Construída por prisioneiros de guerra Paraguaios na década de 30, o Camino de la Muerte (Caminho da Morte) também conhecida como “Camino de los Yungas” é famosa mundialmente por sr considerada a estrada mais perigosa do mundo. O  motivo é a falta de segurança já que não existem quaisquer barreiras durante o percurso e em alguns trechos há precipícios de até 500 metros de altura.

O mais impressionante dessa estrada é sua largura, em alguns pontos a pista fica tão estreita que chega a um mínimo de 3 metros de comprimento.

O acidente mais marcante ocorreu na década de 80, quando um ônibus cheio de passageiros “mergulhou” num precipício, matando cerca de 100 pessoas no pior acidente rodoviário da Bolívia. Apesar de ter ficado um pouco menos perigosa a partir de 2007, quando a inauguração de uma nova estrada retirou boa parte do tráfego da estrada. Algumas aldeias mais distantes, onde a nova rodovia não chega, seguem contanto somente com a velha estrada como acesso, por isso ainda trafegam diariamente uma média de 100 pessoas.

Foto: Miguel Navaza

Foto: Miguel Navaza

Foto: Miguel Navaza

Foto: via Flickr – haukurr

Aventureiros de plantão podem conhecer o trecho e bicicleta com agências receptivos em La Paz. São 64 km de extensão se dá acesso a província de Coroico. Para lidar com a altitude, neblina e a variações climáticas, você vai precisar de um guia especializado na região que vai te levar com segurança.

» Atrações imperdíveis pra conhecer na Bolívia
» Lugares para conhecer em La Paz
» 8 cidades bonitas para visitar na Bolívia
» Salar de Uyuni na Bolívia, o lugar onde o céu e a terra se encontram

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.
» Faça o seu visto e antecipe seu passaporte com a Visto Fácil.

Istambul para brasileiros: guia em português na Turquia

Artigo anterior

Ruínas de Tiwanaku na Bolívia, bate volta saindo de La Paz

Artigo seguinte

Você pode gostar