Capital da União Europeia, a cidade belga mistura a rigidez do Parlamento com a beleza de monumentos à céu aberto

Foto: Walkerssk / Pixabay

Bruxelas é capital da Bélgica e não costuma estar na rota principal dos turistas quando se trata de uma viagem pela Europa. Mas não se deixe enganar pela primeira impressão da seriedade da sede do Parlamento Europeu, pois a cidade tem muito mais a oferecer.

As ruas são belíssimas e desembocam em lindas praças, como a Grand-Place com seus prédios do século XVIII e a Praça Real com as construções históricas, e parques como o Parque de Bruxelas, o Leopold e o do Cinquentenário, onde está o Palácio Real.

A cidade também é um polo cultural e tem uma escultura como principal cartão postal. O Atomium foi construído em 1958 como uma obra temporária, mas está até hoje na capital da Bélgica. A molécula de ferro gigante é na verdade uma série de salas com exposições, sendo que as ligações são feitas por escadas-rolantes. Além disso, Bruxelas conta com muitos museus, como o Museu do Cinquentenário, de Nacional de Belas Arte, de Instrumentos Musicais e o Instituto Real de Ciências Naturais.

Enquanto passeia pelos pontos turísticos da cidade, não deixe de experimentar o chocolate belga, considerado um dos melhores do mundo, e os diferentes tipos de cerveja produzidos na região.

Leia também:
Lugares para conhecer em Viena
Plataforma encontra os melhores preços de passagens aéreas, de trem e ônibus na Europa
Qual a melhor época para viajar para a Europa?
Lugares para conhecer em Zurique

O que fazer em Bruxelas:

Foto: Waldomiguez / Pixabay

– Bairro Europeu

Essa região tem áreas verdes como o Parque de Bruxelas, o Leopold e o do Cinquentenário, e também o Parlamento Europeu, que é composto por diferentes prédios. O complexo tem uma exposição aberta ao público com a história da formação do bloco bem como de suas nações, realçando a diversidade cultural e a dinâmica do tratado que gere as relações entre os países membros.

– Atomium

O cartão postal da cidade é um prédio parece com arquitetura que remete uma estrutura molecular. Aqui cada esfera é uma sala com uma exposição e as ligações entre elas são feitas por escadas-rolantes. Construído originalmente em 1958 como uma obra temporária, acabou ficando e hoje é um dos principais cartões postais da capital da Bélgica.

– Palácio Real

Esse prédio é a sede da monarquia da Bélgica mesmo tendo sido habitado pela última vez pela realeza há séculos. A construção começou no início do século XIX e não foi moradia da família real por muito tempo. Hoje o local abriga ministérios e escritórios do governo e fica aberto para visitações de 21 de julho até o setembro.

– Centre Belge de Bande Dessinée

Esse é um espaço dedicado a histórias em quadrinhos. A Bélgica é um país de destaque na produção desse estilo e é responsável por criações como o jornalista Tintim e os pequenos Smurfs.

– Parque do Cinquentenário

É um dos principais parques da cidade e, além de extensos jardins, conta com o Museu do Cinquentenário, um dos melhores museus do mundo, o  Museu da História Militar, o arco do triunfo e o Palácio do Cinquentenário, construído em 1855 para comemorar os 50 anos da independência do país.

– Basílica do Sagrado Coração

Com seus 89 metros de altura e 167 metros de comprimento, essa é a maior igreja da Bélgica e a 5ª maior do mundo. A construção começou em 1905 para celebrar os 75 anos da independência do país, mas, por causa das guerras do século XX, a finalização só aconteceu em 1971. A grande cúpula esverdeada chama atenção por fora e por dentro, no entanto, a Basílica também se converteu no mirante que oferece a melhor vista da cidade.

Outros lugares para conhecer em Bruxelas:

  • Grand-Place
  • Menneken Pis
  • Parque Mini-Europa
  • Parque de Bruxelas
  • Parque Leopold
  • Museu Nacional de Belas Artes
  • Praça Real, com edifícios históricos
  • Catedral de São Miguel e Santa Gúdula
  • Palácio da Justiça
  • Notre Dame du Seblon
  • Palácio Coudenberg
  • Museu Magritte
  • Museu de Instrumentos Musicais
  • Museu da Cidade
  • Instituto Real de Ciências Naturais
  • Museu Belvue
  • Museu Charlier

Como chegar em Bruxelas:

Foto: Bosmanerwin / Pixabay

De avião
Não existem voos diretos do Brasil para Bruxelas, então o viajante deve fazer escala em outras cidades europeias, o que varia de acordo com a origem a empresa. Por exemplo, a Lufthansa vai levar você primeiro para Frankfurt, a Alitália para Roma e a KLM para Amsterdã.

As companhias aéreas low-cost são uma excelente opção para quem já está em território europeu, havendo voos diretos partindo de diversos locais.

A cidade conta com dois aeroportos, mas tenha preferência pelo Brussels Airport porque daqui saem trens e ônibus para o centro. Já o Charleroi Airport fica mais afastado, cerca de 1 hora de viagem, e as opções de transporte são mais escassas.

De trem
As principais opções saem de países como Inglaterra, Holanda e França com empresas como a Eurostar e a NS.

A cidade possuí 3 estações: a Bruxelles Midi, fica na Av. Clemenceau, mais ao sul da cidade e recebe trens vindos de Paris, Amsterdam, Frankfurt e Londres. A Bruxells Central está localizada sobre o Bulebar de I’mpératrice, bem no centro da cidade e recebe trens vindos da Suíça.

A última, mas não menos importante é a Brussels Nord, que como o próprio nome já diz, está localizada em um ponto mais ao norte de Bruxelas. A estação recebe trens vindo de várias cidades da Alemanha.

Melhor época para visitar Bruxelas:

Foto: Dotnetos / Pixabay

 

No Inverno as temperaturas variam entre 1ºC e 3ºC e quase não ultrapassam os 10ºC. No Verão, as temperaturas máximas médias variam entre 19ºC e 23ºC e as mínimas oscilam entre 12ºC e 14ºC.

A melhor época do para visitar o destino é entre os meses de abril e setembro, quando as temperaturas são mais amenas. Como a chuva é presente ao longo de todo o ano é aconselhável levar na bagagem um guarda-chuva e um casaco impermeável. Se você pretende conhecer Bruxelas entre nos meses de julho e agosto (férias europeia) faça a reserva do seu hotel com antecedência.

Onde se hospedar em Bruxelas:

Encontre hospedagens em Bruxelas aqui.

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com a Latam, MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Quais países exigem visto e passaporte para brasileiros?

Artigo anterior

8 cidades bonitas para visitar na Bolívia

Artigo seguinte

Você pode gostar