Conheça os pontos turísticos mais importantes de Estocolmo e planeje sua viagem para a capital sueca

Estocolmo é a capital e maior cidade do reino da Suécia, tendo suas origens nas civilizações nórdicas, tendo sido ao longo dos séculos um importante porto comercial na península escandinava. Suas ruas misturam a arquitetura tradicional sueca dos séculos XVII e XVIII com prédios coloridos e estreitos, com belas construções barrocas e neoclássicas. A Gamla Stan, por exemplo, é uma ilha que abriga o coração antigo da cidade, é lá que o Palácio Real de Estocolmo está, assim como a Catedral de Estocolmo e uma infinidade de deliciosos restaurantes, alguns com deliciosos pratos da alta culinária sueca.

Para os apaixonados por história, uma atração que precisa estar em seu roteiro por Estocolmo é uma visita ao Palácio Real de Estocolmo, que passou por diversas restaurações e renovações ao longo dos séculos, tendo a última grande obra implementado o estilo barroco que domina a paisagem. Há três museus em seu interior, dedicados em contar a trajetória da nação e de sua monarquia, além de uma grande biblioteca. Já para os apaixonados por barcos, o Museu do Vasa pode ser uma boa pedida. Este museu marítimo dispõe de navios originais dos séculos XVII e XVIII, além de contarem a história do período em que a nação foi um dos grandes poderes da Europa.

Outro lugar para conhecer em Estocolmo é o Museu Skansen, que funciona à céu aberto, em uma reprodução das vilas tradicionais suecas. Em meio aos atores, a visita ao espaço ajuda a contar as origens populares da sociedade e como viviam os suecos no passado. Explorando a área central da cidade, entre os prédios que merecem sua atenção, especialmente por seu acervo memorial, é o Conselho Municipal de Estocolmo. O prédio, às margens do rio, é cercado de outras atrações que merecem sua atenção.

Por fim, entre os passeios por Estocolmo que precisam estar em seu roteiro estão explorar a Djurgarden, uma das maiores ilhas que compõem a capital, e conhecer os magníficos jardins do Palácio Drottningholm, uma das construções mais antigas da cidade, que conta com um rico acervo de obras de arte.

O que fazer em Estocolmo

Foto: Wikimedia Commons

Gamla Stan

Gamla Stan é a ilha que abriga a parte mais antiga da capital sueca. Com ruas de pedras, estreitas e repletas de casarões no estilo tradicional dos séculos XVII e XVIII no país, a área é ideal para começar um city tour. Fica próxima de ótimos restaurantes, parques, assim como de importantes pontos turísticos e monumentos, como a Catedral da cidade.

Palácio de Estocolmo

O Palácio de Estocolmo, também na área central, é a sede da monarquia do país há séculos. Finalizado em 1760, em um opulento estilo barroco, este monumento nacional abriga três importantes museus que contam a história da nação, da monarquia e das artes. Os acervos ainda são acompanhados da maior biblioteca da Suécia. Vale a pena fazer a visita guiada.

Museu do Vasa

A Suécia foi durante o século XVII e XVIII uma das principais potências europeias, além de dominar parte importante do comércio marítimo nos mares Báltico e do Norte no período. Este museu é dedicado a contar a história da evolução da frota de navios nacionais, sendo interessante para os amantes do mar.

Skansen

Mergulhe no passado e venha descobrir os objetos, a rotina e a vida nas vilas e aldeias tradicionais da Suécia. Este museu à céu aberto reproduz uma vila típica do interior do século XVIII, onde os visitantes podem explorar as escolas, o comércio, roupas e, assim, compreender melhor a evolução sócio-cultural desta nação que é uma das mais desenvolvidas do planeta.

Conselho Municipal de Estocolmo

Um dos prédios mais emblemáticos da cidade, às margens do rio, este local abriga um rico acervo de dados, fotos e obras que recontam a evolução da capital e do país. Vale a pena explorar as ruas ao redor, que contém ótimas opções de restaurantes, bares e cafés.de restaurantes, bares e cafés.

Djurgarden

Este complexo ocupa uma grande ilha da cidade e acaba funcionando como um grande museu à céu aberto. Recoberto de parques e jardins, com construções em estilo neoclássico e barroco, o local dispõe de museus, circos, passeios de barco e outras atrações imperdíveis.

Palácio Drottningholm

Uma das obras primas suecas é o Palácio Drottningholm que abriga um riquíssimo acervo de arte e esculturas, com obras de famosos pintores nacionais e internacionais. Os belíssimos jardins lembram Versalhes e são um convite para piqueniques. Vale a pena explorar os encantos do Pavilhão Chinês, uma das alas mais visitadas do palácio.

Como chegar em Estocolmo

Foto: Jon Flobrant / Unsplash

A maneira mais fácil de chegar em Estocolmo é por meio do Aeroporto Internacional Arlanda-Estocolmo (ARN).

Estocolmo tem outros dois aeroportos menores: O Aeroporto de Bromma, especializado em voos domésticos e o Aeroporto Internacional ed Skasva, onde aterrissam muitas companhias aéreas, inclusivo as famosas low cost.

Portugal é um dos países europeus que oferecem ligações diretas para Suécia, realizadas pelas companhias aéreas Tap (Lisboa), Scandinavian Airlines (Faro), Nowergian Air Shuttle (Faro e SATA Internacional) (Funchal).

Outras companhias aéreas que tem voos com escala na Suécia são : Air France, Brussels Airlines, British Airways, Air Berlin, KLS, Lufthansa, Nowergian e Ryanair.

A linha ferroviaria da Suécia é interligada com a Noruega, mais ao norte, e com a Finlândia. Quem sai da Alemanha em direção a Suécia pode utilizar os serviços de ferry boar em Lubeck e a cidade sueca de Malmo.

Melhor época para conhecer em Estocolmo

Foto: Colton Sturgeon / Unsplash

A melhor época para conhecer Estocolmo é entre os meses de maio e setembro, quando faz mais calor. Lembre-se que entre novembro e fevereiro faz muito frio na cidade, com temperaturas negativas e neve.

Durante o verão, que acontece no final do mês de junho, os dias são mais longos e as noites costumam durar poucas horas. No inverno é justamente o contrário: o sol demora mais para aparecer e escurece cedo. Estocolmo está junto do oceano. O vento úmido e o vento fazem com que a sensação térmica seja ainda mais baixa.

Confira qual a melhor época para viajar para a Europa aqui.

Onde se hospedar em Estocolmo

Foto: Hanna Zhyhar / Unsplash

O centro é o melhor bairro para se hospedar, pois oferece opções para todos os bolsos e hotéis bem localizados para aproveitar a cidade. O Radisson Waterfront Hotel é uma opção luxuosa nessa região de Estocolmo. Já o O Downtown Camper by Scandic tem localização central em Estocolmo, a apenas 8 minutos a pé da estação central e oferece diversas atividades diárias, como corridas, passeios em grupo, oficinas, cinema e noites de DJ.

O Booking oferece mais de 1000 opções de hospedagem em EstocolmoVeja aqui todos os hotéis disponíveis no Booking.com.

Estocolmo tem ótimas opções de hospedagem pelo Airbnb. A plataforma que oferece aluguel de casas, apartamento e quartos pode sair bem mais barato do que hotel. E se você ainda não tem cadastro, pode usar esse código de desconto.

Leia também:

» 100 cidades para visitar na Europa
» Documentos para entrar na Europa
» Qual a média de gasto diário em uma viagem na Europa?
» Plataforma encontra os melhores preços de passagens aéreas, de trem e ônibus na Europa

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.
» Faça o seu visto e antecipe seu passaporte com a Visto Fácil.

Dicas de turismo em Sevilha

Artigo anterior

Dicas de turismo em Roterdã

Artigo seguinte

Você pode gostar