A majestosa cidade inca construída no topo de uma montanha é a principal atração turística do Peru e recebe milhares de turistas todo o ano

Desde que foi descoberta em 1911 pelo historiador americano Hiram Bingham, a impressionante cidade inca de Machu Picchu, que em quéchua significa “montanha velha”, se tornou uma das principais atrações da América Latina.

Cercada de mistérios e curiosidades, a gigantesca cidade inca abriga diversas construções feitas com rochas que foram milimetricamente esculpidas com ferramentas primitivas. A precisão é tão grande que essas pedras eram colocadas umas sobre as outras sem necessidade de argamassa para mantê-las unidas.

Machu Picchu está localizada a 112 quilômetros de Cusco, a 2350 metros acima do nível do mar, e foi declarado pela UNESCO como Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade. Existem diversas maneiras de chegar em Machu Picchu, podendo ser de carro, trem e até mesmo a pé.

Trem até Águas Calientes


Foto: Flickr – omunene

Essa é sem dúvida a forma mais tradicional de se chegar até Machu Picchu. Existem duas companhias que fazem o trajeto ao vilarejo de Águas Calientes, o vilarejo que fica no pé da montanha que dá acesso até as ruínas: a Peru Rail, que sai de Cusco e a Inca Rail, que sai de Ollantaytambo, um vilarejo que tem possuí outro sítio arqueológico muito famoso no país.

Van até Hidroelétrica + Caminhada até Águas Calientes


Foto: Felipe Gonzalez

Essa é uma opção para quem tem pouco tempo e deseja economizar um pouquinho com o trecho. É possível pegar uma van de Cusco até a Hidrelétrica, uma das entradas de Águas Calientes. Chegando lá, terá apenas que cruzar uma portaria e caminhar na linha do trem. O percurso dura em média 3 horas e segue passando pelas montanhas da região.

Trilha Inca


Foto: Dave Blair

Essa é a trilha que os incas utilizavam para chegar até Machu Picchu saindo de Cusco. O percurso dura 4 dias sendo obrigatório fazê-la com uma agência de turismo. Esse é um dos caminhos mais procurados pelos turistas em Cusco e as vagas são limitadas, indicamos reservar a excursão com pelo menos um ou dois meses de antecedência.

Trilha Salkantay


Foto: Angie Oroz

Esse é o caminho mais longo, são 5 dias e 4 noites seguindo por um trajeto que corta diversas montanhas até o pico nevado de Salkantay, depois de chegar ao pico a rota continua em direção a selva peruana passando por diversos povoados isolados até a cidade de Águas Calientes.

Jungle Trekking


Foto: Flickr – Charity Challenge

Algumas agências oferecem essa opção com o caminho incluindo esportes de aventura no trajeto. O primeiro dia os turistas fazem o trajeto de bicicleta, e os demais andando incluindo passeios opcionais de rafting e tirolesa.

De Águas Calientes até Machu Picchu


Foto: Arne Tiedemann

O pequeno povoado de Águas Calientes também é conhecido como Machu Picchu Pueblo e está localizado na margem da montanha que dá acesso a cidade perdida. De lá é possível pagar um translado até a entrada do sítio arqueológico ou fazer o percurso caminhando.

» A Terra dos Incas: descubra os principais atrativos turísticos peruanos
» Hotel no Peru oferece quartos transparentes pendurados em montanha
» Linhas de Nazca a atração mais misteriosa do Peru
» Huacachina, um oásis no meio do deserto no Peru
» Atrações imperdíveis pra conhecer na Bolívia

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Cruzeiro amazônico: um hotel flutuante para toda a família

Artigo anterior

Muito além de Machu Picchu: ruínas incas próximas de Cusco

Artigo seguinte

Você pode gostar