortaleza de São José da Ponta Grossa é parada obrigatória se você estiver conhecendo Jurerê Internacional. A construção interligada por rampas com muralhas espessas terminou de ser construída em 1740 e é tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Vilas Açorianas

Alguns bairros de Florianópolis são embelezados com arquitetura em estilo açoriano que dominam a paisagem em alguns bairros de Florianópolis. Entre eles estão o Centro e os bairros de Santo Antônio de Lisboa e Ribeirão da Ilha, com muitos casarios preservados.

Mercado Público Municipal

O Mercado Público de Florianópolis foi construído no ano de 1899, em substituição ao antigo mercado que existia no Largo da Matriz. O espaço conta com 140 boxes que vendem diversos produtos, entre eles artesanatos, utensílios e alimentos típicos da região.

Ponte Hercílio Luz

A Ponte Hercílio Luz está inativa há mais de 20 anos, mas é o mais importante cartão-postal da cidade. Utilizada para ligar a ilha ao continente, ela foi inaugurada em 1926 e possui 819 metros de comprimento com duas torres que medem 75 metros de altura.

Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim

O maior forte da ilha foi erguido entre 1739 e 1744 na Ilha de Anhatomirim. O forte é considerado o mais importante dos três, que formavam o antigo triângulo de defesa do norte da cidade.

Fortaleza de Santo Antônio de Ratones

Projetada por José da Silva Paes para defender a entrada norte da Ilha de Santa Catarina, a construção começou em 1740 e foi concluída em 1744 na ilha de Raton Grande, nome dado pelo explorador espanhol Cabeza de Vaca por a ilha se assemelhar ao formato de um rato.

Casa da Alfândega

A Casa da Alfândega abriga o projeto Galeria do Artesanato, abrigando aproximadamente 120 artesãos de várias regiões do estado que comercializam diferentes peças no local. Ótima parada pra comprar aquela lembracinha da Ilha.

Forte Sant’ana

Datado em 1765, o Forte Sant’ana abriga o Museu de Armas da Polícia Militar. O forte é de fácil acesso e bem conhecido na região, localizado embaixo da Ponte Hercílio Luz.

Ilha do Campeche

Águas calmas em um imenso mar que costuma oscilar entre o verde e o turquesa. A Ilha do Campeche é uma atração ideal para famílias com crianças pequenas, casais e mergulhadores apaixonados por uma vida marinha rica e preservada. Os passeios costumam partir de três pontos, com saídas da Barra da Lagoa, da Praia do Campeche e da Praia da Armação.

Depois de navegar 1 km e meio, chega-se na pequena ilha. Com apenas uma praia de areias finas, o cenário quase deserto cercado por uma Mata Atlântica ainda nativa impressiona.

Praça Hercílio Luz

Atrativo para os moradores e turistas, a Praça Hercílio Luz foi recentemente revitalizada e conta com um mirante que recebe o mesmo nome. Bem próximo ao Parque da Luz na frente do mar de Florianópolis, o ponto vem recebendo cada vez mais visitantes que buscam um ambiente agradável para curtir as tardes da capital catarinense ao ar livre.

Outros atrativos turísticos em Florianópolis

  • Catedral Metropolitana de Florianópolis
  • Centro Histórico
  • Av. Beira Mar
  • Praça XV de Novembro
  • Morro da Cruz
  • Igreja de Nossa Senhora das Necessidades
  • Museu Victor Meirelles
  • Museu Histórico de Santa Catarina
  • Mirante Ponto de vista
  • Projeto Tamar Florianópolis
  • Palácio Cruz e Sousa
  • Morro da Cruz
  • Museu de Arqueologia Costão do Santinho
  • Ilha do Arvoredo
  • Teatro Álvaro de Carvalho
  • Paróquia Nossa Senhora da Lapa

Como chegar em Florianópolis


Foto: Guaxinim / Shutterstock

De avião

O principal aeroporto do estado, o Hercílio Luz, recebe voos internacionais e nacionais partindo das principais capitais do país.

De carro

Acesso pela BR-101 vindo de Curitiba (aproximadamente 303 km)
De Porto Alegre: 457 km com acesso pela mesma rodovia.

De ônibus

A cidade recebe ônibus diários de diversas capitais brasileiras. Para informações atualizadas de quais companhias operam até Florianópolis, vale ligar na rodoviária da capital catarinense.
Rodoviária de Florianópolis
Tel: (48) 3212-3100

Melhor época para visitar Florianópolis


Foto: Paulo Vilela / iStockphoto

A capital de Santa Catarina abriga uma infinidade de praias maravilhosas para todos os gostos, por isso o turismo na cidade está praticamente voltado a apreciar as belezas naturais da região. É no verão (dezembro a fevereiro) que as águas que banham a ilha estão em sua melhor temperatura, porém é também a época que Florianópolis atinge seu auge de visitas gerando trânsitos e algumas atrações lotadas.

Já os meses de março e abril o clima continua agradável para bons mergulhos e a ilha fica mais vazia, uma ótima oportunidade de conhecer a capital longe do agito. O inverno costuma ser bem rígido trazendo temperaturas baixas. Os meses de setembro, outubro e novembro são mais imprevisíveis atraindo tempos nublados e chuvosos.

Onde se hospedar em Florianópolis


Encontre hospedagens em Florianópolis aqui.

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com a Latam, MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.