Roteiro de 2 dias em Curitiba

A moderna, organizada e charmosa capital paranaense é repleta de atrações. Descubra os principais pontos turísticos para conhecer em apenas dois dias na cidade.

Parque Tangué. Foto: Eiti Kimura / Flickr Wikimedia Commons

Não é difícil se apaixonar por Curitiba. A capital paranaense é um exemplo de organização e referência em muitos aspectos de qualidade de vida. Moderna e charmosa, a cidade concentra uma história preservada assim como seus monumentos. Além disso, ainda mantém um cenário cultural bastante significativo com seus museus, teatros e cinemas. Curitiba também presenteia os turistas com seus incríveis bosques, parques e espaços naturais.

Confira um roteiro de dois dias em Curitiba para quem tem pouco tempo na cidade, mas não quer deixar de conhecer as principais atrações.

Dica: Linha de turismo Curitiba


Para quem quer economizar tempo, uma boa opção de transporte para visitar as atrações da cidade é a Linha Turismo de Curitiba, que passa pelos principais pontos turísticos. A linha circula a cada 30 minutos, percorrendo aproximadamente 44 km em cerca de 2 horas e meia. O roteiro começa na Praça Tiradentes, mas é possível iniciar o trajeto em qualquer um dos pontos.

Para embarcar você compra uma cartela com 5 tíquetes no valor de R$ 45 e tem direito a um embarque e 4 reembarques. Para saber mais sobre os horários dos ônibus e possibilidades, clique aqui.

No roteiro especial que preparamos você pode intercalar alguns pontos utilizando a linha turística, carro ou percorrer alguns trajetos a pé, tudo depende da sua preferência!

Leia também:
Lugares para conhecer em Curitiba
Passeio de trem na Serra do Mar: Curitiba x Morretes
Os melhores destinos turísticos para visitar no Paraná
Turismo no Paraná, principais atrações da Rota do Café

Dia 1 – Centro, museu e cerveja


Centro Histórico

Para começar um primeiro dia explorando Curitiba, uma opção é passear a pé no centro da cidade e lugares próximos, onde há vários pontos interessantes para visitação. O Mercado Municipal de Curitiba tem de tudo o que você pode imaginar: desde flores, peixes ornamentais, cervejarias, até lojas com produtos regionais e de diferentes países.

Caminhando pela rua Barão do Rio Branco, você verá o Paço da Liberdade, que antigamente sediava o escritório dos prefeitos da cidade e agora mantém um Centro Cultural. Logo atrás dele fica o Mercado das Flores, que apesar de simples, oferece uma variedade impressionantes de plantas e flores. Atravessando a rua, chega-se a Praça Tiradentes, local de fundação da cidade e onde estão a estátua de Tiradentes, a Calçada Histórica e a Catedral Metropolitana.

Desbravando as ruas do Centro Histórico de Curitiba será possível visitar várias construções que marcaram a história da cidade.  Caminhe pelo calçadão do Largo da Ordem e suas ruas de pedra onde, aos domingos, acontece a Feirinha do Largo da Ordem, das 09:00 às 14:00 horas.

Feira do Lago da Ordem. Foto: Renato Soares / MTUR

As Ruínas de São Francisco são construções inacabadas onde seria sediada a Igreja São Francisco de Paula, mas hoje conta com um anfiteatro onde acontecem apresentações regulares. O Museu Paraense também faz parte do centro histórico e apresenta um acervo bem completo, além de exposições temporárias.

Se tiver disposto, você consegue caminhar do centro da cidade até o Museu Oscar Niemayer, passando pelo Centro Cívico, onde os principais prédios governamentais estão localizados. Até o museu, são aproximadamente 30 minutos a pé.

Museu Oscar Niemeyer

Para finalizar o roteiro de passeios do dia, o Museu Oscar Niemeyer (MON) é um dos pontos imperdíveis para visitar em Curitiba.  O espaço possui 35 mil metros quadrados de área construída e mais de 17 mil metros quadrados de área expositiva, considerada a maior da América Latina.

O museu, em si, já é uma impressionante obra de arte com sua arquitetura única planejada por Oscar Niemeyer. Conhecido como Museu do Olho pelos moradores da cidade, recebeu o apelido por conta do formato de um de seus prédios, que muito se assemelha a um gigante olho humano. Com um total de 12 salas com exposições, o MON possui acervo permanente e mostras itinerantes, além de abrigar obras de diversos artistas renomados. Ainda há uma área verde na parte externa do museu, lojinha e um café.

Museu Oscar Niemeyer. Foto: Renato Soares / MTUR

Bar do Alemão

Para brindar um dia agitado, que tal retornar ao centro e curtir o melhor da vida boêmia que a cidade oferece? O Bar do Alemão, um dos mais tradicionais da região, está em pleno calçadão do Largo da Ordem. Especializado em comida alemã e com um ambiente de taverna, oferece o famoso Submarino, preparado com uma dose de steinhäger na caneca do chope.

Segunda dia – Parques da cidade


Jardim Botânico de Curitiba

Acorde cedo e prepare-se para conhecer um dos principais pontos turísticos da cidade, o Jardim Botânico de Curitiba. O verdadeiro cartão postal da capital paranaense reúne flores e plantas do Brasil e do mundo espalhadas por estufas de ferro e vidro. A construção foi inspirada no estilo Art Noveau do Palácio de Cristal de Londres, do século XIX. Pare no interior da estufa e aprecie a atmosfera romântica da magnífica vista do jardim.

Não deixe, também, de conferir o Jardim das Sensações, também no Jardim Botânico. O espaço é um convite ao visitante ter um contato maior com as plantas, de forma direta, apreciando diferentes texturas e aromas.

Jardim Botânico. Foto: Renato Soares / MTUR

Ópera de Arame

Depois do passeio pelo Jardim Botânico, é hora de conhecer outro belo símbolo da cidade e um dos mais fabulosos teatros nacionais, a Ópera de Arame. Projetado pelo arquiteto Domingos Bongestabs, a passarela que dá acesso ao auditório passa sobre as águas, com uma vista espetacular da vegetação do Parque das Pedreiras.

A Ópera de Arame possui uma estrutura singular, formada por tubos de aço e vidro. O espaço oferece diversos tipos de espetáculos ao público. Há um café/restaurante no subsolo, com uma ótima vista para o lago. A visita à Ópera de Arame não costuma ser demorada, então é hora de seguir para outro marco de Curitiba, o Parque do Tanguá.

Ópera de Arame. Foto: Renato Soares / MTUR

Parque Tanguá

Dedique algum tempo para conhecer um dos mais bonitos parques da cidade. O Parque Tanguá abriga uma beleza natural de mais de 235 mil metros quadrados onde antes funcionava um antigo complexo de pedreiras. Além de ponto turístico, o parque faz parte do projeto de conservação da bacia do rio Barigui, que tem suas nascentes nas proximidades, no município de Almirante Tamandaré. Não deixe de descer na parte inferior do rio Tanguá, de onde é possível avistar a imensa cascata do parque e seus longos 65 metros de altura.

Torre Panorâmica

Para se despedir de Curitiba, vá a até a Torre Panorâmica, que permite uma visão em 360º graus da bela cidade. A dica é ir ao pôr do sol, pois se o tempo colaborar, sua visão será incrível.

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com a Latam, MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.