Paisagens naturais, cultura, história e mistérios: separamos 12 lugares que você não pode deixar de conhecer em uma viagem ao Peru 

O Peru merece ser visitado ao menos uma vez na vida – mas já adiantamos que não será suficiente para descobrir todas as suas belezas e mistérios. Com cenários de tirar o fôlego, ruínas que registram uma parte importantíssima da história, além de imponentes monumentos, o país é um grande agrado aos olhos e à alma.

Em parceria com a Peru Grand Travel, uma agência peruana especializada em tours e pacotes por diversas regiões do país, elaboramos uma lista com 12 lugares imperdíveis para conhecer em uma viagem ao Peru. A empresa oferece tours exclusivos e diferentes possibilidades para que o turista escolha o que preferir: são trilhas, passeios alternativos, pacotes completos, entre outras opções.

Lugares imperdíveis no Peru

Cusco

Foto: karlnorling / Wikimedia Commons

Com um centro histórico encantador e rodeada de atrações imperdíveis, Cusco, sem dúvidas, é um dos lugares imperdíveis para conhecer no Peru. Situada a 3400 metros acima do nível do mar, a cidade mistura a arquitetura espanhola, fruto de sua colonização no século XVI, com incríveis sítios arqueológicos que remetem ao Império Inca.

Além de ser a porta de entrada para quem deseja visitar a incrível Machu Picchu, a cidade ainda revela lugares como o Museu Inca, que apresenta detalhes sobre a vida de seus antigos habitantes, a imponente Catedral de Cusco, a Plaza de Armas e o Bairro San Blás, que concentra a grande maioria dos artesãos, artistas plásticos e boêmios que vivem na cidade.

Lima

Foto: David Baggins / Wikimedia Commons

Lima, a capital do país é a porta de entrada da maioria dos turistas que visitam o Peru, por isso vale a pena aproveitar para curtir todas as atrações que a capital do país oferece – e são muitas. A cidade possui uma ótima infraestrutura turística, muitos lugares para conhecer e uma deliciosa gastronomia.

Um dos destaques que valem a visita é o Circuito Mágico das Águas, localizado dentro de La Reserva, um grande parque urbano com treze fontes que proporcionam um verdadeiro show de luzes coloridas. O distrito de Miraflores também merece uma visita, já que é o bairro mais boêmio da capital e reúne ótimos restaurantes, além de bares e cafés. Imperdível caminhar pelo centro histórico da cidade e conhecer as edificações bem preservadas, um dos mais belos conjuntos coloniais da América do Sul.

Arequipa

Foto: Max Pixels

Apesar de não fazer parte da rota de muitos turistas, Arequipa, localizada no sul do país, deve ser incluída em um roteiro pelo Peru. Muito charmosa, é conhecida por “ciudad blanca”, já que grande parte de suas construções foram erguidas em pedra vulcânica de cor branca. Com atrações que se dividem entre monumentos históricos bem preservados e muitas atividades na natureza, a verdade é que Arequipa é um lugar imperdível para conhecer no Peru.

Igrejas, grandes edificações e museus estão entre as atrações que devem ser visitadas, como a Plaza de Armas, o Monastério de Santa Catarina, o Convento de Santa Teresa e o Museu de Santuários Andinos. O imponente vulcão Misti, a 20 quilômetros da região central, é um símbolo da cultura da cidade, e quem quiser pode realizar um trekking até seu topo, cujo trajeto dura dois dias.

Machu Picchu 

Foto: Rodolfo Pimental / Wikimedia Commons

É praticamente impossível visitar o Peru e não desejar conhecer todo o mistério e beleza de uma das grandes maravilhas do mundo atual, Machu Picchu. A “cidade perdida dos Incas” possui uma atmosfera mística e uma energia sem igual que permite aos visitantes conhecerem uma das civilizações antigas mais avançadas da história.

O parque arqueológico, que fica a mais de 2 mil metros acima do nível do mar e ocupa o topo de uma montanha com abismos 400 metros, foi povoado entre os anos de 1450 a 1540. As construções erguidas com pedras que chegam a pesar até 20 toneladas impressionam por sua perfeição arquitetônica, com encaixes milimétricos, e despertam a curiosidade dos turistas. Tudo se torna ainda mais interessante ao pensar que a cidade ficou escondida na selva durante quatro séculos, já que foi descoberta oficialmente apenas em 1911 pelo norte americano Hiram Bingham.

Puno 

Foto: aviachar / Wikimedia Commons

Conhecida como a “capital folclórica do Peru”, Puno está localizada ao sul do país, na fronteira com a Bolívia, e é utilizada como base para quem deseja conhecer o lago navegável mais alto do mundo, o Titicaca. Com uma atmosfera cultural muito presente, a cidade transborda manifestações artísticas locais como danças folclóricas, artesanato, entre outras.

Apesar de contar com edificações históricas e museus, suas principais atrações ficam junto ao lago e as mais de 40 ilhas flutuantes, entre naturais e artificiais, que podem ser acessadas por passeios de barco. Com uma área aproximada de 8.530 km², há trechos do Titicaca que se confundem com o mar, tamanha sua imensidão.

Rainbow Mountain 

Foto: Laila Goubran / Flickr

Sabe aqueles cenários que são ainda mais bonitos ao vivo do que nas fotos do Instagram? A Rainbow Mountain, conhecida também como Vinicunca ou Cerro Colorado, localizada nas proximidades de Cusco, é um deles. Misturando uma atmosfera mística junto a um cenário singular, a montanha ganhou fama quando foi selecionada como um dos 100 lugares que se deve conhecer antes de morrer em uma lista divulgada pela National Geographic.

O acesso até este paraíso colorido não é fácil: são necessárias três horas de caminhada em uma altitude de mais de 5 mil metros por uma trilha com subidas e descidas, mas o desafio é compensando quando se vislumbra a impressionante mistura de cores, um verdadeiro deleite aos olhos. Formada por uma série de minerais existentes na região, que faz com a que a terra ganhe camadas em diferentes tonalidades, a montanha fica ainda mais bela dependendo da luz e das sombras, quando suas cores ficam ganham mais intensidade.

Laguna Humantay 

Foto: Max Pixels

Um dos cenários mais belos dos Andes, sem dúvidas, é a Laguna Humantay. Localizada na região da montanha Salkantay, próxima a Cusco, ela é uma das lagunas mais altas do mundo, e fica a aproximadamente 5 mil metros acima do nível do mar. A caminhada de aproximadamente três quilômetros e meio até o local tende a ser um pouco complicada por conta da altitude, mas os desafios são nitidamente superados ao avistar um visual de tirar o fôlego.

A água cristalina da lagoa atinge tons impressionantes que variam entre azul e verde, dependendo da luz que incide sobre sua superfície, revelando um dos cenários mais fantásticos para contemplação e, claro, belos registros fotográficos.

Pisac

Foto: Jan Beck / Wikimedia Commons

Pisac é uma pequena cidade localizada a 33 quilômetros de Cusco, no Vale Sagrado dos Incas. É conhecida, principalmente, por apresentar um dos maiores complexos de ruínas incas abertas para visitação e um dos mais belos centros monumentais do Peru, localizado na colina mais alta da cidade. O sítio arqueológico apresenta diversas edificações como túneis, pontes, aquedutos, cemitérios, além de uma vista incrível para o vale e também para a cidade.

Para quem gosta de adquirir souvenirs e lembranças, Pisaq também oferece um mercado em sua praça central, que oferece produtos típicos da região, em especial artesanatos.

Ollantaytambo

Foto: Mx._Granger / Wikimedia Commons

Localizada a 80 quilômetros de Cusco e a 40 de Machu Picchu, Ollantaytambo, ou Ollanta, como é conhecida, é uma visita estratégica e imperdível no mágico Vale Sagrado. É a cidade Inca mais bem preservada e a única ainda habitada da região, o que potencializa a impressão de realizar uma verdadeira viagem no tempo. No entanto, o que a torna um dos lugares imperdíveis para conhecer no Peru é seu sítio arqueológico, um dos maiores complexos do antigo Império Inca.

Seus imponentes muros de pedra que formam uma fortaleza escondem verdadeiros tesouros, como Templo do Sol, uma construção de adoração ao Deus superior do Incas.

Trilha Inca 

Foto: Max Pexels

Acredite, a Trilha Inca é uma das melhores experiências para viver em uma viagem ao Peru. Considerada a mais famosa trilha da América do Sul, o antigo caminho aberto pelos incas passa por montanhas geladas, selva subtropical, penhascos e muitas ruínas incas até alcançar o vale sagrado de Machu Picchu.

O percurso, que exige um bom preparo físico e coragem para encarar a altitude, possui aproximadamente 45 quilômetros e dura de 4 a 5 dias. Para quem deseja vivenciar a experiência, mas não tem muito tempo, há opções mais curtas, algumas com dois dias de duração.

Trekking Salkantay 

Foto: Stevage / Wikimedia Commons

A Trilha Salkantay é uma alternativa à Trilha Inca para chegar a Machu Picchu e foi eleita pela revista National Geographic como um dos melhores trekkings do planeta. São 68 quilômetros divididos em 5 dias de caminhada pela Salkantay, a segunda maior montanha nevada do Peru, até, finalmente, alcançar o povoado de Águas Calientes, o mais próximo da cidade sagrada.

Apesar do trajeto não passar por parques arqueológicos, o caminho é deslumbrante e menos concorrido que a Trilha Inca, apresentando vales recortados por cachoeiras, lagoas de degelo e incríveis formações rochosas, revelando cenários praticamente intocados pelo homem.

Choquequirao

Foto: Juanca Loayza / Wikimedia Commons

Já imaginou visitar uma quase irmã gêmea de Machu Picchu, praticamente deserta, mas com tanta riqueza histórica quanto? Assim é Choquequirao, ou “Berço de Ouro”, em quíchua, localizada a quase três mil metros de altitude sobre o impressionante desfiladeiro do rio Urubamba, e um dos lugares imperdíveis para conhecer do Peru. O local abriga praticamente 2 mil hectares repletos de mistérios e de edificações incas, as quais os arqueólogos estimam que apenas 40% estão expostas.

Apesar da semelhança e da inevitável comparação com Machu Picchu, Choquequirao exige um maior esforço para quem quiser se deslumbrar com sua beleza, já a única opção para alcançá-la exige um trekking de 4 ou 5 dias. No entanto, o privilégio de ficar frente a frente com conservadas e misteriosas ruínas, no silêncio absoluto, e sem precisar disputar espaço com outros turistas, é uma oportunidade única que vale qualquer esforço.

Esses são 12 lugares imperdíveis para conhecer em uma viagem ao Peru, mas vale ressaltar que o país ainda reserva diversas outras atrações que são repletas de cultura, magia, mistérios e muita beleza.

+ Info:

Peru Grand Travel
Centro comercial Cusco sol Plaza, Av El Sol 948, escritório 324 Cusco
Tel/ WhatsApp.: +51 959 148 222
atendimento@perugrandtravel.com
www.machupicchupacotes.com

Leia também:

» Trilhas Incas para conhecer no Peru
» Hotel no Peru oferece quartos transparentes pendurados em montanha
» Trilha de Salkantay, um dos trekkings mais belos do Peru
» Conheça o Cañon del Colca em Arequipa no Peru

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

Peru: roteiro de 7 dias visitando Cusco, Machu Picchu e Vale Sagrado

Artigo anterior

Viajar para o Peru: o que visitar em 8 dias de viagem

Artigo seguinte

Você pode gostar