Apesar dos estragos causados pelo fogo, relíquias foram recuperadas e doações generosas de famílias bilionárias da França vão ajudar na reconstrução de Notre-Dame

A catedral de Notre-Dame é mais que um grande marco da arquitetura: faz parte da história da França, atravessou séculos, enfrentou guerras, passou por revoluções e serviu como inspiração para as obras de Victor Hugo.

Ontem, dia 15 de abril, milhões de pessoas pelo planeta acompanharam a evolução das chamas que destruíram parte de seu teto e a icônica torre em forma de flecha. Foi um duro golpe para seus  mais de 850 anos de história, mas nem tudo está perdido. Para começar, não houve vítimas, o que já é uma notícia positiva.

A França também já começou a planejar sua reconstrução. “Vamos reconstruir essa catedral, todos juntos. Uma campanha nacional vai ser lançada, e para além das nossas fronteiras. Faremos um chamado aos maiores talentos, que serão muitos e virão para reconstruir nossa Notre-Dame”, disse o presidente da França, Emmanuel Macron.

De acordo com especialistas, as obras certamente levarão anos e talvez décadas para serem concluídas, mas esperanças começaram a surgir: parte das relíquias da catedral foram recuperadas e algumas famílias bilionárias da França já anunciaram grandes doações para reerguer o icônico templo.

Relíquias recuperadas


Foto: Pixabay

Notre-Dame abrigava um acervo impressionante de tesouros e relíquias da humanidade. Felizmente, algumas delas foram salvas, como a rara Coroa de Espinhos que acreditam ter sido colocada na cabeça de Jesus Cristo antes da crucificação.

Outra relíquia que está salva é a Túnica de São Luís, usada em 1238 por Luís IX, o único rei-santo de França. Aparentemente, de acordo com jornais locais, o vitral norte da catedral, com incríveis 13 metros de diâmetro, parece também ter resistido.

Reconstrução de Notre Dame


Foto: Pixabay

Em menos de 24 após o incêndio, famílias ricas da França se mobilizaram para reerguer as partes afetadas da catedral de Notre-Dame. O bilionário francês Bernard Arnault, dono do grupo LVMH, anunciou uma doação de 200 milhões de euros para a reconstrução.

Outro bilionário francês, dono do grupo Kering, também anunciou uma doação de mais 100 milhões de euros para reerguer a imponente catedral. A família Bettencout Meyers, sócia da L’Oreal, prometeu mais 200 milhões.

For isso, a prefeita da cidade, Anne Hidalgo, informou que Paris fará um aporte de 50 milhões de euros, além de uma conferência internacional para coordenar as doações. A região de Ile-de-France, que inclui Paris e seus arredores, prometeu mais dez milhões de euros. 

Ainda não há uma confirmação oficial sobre as causas do incêndio, mas tudo leva a crer que está ligado aos trabalhos de reconstrução da catedral, que aconteciam no telhado do edifício. 

Foto: Pixabay

» Incêndio de grande porte atinge Catedral de Notre-Dame em Paris
» Paris vai inaugurar primeiro centro de arte urbana flutuante do mundo
» Veja como ficou o interior da Catedral de Notre-Dame após o incêndio
» Paris com crianças: quais passeios fazer e onde ir?

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Veja como ficou o interior da Catedral de Notre-Dame após o incêndio

Artigo anterior

5 vilas incríveis para visitar no Alentejo, em Portugal

Artigo seguinte

Você pode gostar