A cidade cortada por rios e canais também carrega museus, igrejas e casarios coloniais que guardam a rica história do estado

Foto: Marcio Jose Bastos Silva / Shutterstock

Apaixonados por grandes centros urbanos que oferecem uma gama enorme de opções de atrativos turísticos vão se apaixonar por Recife. A capital é um dos centros urbanos mais desenvolvidos do país e se destaca por sua cultura efervescente.

Recife dispõe de uma rede de grandes hotéis, restaurantes nomeados especializados em diversas culinárias e inúmeras casas noturnas. Atrações à parte está seu belo centro histórico, com grande parte de seu período colonial preservado sempre bem agitado pelas manifestações culturais que ocorrem com frequência nas ruas do bairro antigo por grupos de frevo, maracatu, casas de cultura, atelies de artistas locais além de um belo litoral que enfeita a cidade com seu tom verde vibrante, sempre contornado por inúmeros coqueiros com alturas e formatos diferentes.

Fundado em 1537, a cidade de Recife tem sua história estreitamente ligada à vida portuária. A barreira de arrecifes, que forma um verdadeiro paredão de corais é o grande responsável pelo nome da cidade. O porto, foi construído pelos portugueses e foi o ponto de partida de uma trajetória marcada por muitas batalhas e conquistas e testemunhou o vai-e-vem de cargas, escravos, mercadorias e diversos invasores.

Andando pelo centro histórico é possível notar a presença marcante deixada de heranças nas arquiteturas que dominam essa área da cidade. Casarões portugueses e holandeses em frente a charmosas pontes que interligam os bairros junto as igrejas da época colonial formam um cenário imperdível que pode ser feito em passeios a pé ou em barcos contratados por agências de turismo.

O ponto inicial para percorrer o Recife Antigo é o Marco Zero, praça á beira dos estuário do porto da cidade formada pelo Rio Capibaribe e mais a frente o Parque de Esculturas Francisco Brennand, com obras do artista pernambucano. O local registra o ponto onde inciou-se Recife, há também um busto de bronze do Barão do Rio Branco, escultura do francês Felix Charpeutier, colocada ali em 1917. Em frente a atração estão outros pontos turísticos indispensáveis do bairro antigo como o prédio da Caixa Cultural com exposições itinerantes onde antes funcionava a Bolsa de Valores de Pernambuco e da Paraíba.

O Carnaval no Recife Antigo é frequentado por milhões de pessoas, sendo a preferência do público, principalmente a noite para curtir a programação de carnaval no Marco Zero como o famoso Galo da Madrugada, que sai sempre aos sábados do evento. De lá é possível dar um pulinho em Olinda, município que fica a poucos quilômetros do município, lá o movimento é tomado pela energia frenética do frevo e dos bloquinhos carnavalescos acompanhados dos tradicionais bonecos gigantes que contagiam a multidão nas ladeiras do sitio histórico.

Leia mais:
Diário de bordo: roteiro de 3, 5 e 7 dias em Recife e Olinda
Museu Cais do Sertão em Recife
Lugares para conhecer em Olinda: o que ver e fazer
Lugares para conhecer em Porto de Galinhas: o que ver e fazer

O que fazer em Recife


Foto: Filipe Frazao / Shutterstock

Praias

A orla recifense pode facilmente estar na lista de mais belas orlas do Brasil. O conjunto de imponentes prédios com arquiteturas modernas se contrasta com um mar de águas verdes e muitos coqueiros que formam um plano de fundo ideal para uma caminhada, com parada obrigatória para tomar uma água de coco gelada. O belo calçadão resume-se a praticamente duas praias: Boa Viagem com estrutura completa de lazer com quadras, playground, pista de skate, ciclovia e a Praia do Pina que durante as marés baixas forma-se diversas piscinas naturais.

A praia de boa viagem é uma das praias urbanas mais bonitas do Brasil. Com uma extensa faixa de arrecifes, o mar fica tomado por piscinas de águas mornas e cristalinas quando a maré está baixa.

Vizinha de Boa viagem, a Praia do Pina tem um quilômetro e é própria para banho. Possuí ondas fracas o que atraí bastante famílias com crianças e oferece estrutura de quiosques e restaurantes semelhante a praia ao lado.

Recife Antigo

Um local para entrar em contato com a história e o surgimento e crescimento da cidade. Um ótimo ponto de partida para começar o tour é a Praça do Marco Zero. De lá possível ver o Parque das Esculturas Francisco Brennand além das edificações de fins do século XVII e outras construções do século XX.

Passeio de catamarã pelo rio Capibaribe

Um passeio pelo rio Capibaribe é uma ótima forma de visualizar as pontes e as três ilhas que formam o centro.

Capela Dourada

Paredes repletas de pinturas sacras e milhares de detalhes banhado a ouro, a mais bela igreja de Recife é parada obrigatória se você deseja conhecer um pouco da arquitetura histórica da cidade.

Mercados Públicos

Os mercados é uma forma de entender como é o dia-a-dia dos moradores da cidade. Durante esse passeio é possível notar os detalhes da arquitetura dessas construções e encontrar o artesanato e as comidas típicas da região. A cidade possui mercados públicos, os mais conhecidos são de São José, da Madalena, da Boa Vista e da Casa Amarela.

Instituto Ricardo Brennand – IRB

Patrimônio Cultural de Estudos Brasileiros, o Instituto encanta com seus jardins repletos de valiosas esculturas, réplica de castelo medieval, obras de arte de diversas épocas, reunidas em coleções de tapeçaria, artes decorativas, pinturas e mobiliário.

Museu Cais do Sertão

O Museu Cais do Sertão funciona em um antigo armazém do porto, o espaço propõe uma experiência com a cultura da região. O espaço também conta com um espaço dedicado a Luiz Gonzaga, com história e discografia do artista.

Paço do Frevo

Espaço totalmente dedicado ao frevo ritmo tipico da região que já foi declarado Patrimônio Cultural do país. Instalado em um dos prédios mais bonitos do Recife Antigo, o espaço conta com espaços e estúdios que realizam workshops de dança, música e exposições interativas.

Pátio de São Pedro

Rodeada de casarões coloridos e históricos o Pátio de São Pedro também conta cm outra importante construção do estado: a Catedral de São Pedro dos Clérigos. Atêlies, bares e restaurantes ocupam a maioria dos sobrados.

Casa de cultura de Pernambuco

Construído em 1950 o prédio que abriga a Casa da Cultura de Pernambuco funcionou como presídio durante 118 anos. O espaço sofreu uma grande reforma e hoje todas as celas abrigam lojas de artesanatos, livraria e lanchonetes. Passeio perfeito para quem deseja comprar alguns souvenirs da capital pernambucana.

Oficina de Cerâmica Francisco Brennand

O ceramista Francisco Brennand transformou a olaria da família em ateliê e museu. Pinturas, painéis, azulejos e esculturas estão espalhadas em todos os comôdos. A visita também inclui um passeio pelos jardins projetado por Burle Marx.

Palácio do Campo das Princesas

Edifício histórico que serve como sede do governo pernambucano. O local também oferece visitas guiadas gratuitas, uma verdade aula de história sobre Pernambuco.

Forte do Brum

Controlado pelo Exército, guarda uma coleção de armas da Segunda Guerra Mundial, canhões do Brasil Império e reproduções de mapas do Brasil holandês.

Mergulho no parque de naufrágios

Considerada a Capital Brasileira dos mergulhos em Naufrágios, o Recife tem a costa repleta de embarcações no fundo do mar. A temperatura média da água é de 26º, e sua visibilidade pode chegar até 50 metros.

Outros atrativos turísticos em Recife

  • Forte das Cinco Pontas
  • Matriz de Santo Antônio
  • Basíluica e Convento N.S. do Carmo
  • Teatro de Santa Isabel
  • Capela da Jaqueira
  • Centro Cultural Judaíco
  • MAMAM – Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães
  • Embaixada dos Bonecos Gigantes
  • Feirinha de Boa Viagem

Como chegar em Recife


Foto: Bruno Lima / MTUR

De avião

O Aeroporto Internal de Recife/ Guararapes – Gilberto Freyre é um dos mais modernos do Brasil e recebe voos diários das principais capitais brasileiras.

De carro

Acesso pela BR-101.
São 259 km entre Recife e Maceió (Alagoas) ou 120 km até João Pessoa (Paraíba).

De ônibus

A cidade recebe ônibus diários de diversas capitais brasileiras. Para informações atualizadas de quais companhias operam até Recife, vale ligar na rodoviária da capital pernambucana.
Rodoviária de Recife
Tel: (81) 3207-1088

Melhor época para visitar Recife


Foto: Walber Moura / MTUR

O estado de Pernambuco costuma receber mais chuvas durante o primeiro semestre do ano, principalmente entre os meses de março e agosto. Mas mesmo durante a época mais chuvosa, com um pouco de sorte é possível curtir uma praia e fazer passeios ao ar livre, já que os dias não costumam ficar fechados durante muito tempo consecutivo.

O verão é a época ideal para curtir o litoral pernambucano. As médias nessa época do ano costumam ficar sempre na casa dos 28ºC.

A cidade é mega famosa por seu carnaval de rua, que é considerado um dos melhores do país. Essa é a época que o destino recebe mais turistas e a cidade costuma ficar sem leitos disponíveis. Se você pretende conhecer o popular Bloco do Galo da Meia Noite, faça sua reserva com antecedência.

Onde se hospedar em Recife


Foto: Portal da Copa

O trecho da orla que passa entre a Praia de Boa Viagem e a Praia do Pina, é a região onde estão concentrado a grande maioria dos hotéis e pousadas de Recife. Esse é um ótimo local para se hospedar na cidade, pois além de estar em frente a praia, o bairro dispõe de ótima estrutura, com ótimas opções gastronômicas, lojas, mercados e shopping.

As grandes redes hoteleiras se mostram presentes na Praia de Boa Viagem, opções como o Hotel Luzeiros, o Manibu e o TRYP Recife, do grupo Meliã, estão entre os prediletos dos turistas que visitam a capital pernambucana.

Quem busca mais contato com a cultura pernambucana, pode escolher uma hospedagem no centro antigo de Recife, ou Olinda- cidade vizinha, com ótimas pousadas no centro histórico.

Encontre hospedagens em Recife

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Descubra as paisagens mais espetaculares para conhecer no Brasil

Artigo anterior

França para Brasileiros: o que ver e fazer no destino mais procurado da Europa

Artigo seguinte

Você pode gostar