Roteiro: 48 horas em Cusco, no Peru

A antiga capital inca serve de base para conhecer as ruínas de Machu Picchu e as cidades incas de Pisac e Ollantaytambo. Veja como conhecer as principais atrações de Cusco em apenas 2 dias!

Foto: Gustavo Albano

Edifícios históricos se destacam entre as montanhas que cercam a cidade de Cusco. Apesar de pequeno, o destino tem muitas atrações turísticas e pode ser explorada durante mais dias sem se transformar em uma viagem  monótona. Se você está de passagem por Cusco, mas também quer explorar outros pontos próximos do destino como Machu Picchu e charmosa Ollantaytambo, não se preocupe! É possível conhecer as maravilhas que a cidade de Cusco tem a oferecer em um roteiro rápido pela capital inca.

Leia também:

Lugares para conhecer em Cusco
7 lugares poucos conhecidos que você precisa visitar no Peru
Lugares para conhecer em Arequipa no Peru
Atrações próximas de Cusco: ruínas de Sacsayhuaman

Dia 1: giro rápido pelo centro de Cusco e o charmoso Bairro San Blás

São tantas as atrações espalhadas pelas charmosas ruas e vielas de Cusco, que é possível conhecer a grande maioria em um city tour pelos principais bairros da cidade, região central e o simpático bairro de San Blás. Outros destaques que devem se apreciados são os mirantes espalhados entre os bairros.

Como o destino é mundialmente conhecido, a movimentação de turistas e locais nas ruas começa cedo. As 9hrs da manhã a maioria das lojas, agências de turismo e atrações turísticas já estão abertas para visitação. Então tome um café da manhã reforçado e prepare-se para caminhar muito. A cidade de Cusco é tão charmosa que mesmo que suas pernas peçam por um pouco descanso, seus olhos irão conduzi-las automaticamente para ver alguma atração não planejada, que vão aparecendo aos montes durante um city tour pelo destino.

Comece a caminhada pela Plaza de Armas e conheça as principais igrejas de Cusco. As impressionantes Catedral del Cuzco e o Templo de La Compañía de Jesus, estão localizadas em frente a praça e possuem uma impressionante arquitetura barroca. Suas fachadas são tão grandes que podem ser vistas em vários mirantes da cidade. Você também pode fazer uma visita rápida no interior das capelas e conferir todos os detalhes de ambas atrações.

Praça das Armas. Foto: Gustavo Albano

Para conhecer um pouco mais da história da cidade e observar alguns vestígios dos povos que viveram na região, considere visitar o Museu Inca. O espaço está instalado em um belíssimo edifício em estilo colonial conhecido como Casa do Almirante, a poucos metros da Praça das Armas (Calle Cuesta Del Almirante, 153). Seu maravilhoso acervo inclui peças de cerâmicas, objetos, roupas e até múmias do período inca. A coleção é tão grande e impressionante que a atração certamente vai estar entre os melhores museus que você já conheceu.

Você pode esticar a caminhada e percorrer a Calle Manta até a Plaza San Francisco. No caminho você conhecerá outras impressionantes construções da cidade, como o Templo de La Merced, a Igreja e Convento de San Francisco, e de quebra, conferir alguns produtos típicos da cidade no Mercado San Pedro.

Durante a caminhada você vai reparar a quantidade de restaurantes aconchegantes espalhados pelo centro de Cusco, a dica é ir selecionando as melhores opções e escolher o mais agradável antes de partir para o Bairro de San Blás. A grande maioria dos turistas acabam escolhendo algumas das opções oferecidas nos segundos pisos das charmosas construções em torno da Praça das Armas. O La Feria Cocina Tradicional Peruana tem ambiente agradável e proporciona uma ótima experiência de degustação dos pratos típicos do país.

No caminho para o bairro de San Blás, de uma passadinha no Convento de Santo Domingo e confira a impressionante construção erguida sobre o antigo templo Qorikancha. Já a Calle Hatun Rumiyoc é famosa por conter restos arqueológicos ainda preservados da cidade. As fotos ficam ainda mais bonitas com as tradicionais chollas caminhando com suas llamas tranquilamente entre a multidão. É nesta rua que está a enigmática pedra de 12 ângulos, um exemplar da perfeccionista arquitetura inca.   

Deixe-se levar pelo clima contagiante do boêmio bairro de San Blás. Suas diversas ruas estreitas formam um elegante labirinto de casinhas brancas que vez ou outra possibilitam uma vista panorâmica da cidade. A Praça de San Blás concentra diversas galerias e tiendas coloridas pelos souvenirs tradicionais do Peru: blusas de lã, bolsas, cachecóis e mantas, todos confeccionados com tecidos coloridos.

Bairro San Blás. Foto: Gustavo Albano

Ainda é possível passar os últimos minutos do dia no Mirante de San Blás, uma pequena praça com banquinhos que dispõe de uma das vistas mais belas de Cusco. Na volta para o hotel ainda dá tempo de provar uma cusqueña, a cerveja típica do país ou um tradicional pisco sour, um outro drink peruano bem conhecido.

Dia 2: conhecendo os sítios arqueológicos próximos de Cusco

Apesar de Machu Picchu ser a mais conhecida das ruínas incas, o país está recheado de sítios arqueológicos imperdíveis e muito deles estão bem próximos de Cusco. Separe o segundo dia na cidade especialmente para conferir essas atrações impressionantes. A distância é tão curta que é possível conhecer 4 deles caminhando, mas como o tempo de permanência em Cusco é curto, o indicado é utilizar o serviço de táxi, que por sinal é incrivelmente barato.

O trajeto entre os 4 complexos é de apenas 7 km e pode ser feito em menos de 5 horas. O ideal é começar pela fortaleza de Sacsayhuamán, em seguida o anfiteatro de Qenqo, as ruínas de Puka Pukara e o templo de Tambomachay.  

A primeira parada está 2 km de caminhada do centro de Cusco e a apenas 10 minutos de carro. Sacsayhuamán foi erguida a 3,5 mil metros acima do nível do mar e sua construção é inteiramente feita com rochas de até 9 m de altura. Uma engenharia fascinante, onde as grandes pedras são encaixadas de maneira tão perfeita, que nem uma folha de papel passa entre as divisões do paredão. Historiadores dizem que a área serviu como um pátio de ritual inca e fortaleza.

Ruínas de Sacsayhuamán. Foto: Gustavo Albano

Qenqo é a segunda ruína mais próxima de Cusco. O sítio fica pouco menos de 2 km de Sacsayhuamán e também deve ser adicionado no roteiro. O anfiteatro de rocha possui uma pedra maciça semelhante a uma mesa. Segundo estudiosos, essa era a pedra que servia como altar para sacrifícios de animais que os incas ofereciam a seus deuses e mesa funerária para mumificação de pessoas importante.

Puka Pukara está situada entre as montanhas e campos que ficam acima do nível de Cusco. O complexo serviu de hospedagem para o sítio arqueológico de Tambomachay e possuí uma vista encantadora de uma área verde e cheia de lhamas. A última ruína está a apenas 500 m de distância de Puka Pukara e possuí construções religiosas dedicadas à terra e à água. O nome vem das palavras quechuas Tampu, que significa alojamento coletivo, e Machay, lugar de descanso. Esse espaço servia como balneário e possui um impressionante sistema hidráulico subterrâneo que pode ser conferido entre as rochas da ruína.

Tambomachay. Foto: Gustavo Albano

Dica: caso seu tour seja um pouco mais rápido do que o imaginado é possível continuar as andanças pelos sítios históricos próximos de Cusco e dar uma esticada até a pequena cidade de Pisac. Esse é o primeiro município do Vale Sagrado e oferece algumas opções deliciosas de restaurantes. Logo depois do almoço, você poderá conhecer suas incríveis ruínas e a charmosa feirinha de artesanatos localizada em frente a atração.

Se você escolher retornar para a cidade após Tambomachay, peça para o taxista deixar você na Igreja de San Cristobal. A construção não é a mais impressionante de Cusco, mas tem o seu charme. O grande destaque dessa parada é o mirante com uma vista ampla para toda a cidade. Ao baixar para o centro, recupere as energias provando os deliciosos ceviches do Morena Peruvian Kitchen, na Calle Plateros.

Mirante da Igreja San Cristobal. Foto: Gustavo Albano

Você pode utilizar as últimas horas na cidade para mergulhar um pouco mais na história inca e conhecer outro museu, entre os destaques estão Museo de Arte Precolombino, o Museo de Historia Regional e o Museo de Arte Religioso.

Dicas para planejar sua viagem:

- Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels: descubra os melhores preços e a localização ideal para a sua viagem. Acesse o Booking.com e faça sua reserva parcelada em até 10x.

- Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto e total segurança. Economize na sua próxima viagem com as ofertas publicadas diariamente no site oficial da Latam, MaxMilhas e Skyscanner.

- Está buscando pacotes de viagens em promoção? Encontre os melhores preços para a sua viagem com as ofertas promocionais da CVC e viaje muito mais.

- Não sabe para onde viajar? Confira nossos Guias de Viagem e descubra diferentes lugares para conhecer no Brasil e no mundo.


NOME