Piscinas naturais no Brasil encantam turistas no litoral brasileiro

Descubra os encantos dessas piscinas naturais localizadas em pontos paradisíacos do Brasil e comece a programar sua próxima viagem

Entre tantas paisagens incríveis e belezas naturais que existem no Brasil, estão espalhadas pelo nosso litoral pequenos paraísos de deixar qualquer turista de queixo caído. Como uma mistura da tranquilidade de uma piscina com as belezas vivas dos mares brasileiros, as piscinas naturais encantam pelo contato com os peixes, corais e arrecifes. Tanto para quem gosta de mergulhar, velejar e até mesmo ficar tranquilo na água, nestas piscinas você poderá descobrir- atividades para todos os gostos.

Distribuídas entre várias cidades brasileiras, selecionamos algumas das mais deslumbrantes para você que buscas onde encontrar uma piscina natural mais perto e aproveitar para se refrescar do verão brasileiro em grande estilo.

Leia também:

Mochilão no Brasil: roteiro de 30 dias conhecendo as melhores praias do nordeste
Roteiro por Maragogi, Tamandaré e Porto de Galinhas na mesma viagem
Roteiro turístico em Alagoas: Rota Ecológica
Vilas de pescadores e praias paradisíacas na Costa do Descobrimento na Bahia
Eleita a melhor rota do Brasil, roteiro passa por Jericoacoara, Delta do Parnaíba e Lençóis Maranhenses

Maragogi – Alagoas

Com local privilegiado na belíssima Costa dos Corais, no litoral norte do estado de Alagoas, Maragogi encanta turistas de todas as idades por suas praias de areias brancas, sua vegetação farta e, é claro, pelas exuberantes piscinas naturais. Distante 125 km da capital, Maceió, a pequena cidade de pouco mais de 30 mil habitantes tem se tornado referencia em turismo de mergulho no país.

Com três áreas de piscinas naturais abertas à visitação, Galés, Barra Grande e Taocas, quem escolher a cidade como destino poderá desfrutar de mergulhos em meio à riquíssima flora e fauna oceânica. Com passeios de lancha e catamarãs, que duram em média 2h30, os turistas podem aproveitar a tranquilidade das piscinas naturais para relaxar e apreciar as paisagens que não deixam nada a desejar com os mares caribenhos.

Os mergulhos nas piscinas são feitos por empresas locais, especializadas. Disponíveis em duas opções, para quem tem e quem não tem experiência (chamado mergulho de batismo), crianças e adultos podem explorar, há 6m de profundidade, as belezas do mar. Já quem tem credenciamento para mergulho profissional, pode explorar as formações rochosas, navios submersos, arrecifes e outros encantos do mundo aquático.

Para poder desfrutar de todo esse charme os turistas, no entanto, precisam se programar. O passeio não é realizado todos os dias, pois depende do nível da maré, sendo realizado apenas quando a maré está a 0.6m, o que acontece, geralmente, entre o período das 06h00 até as 17h00. Além disso, para preservar o equilíbrio natural das piscinas, há restrições com relação ao número de visitantes. Portanto, é importante checar com as empresas as condições da maré e reservar o quanto antes sua visita, para garantir um passeio sem dores de cabeça.

Além das incríveis piscinas, a cidade também oferece uma grande variedade de atrações espalhadas em 22 km de litoral. Entre os destaques está a praia de São Bento, localizada na divisa entre Maragogi e Japaratinga. Além do cenário tropical, uma simpática vila de pescadores emoldura o cenário de tranquilidade. Para quem gosta de uma praia mais agitada, a praia da Vila de Maragogi é o ponto ideal. Com a orla repleta de bares e restaurantes, os turistas, além de comerem bem, podem aproveitar para visitar algumas lojinhas de artesanato local.

Para quem planeja ir até Maragogi por transporte aéreo, a cidade tem fácil acesso pelos aeroportos de Maceió/AL e Recife/PE. De ambos é possível contratar um serviço de transfer até a cidade. Além disso, a principal rodovia que corta o município é a AL-101.

Foto: Juliana Ferreira

Piscinas naturais de Pajuçara – Alagoas

Um dos bairros mais bonitos e elegantes de Maceió/AL, Pajuçara se destaca entre as praias da capital por suas charmosas piscinas naturais. Em uma viagem de jangada, que por si só já vale o passeio e dura 20 minutos saindo orla, é possível mergulhar e desfrutar do cenário de encher os olhos. Uma explosão de cores verde e azul se mistura pelas águas cristalinas do mar e recebe os turistas com uma infinidade de outras cores dos peixes e arrecifes.

Por estar localizada dentro de Maceió, a praia de Pajuçara, que é o ponto de partida para a piscina, é de fácil acesso por carro e por transporte público. Além disso, vários restaurantes e quiosques circundam a praia. Se bater uma fominha durante a visita à piscina, não se preocupe, pois, algumas jangadas oferecem serviço de bar e lanches para os banhistas.

O passeio pode ficar mais incrível caso você decida por levar ou alugar um snorkel, acessório que irá te ajudar a apreciar com mais nitidez os encantos escondidos debaixo d’água. Enquanto curte as belezas do mar, você ainda ganha, de quebra, uma vista encantadora da orla de Maceió, que, com toda certeza, irá garantir ótimas fotos.

Também é importante destacar que, assim como em Maragogi, o passeio na piscina natural dura cerca de duas horas e só pode ser feito durante a maré baixa. Se você chegar e a maré estiver alta, vale a pena esperar a mudança do nível do mar, descansando na praia ou aproveitando uma das lojinhas de artesanato da orla.

A forma mais fácil de se chegar é pelo Aeroporto de Maceió. De lá, é possível alugar um carro ou tomar um táxi até a praia.

Foto: Daise Ribeiro

Porto de Galinhas – Pernambuco

Como uma espécie de joia em uma das praias mais conhecidas do nordeste brasileiro, as piscinas naturais de Porto de Galinhas/PE são emolduradas por belíssimo arrecifes de corais e proporcionam aos visitantes o contato direto com essas formidáveis construções da natureza. Localizadas há poucos metros da praia, você poderá, durante a maré baixa, ir a pé da areia, por cima dos corais, até a tranquilidade das piscinas.

Um passeio relaxante para adultos e crianças, as piscinas naturais de Porto de Galinhas se interligam por canais e exibem majestosamente peixes e outros animais em suas águas cristalinas. Saltando aos olhos, a fauna e a flora dessa imensa formação de coral permite que você se sinta um verdadeiro explorador, ao caminhar pelo local.

Possibilitando que você se aventure por jangadas ou na natação, essas piscinas irão te conquistar pela mistura de cores e pelas água refrescante. Localizada na Região Metropolitana de Recife, na cidade de Ipojuca, Porto de Galinhas ainda guarda outra infinidade de atrações que vão desde restaurantes, passeios de lancha e jangada em alto mar, além das tradicionais feirinhas de artesanato.

Se você estiver por lá entre os meses de outubro e março, ainda pode aproveitar a melhor época de mergulho em uma das várias praias de Ipojuca, como a Serrambi. Para quem curte surfar, outra praia, próxima à Porto de Galinhas, que é ideal para o esporte é a praia do Cupe, que também conta com algumas piscinas naturais.

O caminho mais fácil para Porto de Galinhas é por meio do Aeroporto Gilberto Freyre, o Aeroporto de Recife. De lá, para percorrer os 63km, você pode optar por alugar um carro, usar uma linha de ônibus intermunicipal, tomar um taxi ou escolher uma agência que ofereça o serviço de transfer.

Foto: Village Porto de Galinhas

Tamandaré – Pernambuco

Água transparente, sombra, rede e uma água de coco gostosa é o que você poderá encontrar na paradisíaca praia do Tamandaré, distante 100km de Recife/PE. Cercada por coqueiros e mata nativa, é o lar de piscinas naturais que encantam pela água morna e pela tranquilidade. Com uma paisagem de deixar qualquer um deslumbrado, Tamandaré proporciona o contato direto com uma natureza preservada e de tirar o folego.

Na maré baixa, as barreiras de corais tornam as águas das piscinas naturais tranquilas e são um convite para quem quer nadar entre os peixes e para os experientes que desejam mergulhar em navios naufragados e explorar de perto os arrecifes.

Na orla emoldurada por coqueiros, é possível apreciar a pequena igreja de São José de Botas, construída no século XIX, em estilo barroco, que dá um charme ao local. Além disso, você pode se aventurar por passeios de lancha e jangada, aproveitar um banho de argila e deixar sua pele ainda mais bonita e recuperada do sol e do sal da água. Quem tem bom equilíbrio ou gosta de um desafio pode experimentar um passeio de stand up paddel.

Depois da praia, Tamandaré ainda oferece outras atrações incríveis, como o Forte de Santo Inácio de Loyola, Patrimônio Cultural de Pernambuco. O forte foi erguido para proteger a região das invasões holandesas, no século XVII, na praia Boca da Barra. Pertinho do forte, também dá para visitar o Farol de Tamandaré, construído em 1902. A Cachoeira do Bulha D’água, com 10 metros de altura e três quedas de água, já foi uma fonte de água mineral no passado. Ela fica próximo à Reserva Biológica de Saltinho, na beira da rodovia estadual PE-76.

Foto: José Luiz Gonzalez

Península de Maraú – Bahia

Encravada entre Salvador e Ilhéus, na Bahia, a Península do Maraú guarda praias e lindas paisagens, para quem busca se divertir em piscinas naturais e se aventurar pela região. Nessa região da Costa do Dendê, são várias as praias que valem a pena sua visita.

Taipu de Fora vai te conquistar com suas extensas piscinas naturais, que surgem na maré baixa, com seus recifes de corais e águas cristalinas. O calor contrasta com a água fresquinha e torna o cenário o verdadeiro paraíso. Na orla, cabanas de praia irão aguar sua boca com o cheiro das delícias da culinária regional. Dá para mergulhar, nadar por entre as formações coloridas dos corais ou relaxar na sombra dos coqueiros.

Outra praia com piscinas naturais é a Três Coqueiros, em Bombaça. Voltada para o oceano, a primeira vista, você não imaginaria que um mar agitado com ondas fortes pudesse abrigar piscinas de água tão tranquilas. O segredo é revelado na maré baixa, quando o turista pode desfrutar da tranquilidade das pequenas represas de água cristalina e calma.

No restante de sua estadia na região, uma outra praia que vale a visita é Cassange, que tem uma areia branquinha e extremamente fofa, boa para a criançada que gosta de brincar na terra. O mar tranquilo do local é um convite ao banho e a Lagoa de Cassange, com água doce, é separada do mar por uma faixa de areia, que permite curtir o melhor dos dois tipos de água. Nela, é possível praticar esportes a vela, ou simplesmente se lavar para tirar o sal da pele.

Para quem vai de avião, o aeroporto mais próximo de Maraú fica em Ilhéus, distante 150 km. De lá, é possível reservar um traslado para qualquer uma das praias da Península de Maraú. De carro, a principal forma de acesso à região é pela rodovia estadual BA-001, que tem acesso a BR-030. Existem ônibus que também fazem o trajeto, saindo de cidades próximas como Ilhéus, Itabuna e Feira de Santana.

Foto: Monteiro Lobato

Maracajaú – Rio Grande do Norte

Localizada na cidade de Maxaranguape, há 54km de Natal, Maracajaú é cercada por dunas, coqueiros e até uma lagoa. Suas piscinas naturais se formam durante a maré baixa e ficam distantes 7km da costa. Além do mergulho entre os corais, o visitante ainda poderá aproveitar várias atrações bem próximas da praia.

As dunas oferecem passeios de buggy, à cavalo, em quadriciclo ou até mesmo a pé, para quem deseja explorar as areias da região e ter um gostinho do deserto. A criançada e o adultos podem se divertir com outras atrações como o sandboard, onde a pessoa tenta a sorte se equilibrando e deslizando pelas areias.

Quem viaja com crianças pode aproveitar para passear no parque aquático Ma-Noa, que oferece piscinas, tobogãs, quiosques à beira mar e outra infinidade de brinquedos d’água. Passeios de lanchas e escunas também são uma opção para quem gosta de apreciar a vista do continente, que parece cena de cartão postal, com o Farol Tereza Pança enfeitando a vista.

Quem sai do Aeroporto Internacional de Natal, pode alugar um carro ou buscar por uma empresa de traslado que faça o trajeto, no próprio aeroporto. Além disso, existem sete companhias que fazem o percurso de van. Taxis e ônibus intermunicipais completam as opções de deslocamento até o local paradisíaco.

Foto: Patricia Adriana

Areia Vermelha – Paraíba

Em meio ao Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha, no município de Cabedelo, a praia de mesmo nome é o destino certo que mistura agitação e tranquilidade. A ilhota composta por um banco de areia é visível apenas durante a maré baixa, quando o mar revela as deliciosas piscinas naturais. Há 15km do centro de João Pessoa, a praia tem vista para a capital e a cidade de Cabedelo e, para acessá-la, é preciso pegar uma embarcação que sai da Praia do Poço.

Com areia avermelhada, o cenário tropical fica ainda mais acentuado, permitindo que os visitantes tirem belíssimas fotos para as redes sociais. O momento ideal para frequentar as piscinas é quando a maré está com 0,4m de profundidade.

Aos finais de semana, principalmente durante o verão, o local enche, principalmente de jovens e amantes de esportes aquáticos. Durante a semana, quem busca tranquilidade e sossego, pode relaxar nas areias ou na água azulada das piscinas naturais. A praia, sem muitas ondas, favorece para quem viaja com criança pequena.

Com bares flutuantes, ninguém passa fome ou sede, nem mesmo dentro da água. Na orla, uma seleção de bares e restaurantes oferecem pratos típicos caiçaras. Uma das especialidades locais são os pratos de caranguejos, preparados das mais variadas formas, para todos os gostos. Os corais espalhados pela costa, também convidam ao mergulho.

A praia é de fácil acesso por transporte público de João Pessoa, por meio de carros, taxis e ônibus intermunicipais.

Foto: Marco Pimentel

Piscinas Naturais do Seixas – Paraíba

No ponto mais oriental do Brasil, em João Pessoa/PB, é possível encontrar a maior piscina natural do estado, criada por uma grande barreira de coral, a de Ponta do Seixas. Para acessar as piscinas do Seixas é preciso pegar uma embarcação que sai da praia de Cabo Branco ou da Praia do Seixas, ambas conectadas por faixas de areia. O trajeto leva em média 15 minutos.

Das piscinas é possível ter uma vista bacana da cidade de João Pessoa e do Farol do Cabo Branco, deixando a paisagem ainda mais interessante. Além dos cardumes de peixes que nadam ao redor dos visitantes, é possível aproveitar para relaxar em embarcações que fazem o trajeto, como catamarãs.

Da praia do Cabo Branco é possível visitar o farol ou o Mirante do Seixas, que ficam bem próximos, na orla da praia. Além disso, a Estação Cabo Branco, um polo de ciência, cultura e artes, também pode ser um destino interessante, depois de uma visita às piscinas naturais. Lá, exposições dos mais diversos tipos variam ao longo do ano.

Para chegar até a praia, é preciso tomar um taxi ou usar o transporte público de João Pessoa. Carros alugados também são uma opção.

Foto: Joã oPessoa Tur

Cachoeira do Saco Bravo – Rio de Janeiro

Esta piscina natural, diferente de todas as outras desta reportagem, misturando aventura e paisagens quase intocadas, fica localizada na cidade de Paraty/RJ. A piscina se forma nas pedras da cachoeira e tem uma vista fantástica do litoral de Paraty. Porém, para chegar até ela, você precisa estar disposto a encarar uma trilha que leva, em média, 02h30 para ir e mais 02h00 para voltar.

Com acesso um pouco mais restrito, para estar preparado para o passeio é importante estar usando roupas e sapatos adequados para trilha. Saindo da cidade de Paraty, o turista precisa tomar um barco até a Praia da Ponta Negra. De lá, a trilha de intensidade mediana, te levará a uma das mais deslumbrantes paisagens do litoral sul carioca. A trilha tem bastante subidas e exige atenção. É recomendado levar comida e água, pois não existem atividades comerciais no local.

Depois de encarar a trilha, chega-se a Cachoeira do Saco Bravo. Ela fica no encontro das pedras com o mar. A queda d’água não é grande, e escorre por entre as pedras, enchendo a piscina natural. De lá, a água escorre para o mar. A cachoeira proporciona um contato incrível com a natureza, e a vista do oceano é de encher os olhos.

O local costuma ter pouco movimento, o que proporciona o ambiente ideal para relaxar. Vale a pena lembrar de levar um saco plástico e recolher todo seu lixo e restos de comida, para não poluir o local.

Foto: via Trilhando Montanhas

Dicas para planejar sua viagem:

- Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels: descubra os melhores preços e a localização ideal para a sua viagem. Acesse o Booking.com e faça sua reserva parcelada em até 10x.

- Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto e total segurança. Economize na sua próxima viagem com as ofertas publicadas diariamente no site oficial da Latam, MaxMilhas e Skyscanner.

- Quer economizar com a hospedagem? O Airbnb disponibiliza um cupom com R$130 de desconto para novos turistas que reservarem acomodações pelo site. Receba o seu Cupom de Desconto Airbnb e use em qualquer destino.

- Está buscando pacotes de viagens em promoção? Encontre os melhores preços para a sua viagem com as ofertas promocionais da CVC e viaje muito mais.

- Não sabe para onde viajar? Confira nossos Guias de Viagem e descubra diferentes lugares para conhecer no Brasil e no mundo.