Descubra as cidades mais bonitas para visitar no Brasil. Certamente esses lugares brasileiros precisam entrar na sua lista de “destinos dos sonhos”

Muitas pessoas acreditam que é preciso viajar para longe para conhecer lugares paradisíacos vistos, na maioria das vezes, nos filmes. Entretanto, é preciso entender que o Brasil, com suas proporções continentais, é rico em beleza, tanto urbanas quanto naturais, para agradar quem ama fazer as malas para conhecer novos locais. Prepare-se para conhecer – e se encantar – com as 20 cidades mais bonitas do Brasil; quem sabe você não encontra o próximo destino de suas férias, não é mesmo?

Gramado


Foto: Divulgação / MTur

Para a maior parte das pessoas, é difícil pensar no Rio Grande do Sul e não pensar em Gramado. Essa associação é muito compreensível, uma vez que a cidade e todo seu charme europeu – um resultado da forte imigração alemã da região – é considerada a mais charmosa da Serra Gaúcha, o que atraem turistas de todo o Brasil e do mundo inteiro.

Entre os grandes atrativos de Gramado está o fato de que a cidade atente aos gostos de todos os tipos de viajantes! Quer apreciar uma arquitetura cheia de charme, se deliciar com pratos – sejam doces ou salgados – deliciosos e curtir a natureza? Então, esse deve ser o seu próximo destino nas férias!

Para aqueles que preferem fugir da agitação litorânea e, claro, economia, vale a pena anotar que o período entre janeiro e abril é o melhor para conhecer a região.

Monte Verde


Foto: Rosanetur / Flickr

Localizado especificamente na Serra da Mantiqueira, Monte Verde pode ser resumida em apenas uma palavra: charme! A cidade é procurada, especialmente, para aqueles que curtem temperaturas mais baixas mesmo no verão e estão em busca da tranquilidade das montanhas. O local é uma ótima alternativa para aqueles que são apaixonados por Campos do Jordão e pela Serra Gaúcha, mas que buscam outras alternativas de viagens, especialmente nas altas temporadas.

Como a cidade é muito procurada no inverno, passar uns dias nas montanhas durante os dias mais quentes do ano pode ser uma opção que não pesa tanto no bolso. E apesar da temperatura não subir muito mesmo no verão, é preciso ficar atento com as fortes chuvas tão comuns no sul de Minas Gerais durante esse período.

Os grandes destaques e atrativos de Monte Verde são sua gastronomia e natureza, o que faz com que a região seja muito procurada pelos amantes de aventuras. Andar a cavalo, praticar mountain bike, caminhar pelas trilhas, praticar rapel e muito mais: tudo isso pode ser encontrado em Monte Verde. Já quando o assunto é alimentação, é possível encontrar desde a tradicional culinária mineira até mesmo pratos típicos da culinária europeia.

Pássaros de diversas espécies estão espalhados por toda Monter Verde. Aliás, um local que vale à pena ser visitado durante a viagem é a Casa dos Beija-Flores, que é, nada menos que o maior acervo de beija-flores da América Latina. Outro lugar que, com certeza, não pode ficar de fora de sua lista quando viajar para o sul de Minas Gerais é apreciar a visto do alto da Pedra Redonda, pois, certamente, será uma imagem que ficará marcada para sempre na memória do viajante.

Campos do Jordão


Foto: Marco Ankosqui / MTUR

Pensou em inverno, pensou em Campos do Jordão. A cidade é um tradicional destino durante os meses mais frios do ano no Brasil. Mas, ao contrário do que muitas pessoas pensam, a região é incrível e um ótimo destino em qualquer época do ano. Claro que no inverno, a “Suíça brasileira” tem um charme mais especial, afinal, existem os famosos shoppings de inverno, que só abrem durante essa época, algumas atrações especiais, como Festival de Inverno e, claro, a oportunidade de degustar os deliciosos fondues.

Para os viajantes que pensam em curtir a cidade na baixa temporada, além da oportunidade de aproveitar a região com um movimento mais sossegado e sem trânsito, afinal, são poucos os turistas nesta época, e economizar com os preços das pousadas e restaurantes, que são muito diferentes dos aplicados no inverno, é possível conhecer uma Campos do Jordão totalmente diferente: cheia de flores e verde.

E já que o assunto é natureza, o local também pode ser uma boa opção de destino especialmente para aqueles que não abrem mão de viajar com o melhor amigo de quatro patas, isso porque muitas trilhas aceitam os pets. Não quer abrir mão de fazer compras e aproveitar os melhores restaurantes e bares da cidade? Não tem problemas, pois, no verão muitos lugares aceitam os peludos, afinal, é muito melhor quando todos se divertem! Além disso, se aventurar por Campos do Jordão durante os dias mais quentes do ano pode ser uma opção muito mais econômica, desta forma, fica bem mais fácil aproveitar tudo o que a cidade tem de melhor para oferecer.

Jericoacoara


Foto: Anderps / Wikimedia Commons

Os apaixonados por praia, com certeza, não podem deixar de conhecer o litoral cearense. Jericoacoara tem atrações que deixam todos encantados e contando os dias para voltar para o Ceará.

Para aqueles que pensam que “praia é tudo igual”, ainda não conheceram Jericoacoara! Quem tem como hobbie pesquisar tudo sobre viagens, especialmente no território brasileiro, já deve ter se deparado com as famosas fotos de pessoas descansando e aproveitando muito um dia de sol em uma rede na água: essa é a lagoa Azul. Um dos mais famosos pontos turísticos da vila, atrai muito os viajantes por conta de sua areia fininha, o azul (que pode estar mais verde piscina dependendo da época do ano) e a calmaria das águas.

O destino, que não é novo na lista de “lugares para conhecer” dos brasileiros e muito menos dos gringos, é muito conhecido por suas opções de lazer, mas também pela culinária. Peixes, cuscuz, crepes e muito mais: não há como reclamar da comida de Jeri.

Como a região é famosa por ser banhada por sol o ano todo, não há tempo ruim para fazer essa viagem!

Angra dos Reis


Foto: Rogério Cassimiro / MTUR

O sonho de muitas pessoas do mundo inteiro é aproveitar alguns dias no Rio de Janeiro. Mas, muitas vezes, ao pensar neste verdadeiro cartão postal do Brasil é preciso olhar um pouco além da capital fluminense. Um dos destinos mais bonitos do estado, Angra do Reis, possui ilhas paradisíacas com opções de passeios para todos os tipos de pessoas.

Com 365 ilhas e mais de 1000 praias – desde as mais tranquilas e isoladas até mesmo as mais badaladas –, o destino é a melhor opção para aqueles que gostam de natureza, sol e mar. Já pensou em fazer um passeio de escuna por ilhas belíssimas e, o melhor, sem gastar muito? Essa é apenas uma das inúmeras opções de passeios possíveis de serem feitos em Angra dos Reis!

Maceió


Foto: Marco Ankosqui / MTur

Por conta de suas praias paradisíacas, o Nordeste é um dos destinos prediletos para curtir as férias de verão, mas como o sol e o calor são constantes na região, não há época ruim para fazer essa viagem: basta organizar os dias de folga, as finanças e prontinho. Entre as cidades mais procuradas esta Maceió que, além de seus atrativos naturais e belas praias, é um dos destinos prediletos, principalmente, por conta do bom atendimento nos estabelecimentos, algo que faz toda a diferença na hora de decidir um lugar para curtir alguns dias de descanso, afinal, ninguém quer passar por transtornos neste período.

Para quem viaja ao local pela primeira vez, não pode deixar de conhecer a orla de Pajuçara, que é repleta de feirinhas de artesanato e tem todo o comércio voltado ao turismo. E já que o assunto é Pajuçara, não poderíamos deixar de falar de sua principal atração da praia: o passeio jangada. Quando a maré baixa (o que acontece, geralmente, nas primeiras horas da manhã ou ao entardecer) diversas jangadas partem em direção às piscinas naturais de águas cristalinas. O melhor é que, atualmente, muitos jangadeiros já possuem embarcações adaptadas para que pessoas com mobilidade reduzida não fiquem de fora no passeio turístico.

Porto Seguro


Foto: Marcio Filho / MTur

É muito difícil pensar em Porto Seguro sem pensar em Trancoso! Com belas praias, natureza exuberante, agito noturno e comércio variado, o destino é um verdadeiro convite para turistas do mundo inteiro. Com tanta autenticidade, a vila é recheada de atrações de todos os tipos, entre elas o Quadrado, um local cheio de casinhas coloridas – que, com o tempo, se transformaram em lojas e restaurantes –, uma igreja, um mirante e a praia ao fundo, ou seja, um cenário perfeito para fazer as melhores fotos e, claro, criar ótimas memórias. Quando for visitar, não deixe de curtir o pôr do sol no mirante, pois será inesquecível.

Em Trancoso é possível fazer de tudo: descansar, passear, badalar e curtir muito. Mas, quem vai ao sul da Bahia, também não pode deixar de visitar as praias, que estão entre as mais lindas do Nordeste brasileiro. Uma das mais bonitas é a Praia do Espelho, que com um visual cinematográfico, cercada por falésias avermelhadas, é uma ótima pedida para quem quer curtir os dias de descanso de frente para o mar.

A primeira coisa que vem à cabeça quando se pensa em uma viagem é conhecer tudo sobre a região e seu povo, descansar bastante e acabar com todo o estresse de um ano cheio de trabalho, não é mesmo? Mas, uma coisa e certa: nada melhor para diminuir qualquer nível de estresse do que fazer uma bela refeição. Com ingredientes frescos, muitos peixes, frutos do mar e um toque de dendê, os sabores de Trancoso fizeram com que a gastronomia da região também se tornasse um destaque.

Paraty


Foto: Rogério Cassimiro / MTUR

Muito conhecido por seus festivais, Paraty é um destino famoso no Rio de Janeiro. Mas o que muitas pessoas não sabem é que não é só de festas literárias, lançamentos de livros, oficinas e debates que vive o município, não! A região também é recheada de belezas de tirar o fôlego que não podem ficar de fora do roteiro de viagens.

Imagine só visitar um lugar quase deserto e com água sempre transparente? Esse é o Saco do Mamanguá, onde é possível fazer mergulhos para observar toda a diversidade marinha. E para aqueles que estão curiosos para conhecer algumas das ilhas da região, é possível fazer alguns passeios de barco e lancha. Não pode gastar muito? Na ponte o Centro Histórico é possível encontrar diversos barqueiros e negociar diretamente com eles o valor dos passeios.

Um dos festivais mais famosos da cidade é o Festival da Cachaça, afinal, é o produto típico de Paraty. O que muitas pessoas não sabem é que possível conhecer a cidade através dos sabores de suas bebidas artesanais visitando os alambiques espalhados pela região. Além da vontade de beber uma boa cachaça, conhecer esses locais é uma maneira de fortalecer a tradição artesanal que sobrevive e resiste com o passar dos anos.

Ouro Preto


Foto: Pedro Vilela / MTur

Se engana quem resume Ouro Preto a, simplesmente, uma cidade história brasileira. Muito além de sua arquitetura colonial e famosas ladeiras, a cidade mineira é recheada de festivais e mostras, que fazem com que ela tenha uma cultura única. A primeira cidade no Brasil a ganhar o título de Patrimônio Cultural da Unesco vale a visita só por ajudar os turistas a entenderem a importância de diversas personalidades históricas.

Entre os locais que o viajante não pode deixar de conhecer está a Mina da Passagem, que, com seus 315 metros de extensão e 120 metros de profundidade, é a maior mina de ouro aberta para visitantes do mundo, e, claro, a Igreja de São Francisco de Assis, uma das obras-primas de Aleijadinho em uma parceria com Mestre Athaíde.

Diamantina

Foto: Pedro Vilela / MTur

Um dos cartões postais de Minas Gerais, Diamantina é um destino rico de belezas naturais e históricas, desta forma, atrai muitos turistas, principalmente aqueles que não dispensam os passeios ecológicos, pois a região é muito conhecida por suas inúmeras cachoeiras.

Uma das principais atrações da região, o Parque Estadual do Biriri possui uma natureza cheia de surpresas, entre elas as cachoeiras da Sentinela e dos Critais. Como ambas são de fácil acesso, vale a pena se aventurar pelas trilhas para encontra-las e desfrutar de um dia, simplesmente, inesquecível. Uma dica para quem gosta de nadar é fazer a visita durante o inverno, uma vez que no período da seca, as cachoeiras perdem força e as quedas d’água ficam, praticamente, inexistentes.

Petrópolis

Foto: Wania Corredo / MTUR

Com sua atmosfera imperial (que é um verdadeiro mergulho no século XIX) e sua vasta área verde, Petrópolis não pode ficar de fora do roteiro de quem visita o Rio de Janeiro. Uma das grandes vantagens de visitar o local é que, como a maior parte das atrações turísticas ficam concentradas, é possível conhecer tudo a pé.

Por estar em uma região serrana, o clima de Petrópolis é ameno durante o ano inteiro, mas possui um inverno mais rigoroso. Para aqueles que buscam apenas sossego, a cidade é a escolha certa, já que é cheia de pousadas charmosas e uma gastronomia de primeira (com diversos restaurantes premiados). Já quem busca novas aventuras, o destino é perfeito! No Museu Imperial, primeira parada obrigatória aos visitantes, é possível ver conhecer diversas relíquias do Segundo Reinado, aproveitar um dia no belíssimo jardim que pertenceu a família real e até mesmo andar de charrete. Não se pode esquecer que a cidade faz parte da Rota Cervejeira do Rio, então, conhecer a antiga fábrica da cerveja Bohemia – a primeira do Brasil – não pode ficar de fora do roteiro.

Natal


Foto: Alexis Regis / MTur

Se o viajante está em busca de sol e mar, o destino é certo: praias do Nordeste brasileiro. E é impossível falar da região sem pensar em Natal, que é um dos destinos mais procurados no litoral do Rio Grande do Norte. A praia de Ponta Negra, a principal da cidade, reúne uma bela vista, ótimos restaurantes, vida noturna agitada e o famoso Morro do Careca, uma das dunas mais famosas do país e cartão postal da região. Para aqueles que não são muito fãs de água salgada, há a possibilidade de visitar as tranquilas lagoas da cidade, em especial a lagoa de Pitangui, muito conhecida por sua excelente infraestrutura.

Uma coisa é certa: não dá para viajar até Natal e não fazer um passeio de buggy, não é mesmo? Seja um passeio rápido, cheio de emoção ou calmo, apenas para apreciar o cenário paradisíaco, com certeza, esse passeio será inesquecível.

Blumenau

Foto: Renato Soares / MTur

Quando uma pessoa pensa em Santa Catarina, automaticamente pensa em Oktoberfest, correto? Bem, a cidade da festa alemã mais conhecida das Américas vai muito além disso! A região é perfeita para ser visitada em qualquer época do ano, mas é no inverno que todo o charme da colonização alemã e suas construções históricas ganham um charme europeu muito especial.

O endereço mais famoso de Blumenau é o Parque da Vila Germânica, uma réplica de uma vila alemã recheada de restaurantes (com diversos pratos de origem alemã de ótima qualidade) e lojas onde é possível comprar de tudo (como fantasias, lembranças para levar para casa e molhos especiais). Poucas pessoas sabem, mas desde 1994 a cidade recebe a Festitália, um evento que dura uma semana e tem como destaque o melhor da culinária italiana.

Rio de Janeiro


Foto: Bruna Prado / MTUR

A Cidade Maravilhosa é um dos cartões postais do Brasil e por isso atrai turistas do mundo inteiro. Claro que, para quem viaja a cidade pela primeira vez, não pode deixar de visitar os pontos turísticos, que são muitos! Somente desta forma, ao final da viagem, a pessoa fará as malas com a sensação de dever cumprido.

Praia, natureza exuberante, cultura e boêmia: o Rio de Janeiro tem de tudo um pouco para agradar os mais diferentes tipos de viajantes. Conhecer o Cristo Redentor, uma das sete maravilhas do mundo, é obrigatório para quem visita a capital fluminense. Ao subir o morro do Corcovado e admirar toda a cidade, fica mais fácil entender porque esse é um dos destinos que mais atrai os turistas durante o ano inteiro.

Para quem não abre mão de curtir o dia na praia e também a noite carioca, não pode deixar de visitar a Lapa, um bairro cheio de bares, restaurantes, casas de shows e festas para todos os gostos e estilos onde a noite parece nunca ter fim. O Centro Cultural Banco do Brasil, também localizado na região central da cidade, é uma ótima opção de entretenimento; basta ficar de olho na programação para aproveitar uma peça de teatro, exposição, shows e até mostras de cinema

Olinda


Foto: Bruno Lima / MTUR

Impossível pensar na cidade pernambucana sem pensar, automaticamente, em frevo, maracatu e uma culinária cheia de cores e sabores, não é mesmo? A primeira coisa que é preciso entender sobre Olinda: nunca faltam motivos para fazer uma boa festa! Tanto é que o Carnaval da cidade é um dos mais famosos do Brasil e reconhecido mundialmente pelos desfiles dos famosos Bonecos de Olinda, que saem às ruas com os foliões.

Por falar nesta grande festança, os turistas que prentendem viajar durante esses dias de folga, não podem deixar de conhecer o Galo da Madrugada, que é o maior bloco de Carnaval do planeta! Antes de se aventurar, é preciso só se preparar bem para andar pelas ladeiras da cidade; depois, é só curtir a música e toda a folia.

Para aqueles que não abrem mão de mergulhar de cabeça na cultura da cidade, não podem deixar de visitar o Museu do Mamulengo, que possui um acervo de mais de 100 mil bonecos de madeira que são representantes da cultural popular nordestina e a Igreja da Sé, que é a matriz de Olinda e, por estar em um dos pontos mais altos da cidade, possui uma incrível vista para o mar.

A culinária é um dos motivos que deixam a viagem para o local imperdível! Desde o cuscuz recheado até um petisco na praia: as iguarias são, simplesmente, de dar água na boca. E, claro, não se pode esquecer do tradicional bolo de rolo, que é tão famoso que se tornou Patrimônio Imaterial de Pernambuco.

Fernando de Noronha


Foto: Bruno Lima / MTUR

Uma ilha de tirar o fôlego, Fernando de Noronha é um dos destinos mais cobiçados do Brasil. O arquipélago pernambucano é um verdadeiro paraíso e possui algumas das praias consideradas as mais belas do mundo. Uma coisa é certa: a beleza de Noronha nas fotos é real, não apenas fruto de um bom ângulo de câmera; assim, quem conhece a ilha, garante que esse é um destino inesquecível.

Quem sonha em fazer uma viagem para o local, com certeza, não quer perder a oportunidade de ver os golfinhos. Para isso, é recomendável fazer um passeio de barco, uma vez que a visitação à Baía dos Golfinhos é limitada ao mirante. Além disso, outro passeio que não pode faltar na lista de quem decide conhecer esse destino é fazer um mergulho para conhecer a fauna e flora marinha da região. Não há melhor maneira de “noronhar-se” do que essa.

Para os viajantes que sonham com essa trip, mas deixam de lado por conta dos preços, saiba que é possível conhecer o paraíso pernambucano sem gastar muito! A primeira dica é fazer a visita durante a baixa temporada (que acontece entre os meses de abril e maio), que é a época em que não há muitos turistas em Noronha e, assim, é possível negociar descontos.

Florianópolis


Foto: Caio Vilela / MTur

Para a maior parte dos viajantes que procuram a praia para passar uns dias de férias, não é nada fácil escolher um destino, afinal, a costa brasileira é cheia de cidades lindas. Quem já tem como destino certo o sul do país, não pode deixar de conhecer Florianópolis, uma cidade com cara de metrópole, mas que possui matas preservadas e mais de 100 praias de todos os tipos – algumas mais badaladas e outras tranquilas – para que o viajante se encante e consiga aproveitar muito os dias de descanso.

Como a cidade é responsável por cerca de 80% da produção de ostras do Brasil, já dá para ter uma ideia de que é impossível viajar para a região sem provar essa iguaria. Além disso, a tadinha na brasa é um verdadeiro clássico! Desta forma, os turistas que são apaixonados por frutos do mar já têm mais alguns motivos para não deixar de visitar Floripa.

Apesar de o norte da ilha ser a região mais concorrida entre os turistas, é no sul da capital de Santa Catarina que os turistas vão encontrar as praias preservadas da ação humana, como Lagoinha do Leste, por exemplo, que pode ser considerada um verdadeiro tesouro da cidade.

Pomerode


Foto: Renato Soares / MTur

É inegável a influência europeia em diversas cidades ao sul do Brasil, entre elas está Pomerode, cidade de Santa Catarina, que é conhecida como a mais alemã do país. Entre as principais influências destes imigrantes estão as casas, construídas com a técnica enxaimel – que tem como principal característica o entrelaçamento de tábuas de madeira – que chama a atenção de todos os visitantes logo que chegam a região.

A exuberante Mata Atlântica da cidade é um atrativo a parte para os turistas que preferem passear por cenários cheios de flora e fauna. Por conta deste cenário tão aventureiro, Pomerode é um verdadeiro polo de voo livre no Brasil.

Impossível falar de um local com tanta influência alemã sem falar da gastronomia. Lá o turista tem a oportunidade de experimentar uma comida típica que conquista até os estômagos mais exigentes; cuca, conservas, geleias e cerveja artesanal são apenas alguns dos itens que garantem que os viajantes voltem sempre para a região. Durante o mês de setembro é possível aproveitar o Pomerode Bierfest, um evento que conta com a participação de cervejarias do Vale Europeu.

Holambra


Foto: via saopaulosemmesmice

Quando o assunto é floricultura brasileira, a primeira palavra que vem na cabeça das pessoas é Holambra. Mas a cidade não pode ser resumida em “flores”, não! Como já é possível perceber no nome, a região tem diversas semelhanças com Holanda, então o turista pode esperar se deparar com belas casas coloridas, pessoas andando de bicicletas e moinhos ao visitar a cidade.

Conhecida como “Capital Nacional das Flores”, não tenha dúvidas de que uma das melhores épocas para conhecer a cidade é durante a primavera, quando as ruas ficam floridas e coloridas. É nesta época que acontece o Exploflora, que é a maior exposição de flores e plantas da América Latina.

Mas, é importante ressaltar que a cidade é um ótimo destino durante o ano inteiro! Uma simples visita ao Museu da Cultura e História de Holambra para entender melhor sobre como aconteceu a imigração holandesa no Brasil e conhecer o Moinho dos Povos Unidos são ótimas pedidas para aqueles que gostam de conhecer a cultura local.

Pirenópolis

Foto: Augusto Miranda / MTur

Apesar de ser uma cidade pouco conhecida, Pirenópolis é uma região de muito valor histórico e cultural em Goiás. A cidade é recheada de belezas naturais, como cachoeiras e rios de águas cristalinas, mas também possui um charme característico das cidades históricas e, por isso, é o tipo de lugar que todas as pessoas deveriam visitar, pelo menos, uma vez na vida.

“Piri”, como é conhecida, possui atrações para os viajantes que curtem o dia e a noite. Isso porque a Rua do Lazer é cheia de bares e restaurantes, e um verdadeiro ponto de encontro para turistas e moradores.

Uma visita ao Parque Nacional dos Pirineus não pode ficar de fora da lista de “coisas para fazer na cidade”. Isso porque quem se aventura na trilha da atração conhece as cachoeiras da Garganta e do Coqueiro, e tem a oportunidade de nadar em piscinas naturais. Além disso, no Pico dos Pirineus, é possível encontrar uma capela dedica à Santíssima Trindade. Simplesmente um passeio para ninguém colocar defeito.

» 23 hotéis brasileiros que valem toda a viagem
» 30 cidades coloniais no Brasil que você precisa conhecer
» Uma por Estado, 27 cachoeiras para conhecer no Brasil
» 10 rotas para fazer um mochilão pelo Brasil

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

Veja as 11 cidades mais bonitas para visitar na França

Artigo anterior

Veja as 12 cidades mais bonitas para visitar na Itália

Artigo seguinte

Você pode gostar