Dica de Destino – Floresta Nacional do Tapajós (FLONA), no Pará

Praias a se perder de vista com faixas de areia finas e brancas que acompanham as águas cristalinas de um rio tão extenso que mais parece mar. A primeira vista é difícil imaginar um cenário assim quando falamos da Floresta Amazônica, mas a região banhada pelo Rio Tapajós vem ganhando visibilidade dos turistas pelos cenários paradisíacos formados nessa região amazônica tropical.

Existem muitas pontos de apoio para turistas conhecerem a região durante toda a extensão do Rio Tapajós, a mais famosa e estruturada delas é a vila de Alter do Chão, no município de Santarém. Todas as outras são comunidades ribeirinhas que ficam mais a dentro da floresta, com uma infraestrutura bem mais simples mas que não deixa a desejar em nada, nessas vilas são trabalhadas com o conceito de turismo de base comunitário, onde você pode se hospedar em redários e quartos na casa de comunitários, comprar produtos da cooperativa de artesãos locais, degustar a gastronomia típica junto com os moradores e conhecer a Floresta Nacional do Tapajós com passeios guiados pelos próprios nativos.

A comunidade de São Domingos é a mais próxima da área considerada reserva nacional (FLONA) depois estão Maguari, Jamaraquá, Pedreira, Piquiatuba e Tauari, cada uma com suas atrações e características únicas. Além de belas praias – característica que todas possuem -os turistas também podem fazer caminhadas a mirantes e árvores milenares, observar animais da região e conhecer igarapés com águas cristalinas.

Leia também:

Lugares para conhecer em Alter do Chão
Alter do Chão: veja o lugar que ficou conhecido como caribe amazônico
Melhor época para conhecer Alter do Chão
Hospedagens em Alter do Chão: hotéis, pousadas e redários
Vila de Alter: pousada de charme em Alter do Chão

Entre os passeios os destaques são o Igarapé de Jamaraquá, a samauma milenar e a ponta do Maguari, uma enorme península de água que vai de encontro ao rio Tapajós.

Foto: Tom Alves

Foto: Tom Alves

Foto: Gustavo Albano

Foto: Gustavo Albano

Foto: Gustavo Albano

Foto: Gustavo Albano

Vale lembrar que essa região do Brasil conta com paisagens que mudam conforme a época do ano. No verão, quando o nível dos rios estão mais baixos (período que as praias emergem das águas) e o inverno, meses em que as chuvas são constantes e os rios elevam seu nível ao máximo, cobrindo as praias e formando paisagens de floresta alagada.


- Descubra o hotel ideal para você, reserve seu hotel com o Booking.com.
- Encontre pacotes de viagem em oferta com a CVCSubmarino ViagensDecolar.com.
- Pesquise os melhores preços de passagens aéreas em tempo real para a sua viagem.