Inspirada em série espanhola, ação criada pela Secretaria de Meio Ambiente de Mongaguá, no litoral sul de São Paulo, mobilizou mais de 300 pessoas e recolheu meia tonelada de lixo das praias

Macacão com capuz, máscara de Salvador Dalí e um grande e árduo objetivo pela frente. Assaltar a Casa da Moeda? Não, retirar todo o lixo das praias. Inspiradas pela série espanhola de sucesso exibida pela Netflix, as diretorias de Meio Ambiente e Educação de Mongaguá, litoral sul de São Paulo, criaram a ação La Praia Sem Papel, um mutirão que retirou mais de meia tonelada de resíduos das praias no último dia 27.

 

Fotos: Dyego Gonçalves e Rafael Correia/ Prefeitura de Mongaguá

A ideia de utilizar La Casa de Papel como referência para desenvolver a ação teve como objetivo chamar a atenção dos munícipes, especialmente dos jovens, e garantir mais adesão à causa ambiental e educativa. “Pensei em fazer algo com um tema atual para a garotada e aí surgiu a ideia de La Praia Sem Papel. Sugeri na Prefeitura, confeccionamos a roupa, que é um macacão, só que verde em vez de vermelho, e a área de comunicação produziu vídeos. Foi uma integração de todas as áreas”, disse o diretor de Meio Ambiente de Mongaguá, Alexandre Barril Dalla Pria

O primeiro vídeo produzido para divulgar o mutirão, uma paródia do seriado que contou com a participação de alunos da rede pública e particular da cidade, fez sucesso nas redes sociais. Com trechos criativos como “Ei, visitantes, se liguem nessa! O papel tchau, lata tchau, lixo tchau tchau tchau!”, uma referência à música “Bella Ciao”, hino dos protagonistas da produção espanhola, o material chamou a atenção de munícipes e internautas.

O resultado foi mais do que positivo e conseguiu reunir mais de 300 pessoas – entre alunos de escolas municipais e particulares, além de ONGs e projetos sociais – que coletaram aproximadamente 520 quilos de micro-lixo das praias. “Este resultado nos deixa felizes, mas também significa que há muito lixo na praia, algo que não depende só da Prefeitura, mas sim da conscientização de cada pessoa. É um trabalho árduo, mas prazeroso, ainda mais quando vemos a adesão de tantas gente para nos auxiliar”, concluiu.

Fotos: Dyego Gonçalves e Rafael Correia/ Prefeitura de Mongaguá

Antes de La Praia Sem Papel os mutirões de limpeza já eram realizados mensalmente em Mongaguá, mas esta foi a vez primeira vez que o projeto contemplou os treze quilômetros de extensão de praias do município. “A ideia foi aplicar um mutirão na cidade inteira. Esse ano queríamos aproveitar o dia mundial de limpeza das praias, que ocorre sempre no terceiro sábado de setembro, e mobilizar pequenos grupos em diversos trechos”, explicou.

Fotos: Dyego Gonçalves e Rafael Correia/ Prefeitura de Mongaguá

O projeto de limpeza de praias continuará sendo realizado uma vez por mês na cidade, mas agora mantendo a marca La Praia de Papel. Todos os materiais recolhidos durante essas ações são catalogados e os resíduos reaproveitáveis, como plásticos, encaminhados para cooperativas de reciclagem.

Turismo Sustentável

Além dos projetos de educação ambiental, a Prefeitura de Mongaguá está realizando realizando o mapeamento da cidade para definir algumas áreas com viabilidade de ecoturismo e turismo de aventura, como trilhas e rapel.  A ideia é tentar contemplar a alta temporada, durante o verão, abrindo um cadastro para monitores ambientais autônomos em atividades que não comprometam o meio ambiente.

Leia também:

» As praias mais lindas do Litoral Sul de São Paulo
» Calor em São Paulo? Conheça 6 cachoeiras para você curtir no estado
» Curitiba autoriza cultivo de hortas em espaços públicos
» Praia limpa: famílias criam mutirão para limpar praias em Peruíbe, litoral de SP

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

Airbnb vai levar cinco voluntários para expedição científica na Antártida

Artigo anterior

Dicas de turismo em Fez

Artigo seguinte

Você pode gostar

Comentários estão fechados.