A Tailândia é um país com uma cultura completamente diferente da nossa e conta com paisagens naturais de tirar o fôlego. Você pode se aventurar nas ilhas com praias paradisíacas ou então, visitando a região Norte, em Chiang Mai, também é possível conhecer a capital espiritual do país. São dezenas de templos budistas e experiências que te tornarão uma nova pessoa.

Neste artigo, o Thiago Lopez compartilhou um pouco da viagem que fez à Koh Lanta, hospedado no Hotel Pimalai Resort, um pedacinho da Tailândia pouco conhecido e que sem dúvidas, merece ser visitado!

Vista aérea do Hotel Pimalai Resort. Foto: Thiago Lopez

Vista aérea do Parque Nacional de Koh Lanta. Foto: Thiago Lopez

Quando ir para Koh Lanta


Koh Lanta fica localizada na região de Krabi, pertinho de outros destinos super badalados como Railay Beach e Ilhas Phi Phi. A melhor época para visitar esse paraíso vai de janeiro a abril, mas é importante lembrar que essa área é conhecida por ter um clima instável, sendo difícil prever o tempo exato.

Estive em dezembro de 2018 e a previsão que era de chuva todos os dias, errou feio para a minha sorte. Tivemos dias lindos de sol. Em janeiro deste ano, 2019, existe a previsão da passagem de um tufão nesta região, afetando o transporte de centenas de turistas.

Baseado nisso, não me arrisco a prever o tempo nesta região, mas todos os locais comentam que esta é a época com melhor possibilidade de tempo bom. Melhor arriscar na época certa e fugir das chuvas, não é mesmo?

Praias do Parque Nacional de Koh Lanta. Foto: Thiago Lopez

Como chegar em Koh Lanta


Minha opção foi voar até a capital da Tailândia, Bangkok e de lá pegar um voo direto para a cidade de Krabi. Optei pela companhia Vietjet Air, uma low cost e não me arrependi: vôos pontuais e não tive problemas com as malas.

O voo de Bangkok até Krabi dura 1 hora aproximadamente. Existe a Bangkok Airways como alternativa, uma companhia boutique premiada e considerada como uma das melhores da Ásia (já fiz um voo para as Maldivas com ela, inclusive).

Praias em Koh Lanta, na Tailândia. Foto: Thiago Lopez

Como chegar no Pimalai Resort?


Do aeroporto de Krabi até o Hotel Pimalai, você precisa pegar uma van disponibilizada pelo hotel, para chegar até um porto onde se pega um barco. Depois disso é se preparar para chegar no paraíso. A viagem de van dura em torno de 40 minutos e de barco também, num trajeto com mar calmo e lindas vistas da região.

Piscina de borda infinita do Pimalai Resort. Foto: Thiago Lopez

Acomodações no Hotel Pimalai Resort


Existem vários tipos de acomodação no Hotel Pimalai. Eu fiquei numa vila com piscina privativa e vista para o pôr do sol com um visual de cair o queixo, mas também existem opções mais econômicas com quartos no meio da floresta integrados à natureza e tão confortáveis quanto.

Vista aérea do Hotel Pimalai Resort. Foto: Thiago Lopez

Vistas aéreas dos quartos integrados à natureza no Hotel Pimalai. Foto: Thiago Lopez

Atividades no Pimalai Resort


O Hotel Pimalai conta com 2 piscinas de borda infinitas incrivelmente lindas, tendo a principal mais de 50 metros de extensão e vista privilegiada para o pôr do sol.

O hotel está localizado numa área extensa de floresta, sendo necessária a locomoção com carros do próprio hotel. Achei o serviço de deslocamento bem rápido: bastava ligar na recepção e em poucos minutos eles vinham me buscar.

O hotel conta basicamente com 3 restaurantes: o principal com comida ocidental (Seven Seas restaurant – com pratos principais a partir de 60 reais), um restaurante com comida típica tailandesa (Spice N Rice) e o restaurante de praia chamado Rak Talay Beach.

Nos dois primeiros é possível ainda tomar o café da manhã: eu achei o ocidental com a vista mais bonita por estar localizado numa área mais alta dentre eles. A estrutura do hotel é muito grande, incluindo bares nas piscinas, spa, quadra de tênis, academia, livraria e ainda a própria praia privativa com quase 1 km de extensão.

Essa é a piscina principal do Pimalai Resort. Foto: Thiago Lopez

Esse entardecer dispensa comentários. Foto: Thiago Lopez

Passeio pelo Parque Nacional de Koh Lanta


Esse passeio durou o dia inteiro, com saída do hotel por volta das 9h da manhã. O passeio foi feito num grupo de 15 pessoas e custou 250 reais aproximadamente, com o almoço já incluído. Visitamos o Parque Nacional de Koh Lanta, com paradas para fazer snorkel e visitar algumas praias da região.

A visita na caverna Morakot merece destaque, no local existe uma praia privativa que só pode ser acessada através da própria caverna, acessível na maré baixa.

Embarcando para o Parque Nacional Koh Lanta. Foto: Thiago Lopez

Vai um mergulho aí? Esse é o Parque Nacional Koh Lanta. Foto: Thiago Lopez

Preços e valores médios da diária


A depender da época, você pode encontrar acomodações no Hotel Pimalai a partir de 1.200 reais a diária. É Importante ressaltar que achei justo o preço dos restaurantes, assim como dos passeios oferecidos pelo hotel.

Fiquei apenas 3 dias nesta região e se pudesse, ficaria mais. Junto com Railay Beach e as Ilhas Phi Phi, posso assegurar que Koh Lanta também merece uma visita com o benefício de ser relativamente perto destas outras ilhas tão famosas. E vocês, que outras regiões da Tailândia indicam pra gente?

Hotel Pimalai Resort, na Tailândia. Foto: Thiago Lopez

Pimalai Resort, uma hospedagem surpreendente na Tailândia. Foto: Thiago Lopez

» 80 ilhas paradisíacas para conhecer ao redor do mundo
» Hotel One and Only Reethi Rah: uma experiência inesquecível nas Maldivas
» 5 praias imperdíveis para conhecer na Tailândia

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Praia com areia semelhante a pipoca faz sucesso na internet

Artigo anterior

12 lugares lindos para voar de balão no Brasil

Artigo seguinte

Você pode gostar