Explore as belas regiões italianas e seus principais pontos turísticos

Viajar para Itália é como explorar um tesouro repleto de possibilidades e locais imperdíveis para visitar. Diferente de outros países, a Itália é dividida em vinte regiões que oferecem características únicas. Cada uma delas possui seus próprios costumes, cultura, paisagens, especialidades gastronômicas e, é claro, atrações turísticas.

Esses locais oferecem aos visitantes uma variedade impressionante de atrações como cidades históricas, destinos românticos, cidades modernas, entre muitas outras, agradando a todos os perfis de viajantes. E a geografia do país ainda colabora: a península italiana possui apenas 600 quilômetros de extensão, facilitando os deslocamentos dos turistas e dando acesso a inúmeras possibilidades em um único roteiro.

Em parceria com a Elmocar, agência especializada em receber turistas brasileiros na Itália e que oferece motoristas e guias que falam português, elaboramos uma seleção com as principais atrações turísticas de cada região da Itália.

Regiões da Itália

Campania

Ilha de Capri. Foto: Yamen / Wikimedia Commons

Ainda no sul da Itália está a Campania, um dos destinos costeiros mais famosos do país e a segunda região mais populosa da Itália. Há diversos pontos turísticos imperdíveis na região, como a agitada Nápoles, o berço da tradicional pizza italiana.

Na região também se encontra a famosa Ilha de Capri, um dos destinos mais sofisticados da Itália. Com suas imponentes falésias que a contornam, a ilha é famosa por reunir mansões e atrair diversos milionários e personalidades famosas. Além do glamour, o visual natural é de tirar o fôlego.

É na Campania que também estão as impressionantes ruínas de Pompeia e Herculano, antigas cidades romanas destruídas pela erupção do vulcão Vesúvio. Atualmente, tornaram-se um grande museu a céu aberto de uma das maiores tragédias da história humana.

Por fim, a inigualável Costa Amalfitana também é um dos pontos turísticos da região, reunindo charmosas comunas ao longo de 60 km de sua costa. Por meio de uma estrada de curvas sinuosas e praticamente esculpida em precipícios, é possível visitar diversas e encantadoras cidadelas, com praias em incríveis tons de azul e restaurantes com vistas únicas.

Lazio

Roma. Foto: Diliff / Wikimedia Commons

Lazio é uma região situada no coração central da Itália e abriga nada menos que a capital do país, a incrível Roma. Conhecida como a cidade eterna, é a maior porta de entrada de turistas ao país e reúne edificações históricas muito bem preservadas, como o fabuloso Coliseu, o Fórum Romano, o Panteão e a Fontana di Trevi.

Além disso, é na região que está situado o Vaticano, menor país independente do mundo e que, além de ser o lar do Papa, reúne tesouros artísticos de valor inestimável, como a obra-prima de Michelangelo, a Capela Sistina.

Mas a região não se resume apenas à capital: há praias, montanhas e os famosos lagos Bolsena, Vico, Bracciano. Ainda na região, Castelli Romani são pequenas e charmosas cidadezinhas onde os imperadores e famílias ricas costumavam fugir do calor de Roma durante o verão. A região também é famosa pelas vinícolas, onde é possível fazer degustações.

Toscana

Foto: sherseydc / Flickr

Podemos dizer que a Toscana é a região mais famosa da Itália e, de fato, ela merece o título. Há um pouco de tudo por lá: pequenas cidades agrícolas, construções medievais, muita arte, cidades costeiras, incríveis colinas e belíssimos campos verdes. Localizada no centro da Itália, o cenário parece saído de um filme, repleto de ciprestes e vinhedos que se perdem no horizonte.

Entre as principais turísticas da cidade encontram-se Florença, capital da região, e Pisa. Florença é conhecida por ser o berço do Renascimento, portanto, há inúmeras atrações culturais, como a Galeria Uffizi, um dos mais importantes museus do mundo, e a Galeria Accademia, onde você poderá conferir o famoso David de Michelangelo, símbolo máximo da cidade. Há também o Duomo Santa Maria del Fiore, a principal catedral da cidade, construída no final do século XIII. A Ponte Vecchio é outro grande símbolo florentino.

Em Pisa é possível conhecer monumentos religiosos como o Duomo, o Battistero e o Camposanto (cemitério). Isso sem falar, é claro, na Torre de Pisa, construção levemente inclinada que é seu maior símbolo. Cidades como Siena, Lucca e San Gimignano oferecem diversas atrações artísticas e históricas, onde as construções e ruelas se tornam atrações turísticas por si.

Sicília

Isola di Levanzo. Foto: Robyn Hooz / Wikimedia Commons

Localizada no extremo sul da Itália, a Sicília é uma ilha que oferece uma atmosfera verdadeiramente única que a difere do restante do país. Com influências gregas, romanas, árabes, francesas e espanholas, a região criou um estilo próprio e reúne uma série de destinos históricos, além de belas atrações naturais.

Do ponto de vista turístico, entre suas principais cidades encontra-se Palermo, capital da região. No local é possível explorar seu vasto centro histórico e conhecer a Catedral de Palermo, o Palazzo dei Normanni, a Cappella Palatina, entre outras edificações históricas. Outra visita imperdível na cidade é o Duomo de Palermo, sua principal igreja. Palermo também oferece algumas das melhores praias da Itália, sendo as principais delas as de Mondello e Sferracavallo.

O vulcão Etna é mais alto da Itália e fica localizado dentro do parque regional Parco dell’Etna, no nordeste da Sicília. É possível realizar excursões que acessam as principais crateras do vulcão a bordo de um teleférico.

Para quem gosta de história, a cidade de Siracusa é o local ideal. É possível realizar uma verdadeira viagem no tempo e conhecer os templos gregos de Ortígia, além do incrível Parque Arqueológico de Neápolis, que reúne artefatos de diversos períodos.

Emilia Romagna

Bolonha. Foto: PICRYL

Localizada ao norte da Itália Central, Emilia Romagna se destaca por muitos fatores e, entre eles, a culinária. A região também se destaca por oferecer atrações menos concorridas e mais acessíveis que as demais. Três cidades são as mais famosas: Bologna, Ravena e Maranello.

Começando por sua capital, Bologna, que entre diversas atrações, ganha destaque por ser a cidade natal do molho de tomate com carne moída (para nós, é bolonhesa, mas lá é chamado de “ao ragú”).

Ravena é uma cidade repleta de atrações e, para se ter uma ideia, diversos de seus monumentos foram tombados, como o Mausoléu de Teodorico (túmulo do imperador que morreu no ano 526 d.C.) e a Igreja de Sant’Apollinare in Classe. A cidade também é famosa pelos seus mosaicos paleocristãos muito bem conservados, além de abrigar a sepultura de Dante Alighieri.

Quem é fã de automobilismo, em especial pela Ferrari, deve programar uma visita a Maranello, cidade que abriga a fábrica e o Museu da Ferrari, e atrai diversos turistas que são apaixonados pela marca.

Veneto

Verona. Foto: Michaela Loheit / Flickr

A região do Veneto, situada ao nordeste do país, faz fronteira com a Áustria e outras quatro regiões da Itália. As belas cidades transpiram arte e arquitetura, fazendo do local uma das regiões mais românticas da Itália e, consequentemente, uma das mais procuradas por turistas.

Grande parte dos visitantes se destina a conhecer as belezas de sua capital Veneza e seus belos canais, becos e pontes, que estão entre os seus pontos turísticos mais notáveis. Entre as atrações imperdíveis também está o Palácio Ducal, símbolo da cidade e obra-prima do gótico veneziano.

Na região também se encontra a cidade de Verona, palco do romance shakespeariano Romeu e Julieta. Um dos grandes destaques do local são as ruínas romanas extremamente conservadas da Arena di Verona, uma espécie de Coliseu em miniatura. A Casa de Julieta, com a famosa estátua em seu pátio, também é um ponto imperdível para visitar na região do Veneto.

Lombardia

Milão. Foto: Michael Beaton / Flickr

Localizada ao norte da Itália está Lombardia, uma região vibrante e animada que faz fronteira com a Suíça. Lombardia é o epicentro da moda, da vida noturna e dos negócios.

Nela está Milão, o centro de moda e a segunda maior cidade da Itália após sua capital, Roma. Um ótimo exemplo da Itália cosmopolita e moderna, Milão conta com incríveis obras arquitetônicas como sua catedral, uma imponente construção de 1386 que levou mais de 400 anos para ser concluída. É em Milão que também se encontra é lá que se encontra a magnífica pintura A Última Ceia, uma das mais famosas criações de Leonardo da Vinci.

Ainda na região da Lombardia estão os dois maiores lagos italianos, Garda e Maggiore. Já o famoso Lago de Como atrai muitos turistas que se encantam com as charmosas vilas que se estendem às suas margens. Já para quem deseja esquiar, há montanhas geladas nas províncias de Bergamo ou de Lecco, que oferecem estações com uma ótima infraestrutura.

Liguria

Cinque Terre. Foto: Artur Staszewski / Flickr

Localizada ao noroeste da Itália está a Ligúria que, apesar de ser uma das menores regiões da Itália, é famosa por oferecer uma costa maravilhosa, excelente gastronomia e diversas possibilidades de atividades ao ar livre.

Gênova, sua capital, é uma cidade cujo porto possui mais de mil anos, local extrema importância para as atividades comerciais dos primeiros navios mercantis da Europa. Esta também é a cidade natal do explorador Cristóvão Colombo, que descobriu acidentalmente a América.

É na Liguria que também se encontra a incrível Cinque Terre, um conjunto de cinco vilarejos italianos que mais parecem um cenário de cinema.  As charmosas cidadezinhas de Riomaggiore, Manarola, Corniglia, Vernazza e Monterosso são repletas de edificações coloridas e ficam em cima de estonteantes colinas, envoltas por um mar de águas incrivelmente azuis.

Piemonte

Turim. Foto: Alejandro / Flickr

Uma das regiões mais elegantes da Itália, Piemonte é o local ideal para os amantes dos vinhos, produzindo alguns dos melhores rótulos da Itália, como os famosos Barolo, Barbaresco e Barbera.

Sua capital, Turim, é a quarta maior cidade do país em número de habitantes e possui uma diversidade incrível de lugares para visitar. Nela estão seus dois principais palácios, que hoje são também museus, o Palazzo Reale e Palazzo Madama. É na cidade onde também se encontra o segundo maior museu egípcio do mundo, o Museu Egípicio de Turim, perdendo apenas para o Museu do Cairo. O espaço é dedicado exclusivamente para exposições de arte e cultura egípcia e apresenta um acervo fascinante composto por sarcófagos, múmias e relíquias de valor inestimável.

+ Info
Elmocar
Guia em português na Itália
Tel: +39 06 52 27 92 15
WhatsApp: +39 346 754 55 18
Site: www.elmocar.com

» 6 passeios bate e volta partindo de Roma
»
Roteiro de 2 dias em Roma
»
17 lugares diferentes para conhecer e passear em Roma
»
Como viajar de Roma a Milão de trem

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

9 lugares para conhecer em Ipanema, no Rio de Janeiro

Artigo anterior

Compras em Roma: Melhores lojas e ruas

Artigo seguinte

Você pode gostar