O Airbnb é um serviço online que une pessoas que querem alugar uma acomodação durante uma viagem, com pessoas locais que estão alugando apartamentos, quartos, casas para temporada ou experiências

Os anfitriões, como são chamados os proprietários dos imóveis, podem cadastrar diferentes meios de hospedagem na plataforma. Do outro lado da tela, viajantes do mundo todo podem alugar casas ou meios de hospedagem por um preço mais acessível. A dinâmica que conhecemos é igual a um aluguel de casa para temporada, mas em uma escala muito maior, disponível em praticamente todos os países do mundo.

Uma espécie de Uber dos alugueis para temporada, o Airbnb cresceu consideravelmente nos últimos anos. No Brasil a aceitação foi grande, seguindo uma das tendências da economia colaborativa que já vinha tomando força em outros setores como mobilidade, comunicação, redes sociais e outros. Dessa vez, essa tecnologia se consolidou no mercado do turismo e atualmente a empresa norte-americana está avaliada em cerca de 30 bilhões de dólares, segundo publicado no CanalTech. Como toda boa startup, a marca surge com uma ideia inovadora que revoluciona o mercado de atuação em pouco tempo e de forma escalável. Entenda um pouco como funciona o aluguel no Airbnb e conheça mais uma forma de viajar gastando menos. Para quem está pensando em alugar uma casa pela plataforma, o Airbnb dá R$130 para você se hospedar em qualquer lugar do mundo.

O que é o Airbnb?

A Airbnb é uma empresa norte-americana lançada em 2018, quando os donos tiveram a experiência de hospedar 3 viajantes em um espaço extra que eles tinham.

O serviço permite com que pessoas do mundo inteiro ofereçam suas casas para outros usuários que buscam aluguel de casas, apartamentos, chalés, quartos ou camas em ambientes compartilhados. A empresa já reúne milhares de turistas, viajantes e profissionais que viajam sempre, que encontram na plataforma, custos mais baixos e mais facilidade em alugar um imóvel sem burocracia.

Como funciona alugar no Airbnb?

Acomodações em Veneza com vista para os canais, disponíveis no Airbnb. Foto: Divulgação.

Acomodações em Veneza com vista para os canais, disponíveis no Airbnb. Foto: Divulgação.

Acomodações em Veneza com vista para os canais, disponíveis no Airbnb. Foto: Divulgação.

Nesse serviço todo mundo ganha. Pessoas com imóveis ociosos podem ganhar uma renda extra, alugando esses espaços, assim como pessoas físicas podem criar experiências na plataforma ou alugar suítes desocupadas. Para o consumidor, viajantes do mundo todo têm mais opções de encontrar meios de hospedagem, centralizado tudo em um único lugar, e em alguns casos, com preços mais acessíveis que hotéis ou pousadas.

Além dos meios de hospedagens mais comuns, no site você também encontra experiências inusitadas para deixar sua viagem ainda mais interessante. É possível, por exemplo, dormir em uma casa-barco em Amsterdã, chamadas de houseboat, pernoitar em um apartamento localizado nos canais de Veneza, alugar um trailer na Califórnia, um veleiro na Europa ou até mesmo se hospedar nas avenidas mais movimentadas de Nova York, Londres, Roma ou Berlim.

É seguro reservar no Airbnb?

Sim. É confiável reservar no Airbnb. Alguns requisitos são mantidos e atualizados frequentemente pela empresa, com objetivo de garantir total segurança para os hóspedes e anfitriões. Como precaução, todos os hóspedes e anfitriões são certificados e contam com uma documentação aprovada, assim como em outros aplicativos de economia compartilhada. A plataforma reúne hóspedes com anfitriões de diferentes países, mas tudo de forma organizada, com um sistema de reserva, aplicativo e atendimento ágil. Atualmente a plataforma conta com filiais em diferentes países, inclusive no Brasil. São milhões de usuários no mundo todo que usam o Airbnb para receber hóspedes.

Na plataforma o viajante pode reservar um apartamento completo por alguns dias, uma casa, uma experiência ou escolher apenas um quarto privativo mais econômico. A dinâmica funciona basicamente como outro meio de hospedagem para temporada, tem o horário de check in e check out, hospedagens em diferentes cidades do mundo e acomodações avaliadas por turistas, seguindo um padrão de qualidade para que os anfitriões mantenham critérios rigorosos para limpeza, segurança, comodidades e bom atendimento.

Mas, um pouco diferente de um hotel, não há serviço de quarto ou recepção 24 horas, embora, dependendo da hospedagem, pode ter café da manhã, Wi-Fi, lavanderia, piscina, áreas de lazer, entre outras comodidades para os hóspedes. Nela você pode alugar uma casa completa, com cozinha equipada, sala, internet e outros espaços dependendo da sua escolha. Essa pode ser uma opção mais econômica para quem viaja sozinho ou mesmo para quem viaja em grupo, já que há opção de alugar uma casa completa. Quer economizar ainda mais? A empresa liberou um crédito de R$130 para novos usuários que se cadastrarem: resgate seu crédito no Airbnb.

Como se cadastrar no Airbnb?

Se você ainda não possui uma conta no Airbnb, acesse a página do Airbnb e clique em Cadastrar-se. Você pode se cadastrar usando seu endereço de e0-mail ou vincular sua conta do Facebook.

Depois de se cadastrar, não deixe de preencher todas as informações da sua conta antes de fazer uma reserva.

1. Cadastro

De forma simples e rápida, os novos usuários podem se cadastrar em poucos minutos, tanto no aplicativo, quanto no site oficial da empresa. Basta você se cadastrar aqui e criar o seu perfil. Você já começa ganhando R$130 de desconto na primeira reserva ao usar esse link!

2. Verificação de documentos

Para verificar o seu cadastro, a empresa pedirá a foto de algum documento seu, podendo ser RG, passaporte ou até mesmo um vídeo explicando porque você gostaria de conhecer a plataforma.

3. Procurando um imóvel para alugar no Airbnb

Vá ao menu e escolha o destino que você deseja conhecer, a plataforma irá separar todas as opções de aluguel na cidade selecionada pelo usuário. Você também poderá escolher a data de check-in e check-out e o número de hóspedes.

4. Filtros de pesquisa

Dependendo do destino pesquisado, a plataforma mostrará uma infinidade de opções de hospedagem, deixando a escolha de alugar um local perfeito nas férias ainda mais difícil. Por isso, a plataforma oferece uma gama interessantes de filtros que auxiliam o usuário a encontrar o local perfeito.

Escolha o tipo de imóvel que você deseja no filtro “tipo de acomodação”. Nessa área, o usuário decidirá se vai ficar hospedado em uma casa inteira, um apartamento completo, apenas um quarto e até mesmo quartos compartilhados com outros turistas ou pessoas que moram na casa. Também é possível escolher a faixa de preço, adicionando o valor mínimo e o máximo que você deseja pagar. Você também pode escolher as comodidades que acha necessário como quantidade de quartos, opções de imóveis que já oferecem internet, máquina de lavar e outras.

5. Visão geral do imóvel

Nessa aba é possível analisar as acomodações e informações do anfitrião. Você poderá conferir todas as fotos disponíveis, quantidades de hospedes que cabem e outros detalhes de comodidade, taxas, política de cancelamento, disponibilidade e comentários de outros usuários que já estiveram no local.

6. Escolher a acomodação e falar com o anfitrião

Depois de escolhes o imóvel ideal, você vai ter mais informações e tirar qualquer dúvida diretamente com o anfitrião. Ao reservar a acomodação será necessário a pré aprovação do anfitrião para confirmar o aluguel.

7. Pagamento

O próximo processo é realizar o pagamento pela plataforma. Fique de olho nas taxas cobradas junto com o local alugado. Por exemplo, o valor mostrado inicialmente será o valor de cada noite. Junto a isso serão adicionados taxas de limpeza, serviço e imposto de ocupação. Assim como algumas taxas são adicionadas, outras podem ser removidas utilizando cupons de desconto.

Malibu Dream Airstream, trailer que pode ser alugado na Califórnia. Foto: Divulgação

Malibu Dream Airstream, trailer que pode ser alugado na Califórnia. Foto: Divulgação

Malibu Dream Airstream, trailer que pode ser alugado na Califórnia. Foto: Divulgação

Quais as formas de pagamento?

O Airbnb aceita todos os tipos de cartões de crédito, débito, Paypal e boleto bancário. Sobre as taxas, a plataforma recebe comissão de 3% de cada reserva e entre 6 a 12% de cada pagamento realizado pelos hóspedes.

A opção de parcelamento só é permitida no Brasil e existem algumas restrições exigidas pela empresa: o modelo só pode ser usado em pagamentos via cartão de crédito e o número de parcelas é limitado a três.

É possível cancelar a reserva?

Tanto o hóspede quanto o anfitrião podem cancelar as reservas, mas dependendp dp período contratado, pode haver uma multa, se o cancelamento for feito em cima da hora. Em geral, é preciso avisar com 30 dias de antecedência o cancelamento de uma reserva de longo prazo. Já em outros casos, as políticas de cancelamento são definidas pelo anfitrião, sendo três modalidades: flexível, moderada e rigorosa. O que difere cada uma delas é a postura do anfitrião da casa em relação à devolução do dinheiro da reserva.

Montana Treehouse, no Glacier Park, em Columbia Falls. Foto: Divulgação

Montana Treehouse, no Glacier Park, em Columbia Falls. Foto: Divulgação

Cupom de desconto Airbnb

O Guia Viajar Melhor tem parceira com o Airbnb e oferecemos um cupom de desconto de até R$100 na primeira vez que utilizar o Airbnb. Esse cupom é aplicado assim que você fizer uma reserva de até R$130 para você se hospedar em qualquer lugar do mundo.

Leia também:

» Como comprar passagem aérea no site da Latam
» 6 aplicativos gratuitos que todo viajante deve ter
» Dicas para encontrar passagens aéreas baratas de última hora
» Problemas com voos podem gerar indenização para passageiros prejudicados

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Lugares para conhecer em Vancouver

Artigo anterior

Dicas de turismo em Blumenau

Artigo seguinte

Você pode gostar