Lembrada por seus chocolates, fundues, canivetes e relógios-cucos a maravilhosa e pequena Suíça harmoniza paisagens de montanhas nevadas e lagos azuis, a modernidade e a vida urbana. Sua arquitetura com mais de 2000 anos de história e sua deliciosa gastronomia atraem turistas do mundo inteiro que desejam experimentar como é viver em um país de primeiro mundo.

Para você que busca conhecer mais sobre os destinos da Suíça, listamos as cidades mais visitadas. Começando com Berna, a quinta maior cidade do país, o atraente e charmoso município está em uma excelente localização para quem deseja visitar outras cidades do país como Zurique, Lucerna, Interlaken, Lausanne, Montreux e Genebra.

Leia também:

Viajando a Suíça de trem, conheça o Glacier Express
Suíça em 23 fotos, conheça um dos países mais românticos da Europa
Escandinávia: conheça os países nórdicos
As melhores cidades para visitar na República Tcheca
Conheça 7 rotas turísticas para fazer de trem na Europa

bern

O centro histórico de Berna, onde se denomina Cidade Antiga, é famoso por sua arquitetura medieval, com ruas cobertas de arcos e a mais extensa calçada comercial coberta da Europa.

Principais pontos turísticos:

  • Centro Histórico – Casas de arenito, ruas estreitas, chafarizes e seu ar medieval fazem desta cidade algo singular.
  • Arcadas – Graças às arcadas que se estendem por toda a cidade, fazer compras é uma delícia, não importa o clima.
  • Zentrum Paul Klee – Maior coleção mundial de obras do artista Paul Klee; o centro cultural projetado pelo arquiteto italiano Renzo Piano consiste num prédio formado por três seções em forma de onda.
  • Fosso dos Ursos – No marco que é provavelmente o mais conhecido da cidade, os ursos podem ser vistos comendo cenouras.
  • Sede do Governo – As Casas do Parlamento são um dos marcos de Berna, além de serem a sede do governo.

Zurique:

zurich

Com mais de 50 museus e 100 galerias de arte espalhadas pela cidade, Zurique oferece uma mistura única de atrações, as centenas de lojas de grifes luxuosas e uma famosa e extravagante vida noturna faz com que a cidade seja considerada “metrópole das experiências”. A maior cidade da Suiça também possui uma ótima localização com uma maravilhosa vista para os Alpes.
Principais pontos turísticos:

  • “Kunsthaus” – A mais importante galeria de arte da Suíça abriga uma coleção de todos os períodos importantes da arte europeia – desde a Idade Média até o presente.
  • Museu Rietberg – O museu aloja obras de arte não-europeias, especialmente da Índia, China e África.
  • Bahnhofstrasse – Rua de bancos com 1 quilômetro de extensão, conta com exclusivas butiques de moda, lojas e cafés de rua que convidam os transeuntes a relaxar e esquecer do tempo.
  • Zoológico de Zurique – Seu pavilhão de ecossistema conta com 11.000 metros quadrados, abrigando muitas centenas de espécias de plantas e animais da floresta tropical de Masoala, em Madagascar.
  • Centro Histórico – Galerias de arte, antiquários e livrarias: para os conhecedores de arte. À noite, a parte antiga da cidade é transformada num bairro de grande entretenimento para os mais ecléticos dentre o público em geral.

Lucerna:

Lucerna

Localizada as margens do lago, Lucerna é considerada a porta de entrada para a Suiça Central. Por estar próxima as montanhas Rigi, Pilatus e Stanserhorn, tornam Lucerna um ótimo destino para praticantes de esportes de aventura e ecoturistas. Considerada a mais bela cidade do país, suas ruas estreitas e floridas combinadas com a organização e limpeza mantidas rigorosamente pelo governo e população fazem de Lucerna uma visita obrigatória para quem visita o país.

Principais pontos turísticos:

  • Kapellbrücke (Ponte da Capela) – Uma das mais antigas pontes de madeira da Europa, marco de Lucerna, fielmente restaurada conforme seu projeto original após um grave incêndio.
  • Centro de Convenções e Cultura de Lucerna (KKL) – Reúne um grande auditório de concertos, o centro de convenções e museu de arte sob seu teto imponente.
  • Museu Suíço do Transporte – Um dos museus mais diversificados da Europa, voltado ao transporte e à comunicação, e o mais freqüentado da Suíça. Ele conta com seu próprio cinema IMAX.
  • Lago Lucerna – A beleza cênica do lago pode ser descoberta nos muitos diferentes passeios de barco proporcionados por barcos a vapor com rodas de pás e embarcações a motor.
  • Pilatus, Rigi, Stanserhorn – Montanhas ideais para passeios, acessíveis por teleféricos, proporcionando visões panorâmicas das regiões em torno de Lucerna que mais parecem verdadeiras fotografias retocadas.

Interlaken:

interlaken-grindelwald-in-the-bernese-oberland-from-zurich-in-zurich-118260

Interlaken, como o nome sugere, é uma cidade que fica “entre dois lagos” o Thun e o Brienz, ambos de uma cor azul impressionante. Cada lado banhado por um rio ganhou um nome: Interlaken West e Interlaken Ost, procurada por aventureiros, um dos destinos favoritos de quem visita a região é Jungfraujoch, um caminho que levam os turistas até a estação de trem mais alta da Europa com um cenário composto de três montanhas: os picos Eiger com 3.970 metros de altura, Mönch com 4.099 metros e Jungfrau com 4.158 metros.

Principais pontos turísticos:

  • Schynige Platte, perto de Wilderswil – Nostálgica ferrovia com cremalheira, vistas fascinantes do Eiger, Mönch e Jungfrau, jardim alpino com cerca de 500 espécies de plantas e uma série de possibilidades de trekking.
  • Jungfraujoch e Schilthorn – Os passeios pela ferrovia com cremalheira até a estação ferroviária mais alta da Europa e o teleférico que leva ao restaurante giratório Piz Gloria: duas experiências montesas impagáveis do Oberland bernês.
  • Harder Kulm – O teleférico leva os passageiros até montanha símbolo de Interlaken, proporcionando uma vista fantástica sobre o resort e toda a região de Jungfrau. Para as crianças, o parque alpino de animais selvagens, perto da estação do vale, proporciona uma ótima experiência.
  • Heimwehfluh – O nostálgico funicular que permite o transporte até o terraço de observação, com restaurante, pista de tobogã apropriada para qualquer condição climática, maquete da ferrovia e extensa área de recreação.
  • Museu de Turismo de Jungfrau, em Unterseen – O museu regional de turismo exibe 200 anos de turismo na região de Jungfrau.
  • Cavernas St. Beatus – 1 quilômetro de cavernas de pedra calcária iluminadas, com estalactites, galerias impressionantes e cachoeiras acessíveis por barco, carro, ônibus ou a pé, no histórico caminho dos peregrinos.

St. Moritz:
St

St. Moritz é uma pequena cidade localizada no “teto da Europa” e cercada pelos Alpes, é famosa e badalada por suas estações de esqui. Nos meses mais quentes, o lugar é palco de competições de vela e com esportes aquáticos para toda a família. Para climas mais frios, mas sem neve, golfe, bikes elétricas e cavalgadas montanhas acima são atividades prazerosas. As águas termais garantem a recuperação após os esforços esportivos. A cidade já foi sede de Olimpíadas de Inverno e possui como idioma o alemão e o italiano, pela proximidade entre a fronteira da Itália. Recebe cerca de 200.000 turistas por ano, principalmente no inverno.Principais pontos turísticos:

  • Segantini-Museum – Dedicado ao pintor Giovanni Segantini que passou os últimos cinco anos de sua vida na Engadine.
  • Bernina Express – Passeio de trem com vistas panorâmicas sobre as estradas de ferro mais belas da Europa.
  • Muottas Muragl – Impressionante mirante com vista sobre a região dos lagos da Alta Engadine.
  • Piz Nair Wall – estação de esqui situada em um dos pontos mais altos da Suiça.
Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com a Latam, MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Lugares para conhecer em Huacachina

Artigo anterior

Monte Huashan possui trilha mais perigosa do mundo

Artigo seguinte

Você pode gostar

Mais em Destaque