O Parque Nacional da Serra da Capivara abriga a maior concentração de pinturas rupestres do mundo. A região também tem paisagens únicas, com cânions, chapadas e formações rochosas curiosas

O Parque Nacional Serra da Capivara, no sertão do Piauí, bate alguns recordes pouco comentados no Brasil: a área abriga a maior concentração de sítios pré-históricos das Américas e a maior concentração de pinturas rupestres no mundo: são mais de 1200 sítios arqueológicos e mais de 30 mil pinturas encontradas pela região.

Os vestígios encontrados no Parque Nacional Serra da Capivara ajudaram a reescrever a história do homem no continente americano e a importância histórico do local recebeu o título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO. Apesar de sua grande importância na história mundial, o destino segue desconhecido pela maior parte dos brasileiros.

Situado no sudeste do Piauí, o Parque Nacional da Serra da Capivara abrange 13 municípios e alguns povoados do estado. São Raimundo Nonato, João Costa, Brejo do Piauí, Coronel José Dias e o Sítio do Mocó, são as principais bases dos turistas que buscam conhecer os mistérios e atrativos da região.

O Parque Nacional da Serra da Capivara é constituído por 4 serras (Serra da Capivara, Serra Branca, Serra Talhada e Serra Vermelha) com ambientes e paisagens distintas, que abrigam sítios arqueológicos, formações rochosas curiosas, mirantes naturais, trilhas e espécies da fauna e flora tipicas da caatinga. Todas elas oferecem circuitos turísticos aberto para visitação.

O local também concentra o maior conjunto de pinturas rupestres do mundo, com mais de 30.000 ilustrações encontradas em pedras, grutas e paredões rochosos entre as serras do parque. As pinturas rupestres encontradas na Serra da Capivara retratam detalhes das antigas sociedades que ocuparam a região, mostrando animais, cenas de caça, luta, dança e a vida cotidiana de nossos ancestrais.

Além disso, também foram encontraram ossadas como a do crânio Zuzu, um humano com mais de 8.000 anos de idade, fósseis da megafauna e objetos utilizados pelos nossos antepassados.

A paisagem geológica do parque é outra atração à parte. Montanhas, vales, cânions e chapadas promovem vistas impressionantes da região. A área é coberta pela Caatinga com vegetação predominante composta por cactos, bromélias e espécies espinhosas, mas é possível observar árvores típicas da Mata Atlântica como a Gameleira e Embaúba. Essa diversidade de biomas é a herança deixada pela própria natureza da região, que já teve um bioma tropical a milhares de anos atrás.

No mês de julho acontece a Ópera da Serra da Capivara, um evento multicultural com apresentações de dança, shows de música, jogos de luzes e vídeos explicativos que contam histórias da região.

História da Serra da Capivara


Foto: Gustavo Albano

As pinturas foram apresentadas ao mundo logo depois da chegada da Dra. Niède Guidon, arqueóloga brasileira, que chegou em São Raimundo Nonato em 1973, atraída por algumas fotografias apresentadas pelo prefeito do município na época. Com ajuda de moradores, Niède ampliou as descobertas, até que em 1975 montou uma equipe de cientistas e auxiliares para voltar a região e realizar escavações mais amplas.

Após 10 anos de trabalho, a equipe encontrou ossos, peças de cerâmica, pedras lascadas e restos de fogueiras, que foram estudadas e revelaram que o homem viveu na região a cerca de 50.000 anos atrás, contrariando a tese de que os primeiros homens teriam chegado à América pelo estreito de Bering, por volta de 35 mil anos atrás, quando uma “ponte de gelo” natural possibilitou a travessia dos homens da Ásia para o continente americano.

As descobertas encontradas em São Raimundo Nonato foram noticiadas nos principais jornais do mundo, criando uma segunda hipótese da chegado do homem no continente americano. A primeira é que o homem tenha atravessado o estreito de Bering muito antes do que se calculou, ou então, que outras tribos tivessem cruzado o Oceano Atlântico até o Nordeste do Brasil.

Esses vestígios podem ser conferidos no Museu do Homem Americano, em São Raimundo Nonato, e no mais novo espaço dedicado a história da região: o Museu da Natureza, localizado bem em frente a entrada do Parque Nacional, no Sítio do Mocó, um pequeno povoado pertencente ao município de Coronel José Dias.

O que fazer na Serra da Capivara


Foto: Gustavo Albano

Baixão da Pedra Furada

É o circuito mais visitado do Parque Nacional, devido as escavações e estudos realizados na região que demonstraram que o abrigo foi utilizado pelo homem pré-histórico há cerca de 50.000 anos. O circuito também abriga duas atrações icônicas do destino: a Pedra Furada e a Toca do Boqueirão da Pedra Furada.

Toca do Boqueirão da Pedra Furada

Considerada a Capela Sistina da Serra da Capivara, a Toca do Boqueirão da Pedra Furada é o maior sítio arqueológico do parque, contendo cerca de 1.000 pinturas rupestres, datadas entre 3.000 e 12.000 anos.

As descobertas arqueológicas da região motivaram a Dra. Niède na criação do Parque Nacional da Serra da Capivara e da Fundação Museu do Homem Americano.

Museu do Homem Americano

O Museu do Homem Americano reúne cerca de 90 peças encontradas nos sítios arqueológicos da região. O espaço fica na cidade de São Raimundo Nonato e tem exemplares valiosos como ossadas, seixos queimados em fogueira, objetos utilizados por civilizações pré-históricas e fragmentos de cerâmica com mais de 8.000 anos. Uma ótima oportunidade de conferir um pouco mais dos mistérios e tesouros que a Serra da Capivara tem.

Desfiladeiro da Serra da Capivara

O circuito passa por um enorme cânion entre a Serra da Capivara com diversas paradas para explorar mais de 10 sítios arqueológicos. O trajeto abriga alguns dos sítios mais importantes da área protegida e abriga a primeira toca visitada pela Dra. Niéde Guidon na década de 70.

Além dos sítios pré-históricos, o Desfiladeiro da Capivara também oferece trilhas à atrativos naturais surpreendentes como o Mirante Baixão da Vaca e a Toca do Inferno, uma gruta escondida entre os paredões rochosos, com formações geológicas impressionantes.

Sítio do Meio

O Circuito Sítio do Meio abriga pinturas belíssimas espalhadas pela cuesta dos paredões rochosos rodeados por vegetação, que pode ser combinado a uma caminhada até o mirante Ponta da Pedra, com vista panorâmica para a Pedra Furada e região.

Baixão das Mulheres

O Baixão das Mulheres tem acesso pelo povoado do Sítio do Mocó e possibilita a realização de travessias entre os cânions da Serra Talhada. O local também abriga alguns sítios arqueológicos com pinturas rupestres, com destaque para os sítios Baixão das Mulheres I e II, Roça do Clóvis e Toca dos Coqueiros. No sítio Toca dos Coqueiros, foi descoberto um esqueleto humano com mais de 9.000 anos, que está exposto no Museu do Homem Americano.

Serra Branca

O circuito da Serra Branca possuí trilhas com baixo grau de dificuldade e abriga pinturas importantes que representam cenas de caça e guerra. Entre os sítios mais visitados estão o Toca do Vento, a Toca do Veado, a Toca do Pica-Pau e a Toca do Conflito.

Serra Vermelha

A Serra Vermelha abriga a maior biodiversidade do interior nordestino. A área tem cerca de 120.000 hectares onde se encontram três Biomas: a Mata Atlântica, o Cerrado e a Caatinga. O circuito é muito procurado por perfis mais aventureiros, que buscam conhecer mirantes e trilhas mais selvagens.

Serra das Confusões

A Serra das Confusões é uma das atrações fora do Parque Nacional da Serra da Capivara que podem ser acessados à partir de São Raimundo Nonato. A Serra das Confusões faz parte da área protegida de uma Parque Nacional que leva o mesmo nome, localizado no município de Caracol, a 90 km de Serra da Capivara.

O parque oferece atrativos naturais belíssimos como grutas, cavernas e formações rochosas milenares.

Baixão das Andorinhas

O Baixão das Andorinhas é uma das atrações da Serra Vermelha e marca o local exato de onde as andorinhas fazem sua revoada pelo entardecer: um espetáculo inesperado no meio da caatinga. O fenômeno pode ser conferido todos os dias pontualmente às 18hrs.

Trilha do Hombu

A trilha do Hombu possibilita uma caminhada imperdível entre terrenos com diferentes biomas e microclimas. O circuito conta com trilhas de diversos graus de dificuldade, que conduzem a sítios pré-históricos como a Toca da Invenção, a Toca da Pedra Caída e a Toda da Ema do Sítio do Brás. Os mais aventureiros ainda podem optar em conhecer um imponente mirante, que só pode ser acessado através de uma escada cravada em uma fenda.

Baixão das Canoas

O mirante do Baixão das Canoas está próximo da área demarcada como fronteira do Parque Nacional e possuí acesso autoguiado. Para chegar até a atração, é necessário percorrer a BR-020 até a entrada para estrada de terra (sinalizada por uma placa com o nome da atraçã) que conduz até o miranete. De lá é possível contemplar uma vista panoramica da Serra Vermelha e das formações rochosas da região.

Outros lugares para conhecer na Serra da Capivara:

⦁ Grotão da Esperança
⦁ Caldeirão do Rodrigues
⦁ Baixão do Perna
⦁ Varedão do Estevão
⦁ Canoas
⦁ Toca da Janela da Barra do Antonião

Guias e ingressos na Serra da Capivara


Foto: Gustavo Albano

O acesso para o Parque Nacional da Serra da Capivara só pode ser feito acompanhado de um guia credenciado pela FUMDHAM e pode ser visitado das 6 às 18 hrs.

Os guias podem ser contratados em agências de passeios e na própria portaria do parque. Cada condutor pode auxiliar um grupo de até 8 pessoas e os valores cobrados são tabelados pela própria Fundação.

Solicitações de grupos de estudantes em atividades de educação ambiental e casos semelhantes devem ser solicitadas pelo e-mail: [email protected] ou pelo telefone (89) 3582-2085.

O parque oferece e circuito acessíveis para quem possui dificuldades de locomoção, porém existem trilhas de difícil acesso, indicadas apenas para quem tem um bom condicionamento físico.

Cidades na Serra da Capivara


Foto: Gustavo Albano

São Raimundo Nonato

São Raimundo é a cidade que oferece maior estrutura aos visitantes que desejam conhecer o parque com maior diversidade de opções hoteleira e gastronômica. O município está a apenas 25 km de distância da reserva e abriga outras atrações importantes do destinos como o Museu do Homem Americano, a Loja de Cerâmicas da Serra da Capivara e o Alto da Cruz, um mirante no centro da cidade, onde é possível observar a cidade do alto e as montanhas que circulam a região.

Coronel José Dias

Apesar da Serra da Capivara estar associada ao município de São Raimundo Nonato, Coronel José Dias abarca uma área maior da unidade de conservação e está mais próximo das guaritas que protegem a área. Apesar de estar muito mais próximo das principais atrações da Serra da Capivara, a cidade não oferece estrutura turística.

Sítio do Mocó

O Sítio do Mocó é um pequeno povoado pertencente ao município de Coronel José Dias. Apesar de pequeno e de não possuir hotéis e restaurantes grandes, essa é uma ótima pedida para quem deseja despertar aos pés das montanhas da Serra Talhada e conhecer algumas atrações de forma mais independente. Para se hospedar a opção é a Pousada e Camping Pedra Furada, com estrutura rustíca, mas bem aconchegante. O camping está localizado ao lado da igreja principal.

Como chegar na Serra da Capivara


Foto: Gustavo Albano

De avião

Os aeroportos mais próximos de São Raimundo Nonato ficam na capital do estado e na cidade de Petrolina, no estado vizinho de Pernambuco. O Aeroporto de São Raimundo Nonato não recebe voos domésticos, apenas aviões fretados de médio e pequeno porte.

De carro

De Teresina / PI | Saindo da capital piauiense, o acesso é feito pela BR-316. Em seguida continue pela BR-343 até o município de Floriano, para a BR-230, depois seguir pela PI-140 e continuar na BR-324 até São Raimundo Nonato (rota com 520 km).

De Petrolina / PE | A partir de Petrolina, siga pela BR-235 até Remanso, na Bahia, e continue pela BR-324 até São Raimundo Nonato. Após a cidade de Remanso, há cerca de 40 km de estradas não asfaltadas (rota com 303 km no total).

De ônibus

De Teresina / PI | Os ônibus fazem saídas diárias, três vezes ao dia, a partir do Terminal Rodoviário de Teresina.
Terminal Rodoviário Governador Lucídio Portella
Rodovia Gov. Lucídio Portella, s/nº, Bairro Redenção
Tel: (86) 3229-9047 / 3229-9048

De Petrolina / PE | Os ônibus via Petrolina também saem diariamente, mas apenas uma vez ao dia, a partir do Terminal Rodoviário de Petrolina.
Terminal Rodoviário Governador Nilo Coelho
Avenida Nilo Coelho, s/nº, Bairro Gercino Coelho
Tel: (87) 3862-3200

Como circular pela Serra da Capivara


Foto: Gustavo Albano

A melhor maneira de circular pela Serra da Capivara é utilizando transporte próprio. Apesar do parque estar próximo de São Raimundo Nonato, todas as atrações estão relativamente distantes para ir a pé e a região não oferece transporte público até o parque nacional.

Uma alternativa para quem chega na região sem carro próprio é utilizar os serviços das agências de turismo, procurar um guia com carro próprio ou alugar um veículo.

Melhor época para visitar a Serra da Capivara


Foto: Gustavo Albano

A área de preservação está inserida em pleno sertão piauiense, então prepare-se para dias quentes e secos. As estações nesse pedaço do Brasil são bem definidas e podem ser divididas em apenas dois períodos: verão, época onde as temperaturas chegam em seu nível máximo, e inverno, quando a região é regada pelas chuvas que passam entre os meses de dezembro a maio.

Onde ficar na Serra da Capivara


Foto: Gustavo Albano

O município de São Raimundo Nonato é a base mais popular entre os turistas. A cidade não oferece muitas opções de hospedagem, mas é possível encontrar lugares aconchegantes. Entre as opções mais buscadas está a Pousada Zambelê, no centro da cidade, e a Pousada Progresso.

Outra opção mais próxima do Parque, porém com menos infraestrutura para turismo é a cidade de Coronel José Dias e o Povoado do sítio do Mocó. Nossas indicações são as opções rústicas da Cooperativa Cerâmica Serra da Capivara e o Camping Pedra Furada.

» Parque Nacional da Serra da Capivara ganha Museu da Natureza
» Onde ficar na Serra da Capivara: Sítio do Mocó ou São Raimundo Nonato
» Povoado Sítio do Mocó: porta de entrada do Parque Nacional Serra da Capivara

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

8 lugares imperdíveis para conhecer em Minas Gerais

Artigo anterior

Praias do litoral oeste cearense

Artigo seguinte

Você pode gostar