A nova medida questiona a importância do transporte público como um direito constitucional para todos os habitantes

“Se o transporte é público, por que devemos pagar por ele?”. Essa é uma pergunta um tanto quanto pertinente, e levada a sério pelo governo de Luxemburgo, país europeu que decidiu acabar totalmente com as tarifas de bondes, trens e ônibus até 2020.

A medida, que começará a ser testada em 2019, já conta com alguns usuários, como os estudantes que podem fazer o trajeto de casa até a escola gratuitamente. A proposta foi muito bem aceita por toda a população.

Mas, muito além de garantir aos cidadãos o que lhes é de direito, o novo governo comandado por Xavier Bettel visa ainda trabalhar fortemente a questão ambiental, como prometido em sua campanha política.

Se por um lado teremos uma cobrança zero de tarifas e a diminuição ou completa anulação no número de funcionários nas bilheterias, por outro teremos cobranças destinadas diretamente a quem sai de casa diariamente de carro, como forma de incentivar o uso de transporte público.

E não é para menos: o congestionamento em Luxemburgo é um dos piores do mundo, considerando que o país, relativamente pequeno, recebe diariamente trabalhadores das vizinhas Alemanha, França e Bélgica.

Os benefícios do novo governo de Luxemburgo para a população


Foto: code83 / Pixabay

Ao adotar tal medida, o governo de Luxemburgo levanta debates sobre o cuidado com o meio ambiente, o aumento na qualidade de vida, a contribuição para a diminuição da poluição e demais assuntos de interesse mundial.

Já pensou se os governantes do Brasil decidisse agir da mesma forma? Exemplos como esse, na Europa, são essenciais para que países no mundo todo repensem o bem-estar de seus cidadãos em todos os âmbitos.

Outras propostas igualmente polêmicas do governo de Xavier Bettel incluem mais dois dias de folga por ano para todos e a legalização da canábis para fins recreativos, pauta também debatida fortemente mundo a fora.

O uso do transporte público em Luxemburgo


Foto: djedj / Pixabay

A notícia de que o governo de Luxemburgo pretende oferecer transporte público 100% gratuito em todas as suas modalidades até 2020 anima também os turistas, porém até a publicação desse texto não foi informado de forma clara se haverá um controle para saber se somente cidadãos do país estarão usufruindo do serviço.

Outro ponto um tanto vago nessa informação diz respeito às viagens de trem em classes mais confortáveis, mas, de qualquer forma, o transporte público em Luxemburgo não deixa a desejar e, mesmo que tenham que pagar um pouco, os turistas podem aproveitar muito os trajetos percorridos.

Isso por que devido ao seu pequeno território o país consegue interligar diversos pontos de interesse com as modalidades disponíveis, incluindo o trajeto até os países vizinhos em viagens relativamente rápidas, até o momento com custos já considerados baixos.

A segurança e o conforto também se fazem presentes: os ônibus, por exemplo, são extremamente limpos e equipados com ar-condicionado e aquecedor. Ou seja: dá para viajar no inverno ou no curto verão sem sofrer com as temperaturas para se locomover.

A gratuidade no transporte público de Luxemburgo é, de qualquer forma, um assunto importante e de interesse para muitos, mas quem pretende viajar para lá e não abre mão de uma boa caminhada para conhecer os arredores certamente não sentirá muita falta dos ônibus, trens e bondes, dependendo da área que se hospedar. Isso por que muitos pontos turísticos estão próximos entre si e podem ser conhecidos a pé.

Entre os pontos que pedem uma caminhada ao redor estão a Catedral Notre-Dame com seu estilo gótico de 1613, a Ponte Adolphe, toda em pedra talhada, o Palácio do Grã-Duque, sede do Estado, e a Praça de Armas. As apresentações de música ao vivo, os cafés e os restaurantes ao redor dessa praça, por sinal, dão a ela um atrativo a mais além da sua história.

Seja como for a decisão final do governo de Luxemburgo em relação à gratuidade do transporte público, estendendo-a aos turistas ou criando um controle para que tenham que pagar algo, já garantirá inúmeros benefícios para todos. Afinal, além de contribuir para o meio ambiente e a diminuição dos congestionamentos, melhorando a vida de todos, essa é uma forma de viver uma imersão no modo de vida local, o que vale a pena em qualquer viagem.

» Plataforma encontra os melhores preços de passagens aéreas, de trem e ônibus na Europa
» Ranking Mundial da Felicidade: conheça os países mais felizes do mundo
» Documentos exigidos para entrar na Europa
» Qual a melhor época para viajar para a Europa?

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

Como alugar roupas e equipamentos de neve em Ushuaia?

Artigo anterior

Aluguel de carro com guia brasileiro em Roma

Artigo seguinte

Você pode gostar