Decisão de fechar a ilha em 2020 foi tomada após o furto de mais de 40 dragões-de-komodo, maior lagarto do mundo e alvo de contrabandistas

A partir de 2020 não será mais permitida a entrada de turistas na exótica Ilha de Komodo, na Indonésia. A decisão foi tomada após o furto de mais de 40 dragões-de-komodo, espécie endêmica do sudoeste do país, alvo de contrabandistas.

A paralisação temporária foi necessária para uma tentativa de aumentar a população desses animais, além de preservar seu habitat. Este é um assunto que vem sendo debatido pelas autoridades locais desde o início de 2019 e, em abril, a decisão foi finalmente anunciada pelo porta-voz da província de Sonda Oriental, Marius Jelamud, e pelo Ministério do Meio Ambiente do país.

Foto: Pixabay

De acordo com o jornal local Tempo, os traficantes que roubaram os animais faturaram o equivalente a R$134,8 mil com cada dragão. A mesma publicação também divulgou que a ilha deverá permanecer fechada por pelo menos 12 meses a partir de janeiro do próximo ano.

Contrabando na Ilha de Komodo


Os dragões-de-komodo são constantemente comparados a dinossauros devido a sua semelhança com o gigante animal pré-histórico. Essa espécie de lagarto, que é a maior do mundo, pode chegar a três metros de comprimento e pesar mais de 100 quilos.

Foto: Pixabay

Com uma mordida altamente venenosa, estes animais são visados por contrabandistas para a criação de antibióticos. Autoridades da Indonésia informaram que, além dos dragões, outros animais da ilha também estão sendo contrabandeados, como gado selvagem, cacatuas e outras aves.

Foto: Pixabay

A Ilha de Komodo faz parte de um arquipélago que pertence ao Parque Nacional de Komodo, onde atualmente vivem cerca de 5.700 dragões, segundo a UNESCO. Existem ainda duas outras grandes ilhas no local que podem ser visitadas e que devem continuar recebendo turistas.

» Cruzeiros de luxo desbravam as belezas do Extremo Oriente
» 27 lugares surpreendentes onde a natureza predomina
» 5 ilhas paradisíacas para conhecer na Ásia
» Bahrein terá maior parque subaquático do mundo com avião submerso

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Veja as 6 cidades mais bonitas para visitar nas Bahamas

Artigo anterior

Menino de 12 anos foge de casa, burla segurança e voa de Curitiba a SP

Artigo seguinte

Você pode gostar