Encontre destinos de intercâmbio mais baratos e realize essa experiência estudando em outro país

Embarcar em uma viagem para longe do seu próprio país em busca de aprender novas culturas, novos idiomas ou para atingir um novo desafio na sua vida pessoal e profissional, se tornou uma vontade cada vez mais viável para os brasileiros. 

Dos motivos mais frequentes para estudar além das fronteiras, os cursos de idiomas, principalmente de inglês, são os mais procurados. Quando o destino permite estudar e trabalhar no exterior, o interesse dos brasileiros aumenta ainda mais. 

Entretanto, em ano de real desvalorizado, destinos como Estados Unidos e Reino Unido, que são muito procurados por estrangeiros para treinar a língua inglesa, ficam menos atrativos. Mas, se seu objetivo é aprender inglês no exterior não desanime pelo dólar em alta. Se você está buscando por custos mais acessíveis, listamos cinco destinos de intercâmbio mais baratos para estudar inglês ou outro idioma. Veja a seguir:

Intercâmbio na África do Sul (Cape Town)

A Cidade do Cabo, ou Cape Town, é uma cidade portuária da África do Sul, localizada em uma península aos pés da imponente Table Mountain. Além de cursos de inglês de qualidade, a capital legislativa do país africano também proporciona ao intercambista uma imersão em história e cultura. 

A África do Sul é composta por um povo multicultural, formado por diversos povos nativos e descendentes de colonizadores ingleses e holandeses. Assim, além do inglês, o país tem mais 10 idiomas oficiais. A Cidade do Cabo, no século XV, era um marco para os navegadores europeus, banhada pelos oceanos Índico e Atlântico. Hoje, a cidade conta com pontos turísticos que remetem a esse momento da história, com placas que carregam coordenadas para diversas cidades do mundo. 

Outra relevância história da cidade para o país e para o mundo é que o destino abriga a Ilha de Robben, endereço da prisão onde Nelson Mandela passou seus 18 anos de isolamento. 

Em adição ao peso histórico do local, o país também é um destino barato para estudantes estrangeiros. No câmbio atual, um rand (moeda local) equivale a R$ 0,28. Além disso, pelos programas de intercâmbio na África do Sul oferecidos pela World Study, fora aprender outra língua, também é possível realizar trabalhos voluntários. 

Foto: Dylan Gillis / Unsplash

Intercâmbio em Malta (St. Julians)

Apesar da distância, Malta também está entre os destinos de intercâmbio mais baratos para estudar. Águas cristalinas do Mar Mediterrâneo, dias ensolarados, vida noturna abundante e uma história que remete à Roma Antiga fazem do intercâmbio em St. Julian’s, em Malta, uma experiência marcante. O pequeno país europeu vem crescendo entre as viagens de intercâmbio mais escolhidas pelos brasileiros.

Malta tem o inglês como segundo idioma oficial, com o primeiro sendo a língua maltesa. Assim, além de praticar a língua nas instituições de ensino, também é possível aprender com o sotaque britânico dos habitantes e turistas. 

Em relação ao custo, apesar de estar na região do euro, uma moeda não tão barata para o brasileiro. Malta tem um dos menores custo de vida da Europa. Além disso, se o curso tiver duração inferior a três meses o estudante não precisa emitir visto.  

A World Study tem parceria com algumas das melhores escolas do país e também oferece assessoria para estudantes que também querem fazer intercâmbio em Malta

Foto: Javier Trueba / Unsplash

Intercâmbio no Canadá

O Canadá investe muito em educação e tem um dos melhores sistemas educacionais do mundo. Quem opta por fazer um intercâmbio no Canadá pode aproveitar o melhor da América do Norte, visitando algumas das cidades mais impressionantes do Canadá, gastando menos do que se fosse para o vizinho de baixo. Quer conhecer o Canadá? Esse é um dos destinos de intercâmbio mais baratos.

O dólar canadense, no câmbio atual, equivale a R$ 3,16 enquanto o dólar americano está em R$ 4,17. Além disso, o custo de vida em algumas cidades do Canadá são bastante baixos, deixando o destino bem atraente para estudantes. Falamos sobre isso no post quanto custa fazer intercâmbio no Canadá.

Entre os demais benefícios de estudar idiomas no Canadá está a possibilidade de um estudo bilíngue, já que o país possui o inglês e o francês como línguas oficiais. Fora isso, o processo para estudar no país não é muito burocrático. O visto de estudante é exigido apenas para intercambistas que ficarão matriculados em uma instituição por mais de seis meses. 

A World Study tem programas para quem deseja estudar em instituições nas cidades de Toronto, Vancouver, Montreal, Calgary, Quebec e muitas outras.

Foto: Eliott Reyna / Unsplash

Intercâmbio na Irlanda (Dublin)

O intercâmbio na Irlanda é um dos mais escolhidos para cursos de idiomas na Europa, se destacando como um dos destinos de intercâmbio mais baratos do continente. Dublin, a capital, é a cidade mais procurada por intercambistas que escolhem a Irlanda como destino. Além da infraestrutura padrão Europa, a cidade também respira arte. Ao circular pela região central, onde ficam os principais pontos turísticos, é comum encontrar músicos se apresentando pelas ruas movimentadas.

Além disso, Dublin também consegue fornecer uma experiência histórica e moderna ao seu visitante. A paisagem urbana é marcada por castelos e construções medievais, trazendo a herança das invasões vikings e as lendas celtas da região. 

Se você estiver estudando inglês na Irlanda durante o mês de março, vale também curtir um St. Patricks Day no país e viver de perto essa tradição em um dos 800 pubs da cidade. Quem faz intercâmbio em Dublin pode ficar até oito meses na cidade, além de ser permitido trabalhar enquanto estuda.

Intercâmbio na Nova Zelândia (Auckland)

Quem atravessa oceanos até as ilhas da Nova Zelândia para estudar inglês encontra muito mais do que uma experiência de aprendizado. Além de ser um dos melhores países para estudar fora, a Nova Zelândia traz modernidade, com cidades lotadas de tecnologias, que vive em harmonia com uma natureza exuberante. As paisagens naturais da região incluem vulcões inativos, gêiseres, montanhas, fiordes e praias incríveis. 

Também há programas de intercâmbio em Auckland, umas das principais cidades da Nova Zelândia, que possui um dos sistemas de ensino mais avançados do mundo. As opções para intercambistas vão desde cursos de inglês até cursos profissionalizantes em áreas como culinária e hotelaria. 

Outro benefício de optar pelo país oceânico é o custo acessível para viajantes, isso porque o dólar neozelandês está valendo R$ 2,64 no câmbio atual.

Foto: Paula May / Unsplash

» Viagens: volta ao mundo de trem em 24 dias
» Copa Airlines oferece stopover gratuito no Panamá
» Roteiro de viagem no Norte do Marrocos
» Descubra a Rota Romântica na Alemanha

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.

Quanto custa fazer intercâmbio na Coréia do Sul?

Artigo anterior

Brasileiros precisam de visto para estudar na Irlanda? Veja como funciona

Artigo seguinte

Você pode gostar