Conheça as companhias aéreas de baixo custo, também conhecidas como low cost, que começaram a atuar no Brasil

Com o dólar em alta e a instabilidade da economia brasileira, quem quer viajar tem que pesquisar muito e planejar tudo com muita antecedência. Uma das primeiras coisas que é preciso pesquisar são as passagens aéreas e, nesse sentido, a chegada de companhias aéreas low cost (ou seja, que possuem bilhetes mais baratos) são um verdadeiro sonho de consumo.

Em 2016, a Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC aprovou mudanças significativas para todos passageiros. A intenção foi promover a concorrência entre as companhias aéreas, e assim, criar companhias de baixo custo. 

O termo low cost pode se referir a empresas de baixo custo que atuam em diversos setores, ou até mesmo definir estilos de viagens e hotéis. No caso de companhias aéreas, são empresas que oferecem voos com preços bem abaixo do mercado. Essas companhias basicamente eliminam todos os custos tradicionalmente oferecidos pelas cias aéreas comuns, em busca de um serviço mais simples e direto.

Como as pessoas hoje estão buscando mais experiência e estão menos preocupadas com o luxo envolvendo as viagens, a opção de low cost está sendo muito aguardada. Para Carla Santos, editora do portal Guia55, os mochileiros deixaram de ser um grupo fechado, e a vontade de conhecer muitos lugares gastando pouco têm atraído a atenção da maioria dos viajantes. Com a ampla aceitação de serviços coletivos como Uber, Albergues entre outros, o luxo e exclusividade perderam o poder no mercado.

Redução de custos

Para aproveitar esta opção de passagens mais baratas é importante ter em mente que alguns pontos são deixados de lado pelas companhias aéreas low cost. Existe toda uma estratégia para que essas empresas consigam oferecer voos com preços tão atrativos. As principais são:

  • Apresentam somente um tipo de aeronave (como o A320 ou Boeing 737);
  • Os aviões possuem apenas uma classe;
  • Quem compra os bilhetes com antecedência vai pagando mais barato. Ou seja, conforme a aeronave vai lotando, o valor da passagem vai subindo, valorizando quem se antecipa na compra;
  • Os assentos não são marcados;
  • Você paga pelas bagagens despachadas (aqui realmente funciona);
  • Os voos partem para aeroportos secundários e com custos mais baratos para a companhia;
  • A maioria dos voos são em horários não-comerciais ou mais movimentados;
  • As empresas possuem gestão simplificada, muitas vezes sem guichê ou vendas em balcão, operando totalmente online;
  • As companhias disponibilizam mais lugares nos aviões;
  • O tempo de paragem nos aeroportos é reduzido;
  • Os bilhetes aéreos são vendidos separadamente para cada trecho, não sendo possível conexão;
  • Bebidas, lanches, fones de ouvido e outros serviços são pagos à parte pelos passageiros que desejarem utilizar.

Mas, se mesmo sem alguns pequenos luxos você desejar aproveitar este serviço e pagar menos para viajar, fique atento as três companhias que já chegaram no Brasil

  • A chilena Sky Airline, que voa do Rio e São Paulo para Santiago – e passará a operar também o trecho Salvador-Santiago a partir de dezembro –; 
  • A norueguesa Norwegian, que voa do Rio para Londres; 
  • Air China, que fazia voos ocasionais de São Paulo a Pequim na alta temporada desde 2009 e passou a operar o destino regularmente neste ano.

Leia também:

» Low cost chega ao Brasil com voos até 63% mais baratos para Buenos Aires
» JetSmart: companhia área de baixo custo chega ao Brasil
» Companhia low cost chega no Brasil com voo Rio-Londres por R$ 1.000
» Gol lança stopover gratuito em SP com até duas noites

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

Exposição de Leonardo da Vinci em São Paulo tem datas definidas

Artigo anterior

12 castelos irlandeses para conhecer próximo de Dublin

Artigo seguinte

Você pode gostar