The Nature Conservancy, conheça o projeto que pretende plantar 1 bilhão de árvores nativas até 2030

De qual maneira conseguiríamos reduzir o impacto ambiental em um país tão grande quanto o Brasil? A TNC – The Nature Conservancy, encontrou uma resposta. A organização internacional é uma das principais frentes na conservação da biodiversidade e meio ambiente. Recentemente, foi criado o projeto Restaura Brasil, com o objetivo de garantir a preservação ambiental em diversos pontos importantes do nosso território.

Há mais de 64 anos a organização forma parcerias realizando trabalhos em diferentes países. No Brasil, a organização está presente há cerca de 28 anos, desenvolvendo projetos nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Pará.

Foto: Divulgação

O intuito é transformar áreas degradadas e restaurar a vegetação nativa como forma de reduzir os impactos ambientais causados nesses cenários, bem como restabelecer a “Infraestrutura Verde” do planeta, ponto chave em questões básicas como o controle climático e a preservação de biomas, espécies e ecossistemas nativos.

Essa contribuição já restaurou cerca de 16 mil hectares e a pretensão é dar suporte a meta nacional de alcançar 12 milhões de hectares até 2030. Esse número atenderia as demandas legais de adequação ambiental.

Evidentemente, esse trabalho de larga escala, apresenta grandes desafios. Um deles é aplicar técnicas suficientes que gerem a restauração com qualidade e em grande escala. Mecanismos de controle e monitoramento também são necessários para garantir o crescimento das mudas. Para isso, o projeto conta com colaboradores dos mais diversos setores da sociedade, seja por iniciativas online, grupos parceiros, apoios de outras ONGs e parcerias com o poder público de modo a reduzir as dificuldades nesta empreitada.

O projeto da TNC também compreende que os benefícios gerados nesta restauração são de escalas globais, tendo em vista que 30% da cobertura florestal mundial já foi desmatada. A preservação e restauração vegetal também garantem a qualidade da água próximas a mananciais e nascentes, garantindo a saúde dos rios e ecossistemas encontrados em suas margens.

As mudanças climáticas também serão amenizadas, pois, principalmente, na fase de crescimento da vegetação, a absorção de CO2 da atmosfera é maior, o que por sua vez, melhora a qualidade do ar. Recursos genéticos e a biodiversidade são conservados, além dos benefícios socioeconômicos como fomentação de empregos e renda, visando práticas sustentáveis.

O projeto desenvolvido pela TNC, certamente, é uma notícia animadora que inspira um futuro próspero da floresta e da vida como um todo, para que possamos reduzir impactos extremamente nítidos e irreversíveis. Se você também quer fazer a diferença, conheça mais sobre o projeto Restaura Brasil.

Fonte: O Globo

» Bicicleta elétrica da Uber deve chegar ao Brasil
» Governo da Noruega proíbe o corte de árvores em todo o país
» Como o turismo de base comunitária pode transformar a Amazônia
» Pantanal: expedição tem safári fluvial para ver onças-pintadas

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Toronto: “Cães terapeutas” ajudam passageiros ansiosos em aeroporto

Artigo anterior

São Paulo: 1º Encontro Brasileiro de Mulheres Viajantes acontece em abril

Artigo seguinte

Você pode gostar