Veja de perto como é a produção do queijo mais famoso do Brasil em visitas às fazendas da região

O turismo na Serra da Canastra é muito forte no que diz respeito à área ecológica: são quilômetros e mais quilômetros de paisagens incríveis para serem desbravadas, mais de 50 cachoeiras, animais em abundância e uma vegetação que mescla Mata Atlântica e o começo do Cerrado.

Mas não há como negar a importância do queijo nesse cenário. E afirmamos seguramente: quem vai a esse destino sem visitar ao menos uma fazenda produtora do Queijo Canastra definitivamente precisa voltar e refazer o roteiro.

Foto: Divulgação

Aliás, mais do que meras produtoras locais, essas fazendas são verdadeiras escolas para quem aprecia a vida no campo, ecologia e produtos artesanais. Abaixo, conheça um pouco sobre três delas:

Fazenda Capão Grande


Fazenda Capão Grande está localizada a aproximadamente 4 km do centro de São Roque de Minas, principal município da Serra da Canastra e se orgulha de estar na terceira geração de uma produção familiar.

O casal Solange e Carlos Henrique, junto ao filho Gustavo Henrique, recebe os visitantes de braços abertos, sempre com um cafezinho mineiro e um bom Queijo Canastra para degustação. Para grupos a partir de 8 pessoas ainda servem um farto café da tarde com suco, iogurte, bolo, doce de leite, pão de queijo e outras iguarias típicas da receptividade mineira, mas é preciso agendar com antecedência e, no caso do café da tarde, consultar valores.

Ah, e não para por aí: a recepção é feita pelos simpáticos cachorros da família, seguida por um tour pelo processo de produção e muita conversa boa.

Fazenda Roça da Cidade

Foto: Divulgação

Em sua quinta geração, tendo como produtor João Leite e seu filho, a Fazenda Roça da Cidade mantém o foco 100% na produção de queijo e o amor extremo pelo produto (não é à toa que levam leite até no nome, observação feita pelo próprio João).

O agendamento antecipado da visita é recomendado, principalmente para grupos (não deixe de perguntar pelo café da tarde também), para que a equipe possa receber com calma e atenção. Quer entender como é o processo de ordenha e toda a produção? Sempre terá alguém para te explicar (e quem sabe te deixar ficar em meio aos bezerros para fazer um carinho neles, não custa tentar).

Se der sorte, o próprio João Leite cuidará dessa explicação contando também um pouco de sua própria história: ele é o responsável pelo Queijo Canastra ser o que é hoje, e 1 hora de conversa com ele ainda é pouco, tamanho o ensinamento que tem para passar. E por falar nisso, é dele que partiu a ideia de criar a primeira escola de mestres queijeiros do país, a ser inaugurada em 2019.

Estância Capim Canastra


Foto: Divulgação

Também pertinho do centro de São Roque de Minas, como as fazendas acima, a Estância Capim Canastra está sob o comando do Guilherme, visionário não só em relação ao queijo, mas também em relação à criação de eventos para promover e enaltecer a beleza do turismo na Serra da Canastra.

Voos de balão na região? Passeios que duram 24 horas e permite conhecer tudo em um “tour 360º”? Festival do Fusca? Tudo tem a participação dele. E quanto ao queijo que produz, basta dizer que foi o primeiro a ganhar ouro em uma premiação na França e hoje é utilizado em cozinhas de chefs renomados, como Henrique Fogaça, jurado do programa MasterChef.

A visita simples não precisa de agendamento, é só chegar e se surpreender com cada detalhe encantador da propriedade, mas se quiser uma refeição por ali é preciso agendar. Nesse caso, não deixe de pedir para servirem como sobremesa o “peti gatô da roça” (petit gateau), criação local à base de pamonha e sorvete de milho. Genial!

Ainda em 2019 será criado um tour guiado, que exigirá agendamento e permitirá que o visitante conheça mais de perto os processos, como a preservação dos queijos na “caverna” da fazenda e a ordenha. E por falar nisso, outro detalhe bacana: cada vaca tem um nome super fofo e criativo, e obedece a ele como um animal de estimação.

Complementando o turismo na Serra da Canastra


Além das fazendas da Serra da Canastra é indispensável que você se prepare para conhecer outros pontos importantes no que diz respeito ao turismo na região, como a parte alta e a parte baixa do parque, restaurantes e muito mais. As cachoeiras são outra atração a parte, falamos um pouco delas nesse outro artigo “Cachoeiras da Serra da Canastra, saiba quais conhecer“.

Se estiver com dúvidas sobre o que visitar, peça auxílio para a equipe do hotel escolhido para criar o roteiro perfeito. Nossa dica é o Hotel Chapadão da Canastra, que auxilia na criação de roteiros personalizados, disponibiliza guias e se coloca à disposição para ajudar em literalmente qualquer dúvida ou dificuldade que os hóspedes venham a ter, sempre com muita dedicação e receptividade mineira.

+ info:

Hotel Chapadão da Canastra
Rua Benjamin Constant, 10 – São Roque de Minas
37 3433 1267 | 37 3433 1526 | 37 9 9911 5852 (WhatsApp)
E-mail: [email protected]
Reserve aqui.

» Onde comer na Serra da Canastra
» Cachoeiras da Serra da Canastra: quais você deve conhecer
» Como ir para a Serra da Canastra partindo de São Paulo
» Onde se hospedar na Serra da Canastra

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Cachoeiras da Serra da Canastra: quais você deve conhecer

Artigo anterior

Onde se hospedar na Serra da Canastra

Artigo seguinte

Você pode gostar