9 lugares sensacionais que você precisa conhecer no Chile

É fácil encontrar lugares para conhecer no Chile que sejam incríveis, pois o país oferece uma diversidade muito grande em termos geográficos

O Chile é um dos países mais surpreendentes do mundo. Apesar de pequeno e estreito, ele é bem comprido. O que significa que há muito o que conhecer por lá. No sul, a Patagônia. No norte, o Deserto do Atacama. E por toda sua extensão encontramos praias, estações de esqui, vulcões, geysers e muitas cidades incríveis que nada lembram a capital Santiago.

Sendo assim, encontrar excelentes lugares para conhecer no Chile acaba sendo uma tarefa relativamente fácil. O difícil mesmo é escolher onde visitar dentre essas várias opções. Então vamos te ajudar nessa escolha apresentando oito cidades e regiões desse maravilhoso país andino.

Leia também:

Chile é eleito o melhor destino de aventura do mundo
Essas fotos vão deixar você morrendo de vontade de conhecer a Patagônia chilena
Estações de esqui em Santiago: El Colorado e Farellones
Destinos internacionais para viajar sem passaporte

Deserto do Atacama

Surreal! Esse é o melhor adjetivo para definir o Deserto do Atacama, localizado na região norte do Chile. Trata-se do deserto mais alto e árido do mundo. E sua diversidade em termos de atrações são enormes. Por onde andamos temos como pano de fundo os vulcões. E a cada cidadezinha local que passamos, uma paisagem diferente para contemplar.

Dentre os passeios obrigatórios no Atacama podemos destacar:

Valle de la Luna -> O parque está localizado a cerca de 2.600m de altitude, contando com uma umidade relativa do ar na casa dos 7%. O local foi declarado santuário da natureza em 1982, sendo esculpido por estranhas formações geológicas. A mistura de rochas e muita areia, que formam belas dunas, faz com que sua paisagem se modifique a todo instante;

Geysers del Tatio -> Esse campo geotérmico de origem vulcânica é considerado o 3º maior do mundo, estando a 4.300m de altitude. Os geysers estão em seu pico ao amanhecer, quando as águas fervendo a cerca de 85 graus entram em choque com as temperaturas negativas formando uma nuvem de fumaça pelo campo. Além de muitos deles apresentarem uma forte ebulição, jorrando água fervendo para o alto;

Lagunas Altiplanicas -> As lagoas Miscanti e Miñique são conhecidas como Lagunas Altiplanicas. Elas estão a cerca de 4.200m de altitude no meio da Cordilheira dos Andes e cercadas pelos vulcões com os mesmos nomes. A junção das lagoas de águas azuis, dos vulcões com os picos nevados e do característico céu azul do Atacama criam um cenário digno de pintura. Por lá ainda encontramos muitos animas silvestres, como a vicunha;

Tour Astronômico -> O céu atacamenho é considerado um dos melhores do planeta para ser observado a noite. São mais de 300 noites por ano de céu limpo, além de estar a 2.400m de altitude. É possível visualizar a olho nu as mais variadas estrelas e constelações, aglomerados de galáxias, planetas, nebulosas, satélites e outras curiosidades celestiais.

Foto: Pixabay

Pucón

A charmosa Pucón está localizada no sul do Chile e é considerada por muitos como a melhor cidade do interior para se visitar. Pucón é famosa pelos esportes de aventura e ecoturismo. E também pelo tradicional e ativo vulcão Villarica. No inverno, é possível esquiar na encosta do vulcão coberto de neve. Enquanto no verão escalar o Villarica e chegar o mais próximo possível do cume é, sem dúvida, o passeio mais procurado pelos turistas.

Outro passeio tradicional na localidade é a visita às Termas Geométricas, que ficam a 80km da cidade. Por conta dos vulcões existentes na área, é possível encontrar parques com águas termais por toda a região, dispondo de temperaturas que variam entre 32 e 45 graus.

Foto: Chiletravel

Puerto Varas

Sem dúvida alguma, Puerto Varas é um daqueles lugares sensacionais para conhecer no Chile. A cidade está localizada na região de Los Lagos, ao sul do país. Puerto Varas é conhecida por suas baixas temperaturas, com médias variando de 7°C no inverno à 14°C no verão.

Dentre seus passeios mais buscados estão o Lago Llanquihue, o terceiro maior lago natural da América do Sul, e a visita área aos vulcões Osorno e Cabulco. Por ter sido fundada por colonos alemães, suas construções seguiram os padrões desse país europeu. O que faz da arquitetura de Puerto Varas mais um grande atrativo turístico aos seus visitantes.

Foto: Pixabay

Ilha de Páscoa

A Ilha de Páscoa é considerada um dos lugares mais misteriosos do planeta. Localizada no Oceano Pacífico, a 3.700km de distância da costa oeste do Chile e a 3.780km de Santiago, o lugar possui uma pequena população de cerca de 4 mil habitantes. Páscoa é uma ilha vulcânica em forma triangular e é o pedaço de terra mais isolado do mundo, no limite da Polinésia Oriental.

Além de seus vulcões e mar azul, o lugar chama mesmo a atenção devido a existência dos famosos moais. Os moais são estátuas esculpidas de pedra vulcânica que podem chegar a 10 metros de altura e pesar até 80 toneladas. Eles foram construídos por volta de 1500 d.C. a 1200 d.C. Ninguém sabe ao certo como essas estátuas foram feitas. O que se sabe é que a tradição diz que esses moais caminhavam.

Foto: Pixabay

Cajón del Maipo e Embalse el Yeso

Não tão massificado ao turismo ainda, mas simplesmente um dos lugares mais lindos para conhecer no Chile, Cajón del Maipo é um cânion em meio a Cordilheira dos Andes. Por todo Cajón encontramos paisagens de tirar o fôlego, estradas extremamente estreitas margeadas por penhascos e muitas opções de esportes radicais, como trekking, rafting, kaiak, mountain bike, entre outros.

Dentro do Cajón esconde-se uma beleza rara chamada Embalse el Yeso. O Embalse é uma represa de água turquesa a 2.500m de altitude, cercada pela Cordilheira nevada. Depois que o Embalse vai terminando, começa uma imensidão desértica, onde o motocross é praticado pelos chilenos. É possível encontrar paisagens parecidas com as que existem no Deserto do Atacama.

Existem excursões fazendo esse passeio que sai de Santiago, já que o lugar encontra-se nos arredores da capital chilena. Esses passeios costumam seguir ainda para quase 3.000m de altitude pelos Andes, onde encontramos montanhas altíssimas, muito próximas a divisa com a Argentina.

Foto: Pixabay

Estações de esqui chilenas

A estações de esqui não poderia ficar de fora dentre os lugares para conhecer no Chile. Afinal, as mais buscadas estão nas proximidades de Santiago.

A mais visitada delas é o Valle Nevado, que tornou-se a estação queridinha dos brasileiros de alguns anos para cá. O lugar está a apenas 46km de distância da capital. Com 3.000m de altitude na base da estação, e 5.430m no topo mais alto, o Valle Nevado é conhecido por ter neve de ótima qualidade. O local também dispõe de um resort para aqueles que desejarem se hospedar nesse que é o maior centro de esportes relacionados a neve na América do Sul.

Um pouco abaixo, a 2.340m de altitude e distante 36km de Santiago, está Farellones. Trata-se de um povoado que conta com um parque que leva o mesmo nome. No inverno, o parque vira o centro de esqui preferido dos santiaguinos. O local é mais barato que o Valle Nevado e permite que amadores curtam mais tranquilamente os esportes de neve. Além de ser um local belíssimo para se fotografar.

El Colorado e La Parva são as outras duas estações de esqui da região e estão próximas a Farellones. El Colorado é indicado para quem já é iniciado nos esportes com neve. Enquanto La Parva é um vilarejo caríssimo, que possui uma conexão até as pistas do Valle Nevado.

Distante 150km de Santiago, já a caminho de Mendoza, na Argentina, está Portillo. O lugar já foi sede de um campeonato mundial de esqui. Portillo costuma receber turistas que estão com mais tempo para viajar pelo Chile e que desejam seguir o trajeto até a capital argentina do vinho.

Foto: Pixabay

Santiago

A capital chilena tornou-se um dos destinos mais buscados pelos brasileiros nos últimos anos, tirando um pouco Buenos Aires, na Argentina, do holofote. Com os preços acessíveis das passagens aéreas, e a inconfundível beleza das Cordilheiras dos Andes que abraça a cidade, Santiago tem muito a oferecer em termos turísticos.

Seu centro está rodeado de edifícios históricos, onde inclui o Palácio de la Moneda, a sede do governo local. E por toda a cidade, seus inúmeros museus e parques fazem de Santiago o lugar perfeito para quem tem sede de cultura e passeios tranquilos e românticos. Por todo canto é comum avistar a imponência da Cordilheira. E para quem deseja avistá-la do alto, os Cerros Santa Lucía e San Cristóbal são lugares obrigatórios para tal.

Os bairros Bellavista e Providencia dão o tom na noite santiaguina. Enquanto a rica gastronomia chilena e seus restaurantes se espalham pelo bairro Italia. Aliás, Providencia é um lugar dotado de passeios a serem realizados, tendo seu ponto alto o Costanera Center, o maior prédio da América Latina, com 300 metros de altura. E é neste edifício que encontramos o Costanera Mall, o maior shopping da América do Sul. E, no seu topo, o Sky Costanera, o maior mirante latino-americano.

Foto: Pixabay

Arica

Arica é famosa por ser lembrada como a primeira ou a última cidade do Chile, estando a poucos passos do Peru, na região norte do país. Ela possui clima desértico costeiro. O Oceano Pacífico por lá apresenta águas mais quentes. Ao contrário da zona central, onde as cidades litorâneas de Valparaíso e Viña del Mar oferecem águas frias. Quase não chove em Arica. O que facilita a prática de esportes como hiking, trekking, mountainbike, pára-pente, mergulho recreativo, surf e windsurf.

Suas maiores atrações turísticas são seus casinos e os mais de 20km de praias. Passeando pela localidade iremos conhecer seus edifícios históricos, como a Catedral de San Marcos. Além do antigo Palácio do Governo e a antiga estação ferroviária que une Arica até La Paz, na Bolívia, funcionando também como um museu. O Morro de Arica, que oferece uma vista panorâmica de toda a cidade, é seu cartão postal.

Foto: Chiletravel

Torres del Paine

Localizado no extremo sul do Chile em um ponto intocado do planeta, o Parque Torres del Paine reúne alguns dos cenários mais impressionantes da Patagônia.

O destino é muito procurado por turistas com perfis aventureiros e simpatizantes do ecoturismo, já que é possível realizar tours de trekking, escalada, caiaque, caminhadas, observação de animais e visitas às geleiras. Reserva da Biosfera pela UNESCO desde 1978, o parque tem uma área de aproximadamente 227.000 hectares. Seu principal atrativo é a Cordilheira Paine.

Foto: Pixabay

E você, sabe de outros lugares sensacionais para conhecer no Chile? Aproveite e compartilhe com a gente suas experiências sobre esse maravilhoso país sul-americano.


- Descubra o hotel ideal para você, reserve seu hotel com o Booking.com.
- Pesquise os melhores preços de passagens aéreas em tempo real para a sua viagem.