Não é preciso ir muito longe para apreciar locais bucólicos, vinhedos, construções históricas e cenários românticos com a cara das cidades do velho continente. Esses destinos estão a poucos quilômetros da capital paulista e escondem paisagens e experiências surpreendentes. Conheça mais sobre as cidades de São Paulo que tem a cara da Europa

A Europa está entre os destinos preferidos dos turistas. Não é à toa que os voos para as capitais do velho continente partem lotados, todos os dias, de várias cidades do Brasil. Mas não é preciso ir tão longe para aproveitar as atrações bucólicas, vinhedos, construções históricas e os cenários românticos do clima europeu. O estado de São Paulo reserva cidades muito próximas da capital com a cara da Europa – tudo isso sem atravessar o oceano.

Conheça algumas delas:

Leia também:

5 cidades para curtir durante o inverno em São Paulo
As praias mais bonitas do litoral norte de São Paulo
10 atrações imperdíveis para visitar na cidade de Brotas em SP
4 passeios para fazer em Embu das Artes em um fim de semana

Holambra

A pequena e charmosa cidade de influência holandesa fica a apenas 130 quilômetros da capital paulista, o que a torna o destino ideal para passeios curtos ou até mesmo um bate e volta. Os conjuntos de casinhas coloridas lembram as construções de madeira de Amsterdam. É na cidade que também se encontra o maior moinho da América Latina. Em setembro, a Capital Nacional das Flores, como é conhecida, recebe milhares de turistas para a famosa Expoflora, a maior exposição de flores ornamentais da América Latina.

Foto: Alexandre Pottes Macedo

Campos do Jordão

Campos do Jordão foi apelidada de “Suíça Brasileira” por conta de seu clima e arquitetura. Não é por menos: o município, que fica localizado do alto da Serra da Mantiqueira, é considerado o mais alto do Brasil. É essa localização privilegiada que que proporciona seu clima europeu, ainda mais no inverno, quando o termômetro chega a registrar temperaturas negativas. Badalada, a cidade abriga locais muito charmosos, como a Vila Capivari, principal ponto gastronômico que atrai muitos turistas e personalidades.

Foto: Rodrigo Soldon / Flickr

Rota do Vinho em São Roque

A simpática “Terra do Vinho” fica a apenas 60 quilômetros da capital e seu principal atrativo, a Rota do Vinho, oferece belas paisagens e locais aconchegantes. Entre as mais de 30 vinícolas, adegas, fazendas e outras atrações com paisagens belíssimas, há a oportunidade de viver a experiência e acompanhar todos os processos da fabricação dos vinhos até, finalmente, degustar seus aromas e sabores.

Foto: Rosanetur / Flickr

Paranapiacaba

A charmosa vila de arquitetura inglesa, que pertence ao município de Santo André, foi fundada em 1860 e guarda registros históricos de uma importante fase de expansão da tecnologia ferroviária no Brasil. Localizada no alto da Serra do Mar, o que faz com que suas tardes fiquem nebulosas e frias, a vila conta com diversas atrações culturais e ecológicas, como o Museu do Castelinho, a Casa da Memória e o Parque Nascentes de Paranapiacaba. Além do fácil acesso via transporte público ou carro, o trajeto também é realizado por um trem histórico aos domingos.

Foto: Wikimedia Commons

Campos de Lavanda em Cunha

Quem pensa que é preciso viajar até a Provence, na França, para se deslumbrar com a beleza dos lindos e aromáticos campos de lavanda, está enganado. Cunha, cidade localizada entre São Paulo e o Rio de Janeiro, é um endereço nacional com um cenário muito semelhante à região francesa. A entrada no espaço, que se dedica a desenvolver produtos a partir das essências, sai por R$10 por pessoa. Por conta das condições climáticas, a temporada da floração do Lavandário de Cunha pode ser apreciada durante os 365 dias do ano. A dica é contemplar os campos ao final do dia, durante o pôr do sol, quando as flores realçam ainda mais seu tom lilás e garantem belos registros fotográficos.

Foto: Rosanetur / Flickr

Bananal

O aconchegante município carrega em sua história monumentos, casarões e fazendas, herança das riquezas na época da produção cafeeira no Brasil. No centro histórico, vale a pena caminhar pelas antigas ruas de paralelepípedos e conhecer construções antigas como Igreja do Senhor do Bom Jesus do Livramento, construída no início do século 19, e um charmoso chafariz europeu de ferro, instalado em 1880. A estação ferroviária é de 1889, com bela estrutura metálica importada da Bélgica.

Foto: Wikimedia Commons

Caminhos do Sol

Rota de peregrinação inspirada no Caminho de Santiago, o Caminho do Sol é um prato cheio aos amantes de longas caminhadas. O trajeto reserva 241 quilômetros entre Santana do Parnaíba e Águas de São Pedro, que devem ser percorridos em 11 dias. O roteiro contempla áreas rurais e afastadas, ideais para momentos de reflexão. Durante a caminhada, é possível se hospedar em pousadas, fazendas e casas de famílias que vivem na região. Para os adeptos do pedal, há também a opção de realizar o percurso de bike.

Foto: Divulgação Caminho do Sol

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com a Latam, MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Keukenhof 2018, Holanda: como visitar o maior jardim de tulipas do mundo

Artigo anterior

Conheça as trilhas e cachoeiras da Estância Mimosa em Bonito

Artigo seguinte

Você pode gostar