Viagens em família rendem sempre momentos inesquecíveis e lembranças para a vida toda. Oportunizar que os pequenos conheçam novos lugares, culturas e realidades, além de ser muito divertido, ainda auxilia no desenvolvimento de novas conexões cerebrais, emocionais e cognitivas. Mas é legal ficar atento a alguns pontos para evitar problemas e tornar a experiência o mais agradável possível na primeira viagem de avião das crianças

Foto: Divulgação

Documentação

Essa dica é básica, mas valiosa: para voos internacionais o passaporte é indispensável e certidão de nascimento do menor de idade. Se o bebê, criança ou adolescente viaja apenas com um dos pais, é necessário apresentar uma autorização com firma reconhecida do que não está a bordo. Caso a criança viaje sozinha, a autorização deve ter a firma reconhecida de ambos os pais. 

Alimentação das crianças

 Se você estiver viajando com um bebê, tenha um planejamento para amamentar a criança nos períodos de decolagem e no pouso. Lembre-se que devido à pressão das aeronaves, isso pode evitar desconfortos da criança durante o voo. 

O ideal é que o bebê tenha mais de dois meses, pois a pressão pode judiar muito e nesse período ele ainda está desenvolvendo todo o seu sistema imunológico, o que pode ser perigoso. 

Já para as crianças maiores, lembre-se que nem sempre as comidas de avião são as mais agradáveis, ainda mais para o paladar infantil. Tenha na sua mochila ou bolsa de mão alimentos fáceis de desembalar e consumir, que as crianças já estejam adaptadas. 

Reforce a bagagem de mão 

Não esqueça de levar roupas extras, lenços, fraldas, os remédios da criança e outros itens indispensáveis que a criança possa precisar durante a viagem. Só também esteja atento ao que é permitido levar na bagagem de mão e no peso e metidas permitidas para o embarque. Os detalhes podem ser checados nos sites das companhias aéreas. 

Preocupe-se com o conforto da criança 

Algumas viagens mais longas podem ser entediantes para adultos, agora imagine para as crianças. Levar brinquedos, livros e outros acessórios que distraiam os pequenos podem ser uma boa pedida para que eles não fiquem muito irritados. Além disso, outros cuidados como ter um travesseiro de pescoço pode garantir o conforto de toda a família e tornar a viagem bem menos cansativa. 

Outra dica interessante é embarcar por último. Seguindo uma lógica bem simples: quanto menos tempo dentro do avião, menos tempo para ficar entediada a criança terá. 

Saiba o melhor horário da viagem 

Viagens noturnas são bem menos desgastantes para as crianças, especialmente os bebês, já que geralmente eles estão acostumados a dormir nestes horários e será uma experiência bem mais tranquila para toda a família. Já se a criança for maior e estiver num voo de menos tempo, viajar de dia pode ser uma boa opção. 

Você lembra da sua primeira viagem de avião? Imagine para a criança toda essa experiência! Se o dia estiver bonito, ela ainda pode desfrutar da sensação de, literalmente, estar nas nuvens! 

Desejamos uma excelente viagem! 

Leia também:

» Quais os documentos necessários para viajar de avião com crianças?
» São Paulo com crianças: 12 lugares para ir e se divertir
» Viagens para fazer no Brasil com crianças
» O que fazer em Bariloche com crianças?

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

Estados Unidos oferece programa de intercâmbio para professores

Artigo anterior

Roteiro em Dublin: 4 dias conhecendo a capital da Irlanda

Artigo seguinte

Você pode gostar