Dubai é conhecida mundialmente por suas construções grandiosas, seus hotéis luxuosos e pelas paisagens urbanas que surgem como miragem no meio do deserto. A Gisela, do perfil @giselacarvalho ficou 5 dias no mais importante centro comercial e turístico na região do Golfo, e relata sua experiência na cidade.

Quando ouvia falar em Dubai, o primeiro pensamento que me vinha eram os famosos arranha-céus, e eles são de fato uma grande atração da cidade, mas Dubai vai muito além disso.

Foto: @giselacarvalho

Como chegar em Dubai


Existem diversas companhias aéreas com voos para Dubai. Optamos pela Emirates para aproveitar a oportunidade e voar no maior avião comercial do mundo, o A380, num voo direto de Guarulhos. Mas existem opções infinitas vezes mais baratas.

A dica é: escolha seu assento em uma janela do lado direito do avião. De dia ou à noite, a chegada à cidade é um verdadeiro city tour, e já te faz ficar empolgado com o que virá pela frente, antes mesmo de pousar. O avião passa bem próximo ao grandalhão Burj Khalifa e também em cima da Palmeira (talvez a sua única oportunidade de vê-la de cima), é fantástico!

Quando ir para Dubai


Sem dúvida a melhor época é o “inverno” (que de frio não tem nada), de dezembro a março. Dezembro e janeiro são meses mais cheios, então decidimos pelo mês de março e acertamos na escolha. Dias lindos de sol e temperatura muito agradável, céu azul e vento fresco, com temperatura média de 23°C. No verão dizem ser insuportável, muitas vezes passa dos 40°C.

Obs: É importante verificar a época do Ramadã e evitá-la.

Onde se hospedar em Dubai


As opções de hotéis são infinitas, e para todos os bolsos e gostos. Eu particularmente acredito que vale a pena investir em um hotel bacana, eles são uma atração à parte em Dubai. Escolhi o novíssimo Canal Central, inaugurado há menos de 1 ano. Um 5 estrelas com excelente localização, bem central, e com vista pro prédio mais alto do mundo. É bom lembrar que Dubai é uma cidade MUITO cara, portanto até mesmo um hotel mais simples, vai custar bem mais caro que um hotel simples no Brasil.

Foto: @giselacarvalho

Foto: @giselacarvalho

Foto: @giselacarvalho

Foto: @giselacarvalho

Visto


Brasileiros podem entrar, sair e circular livremente pelos respectivos territórios por um período de até 90 dias a cada 12 meses, sem burocracia ou pagamento de taxas

 Como se locomover


O táxi em Dubai é barato e fácil de pegar estando na rua, então foi a nossa escolha. Estávamos em família, em um grupo de 7 pessoas, e pegávamos sempre um táxi no estilo minivan que acomodava todos nós. Saiu super em conta.

Moeda


A moeda local é o DIRHAM (AED), mas o dólar é bem aceito em muitos estabelecimentos. Levamos tudo em dólar e fizemos o câmbio para dirham lá.

*É bom pesquisar a cotação do dólar nas casas de câmbio de lá antes de ir.

O que fazer em Dubai


Dubai, ao contrário do que eu pensava, possui inúmeros atrativos. Ficamos 5 dias inteiros e talvez valeria ter ficado mais 1.

Salto de paraquedas

O primeiríssimo e que considero imperdível para os mais corajosos é o salto de paraquedas em cima da Palmeira. Das experiências mais fantásticas da vida! Que vista! Que emoção! Fizemos com a SkyDive Dubai e custou 2.200 dirhams por pessoa (cerca de R$ 2.356,00), já com fotos e vídeo incluídos. Acredite, vale cada centavinho! Além da experiência em si, a empresa é extremamente organizada e pontual, fiquei impressionada com a estrutura do local. É importante agendar com antecedência através do site deles (metade do pagamento é feito no ato da reserva).

Agende o salto para os primeiros dias da sua viagem, pois caso seja cancelado por mau tempo (e isto acontece com frequência) você ainda terá alguns dias pela frente para tentar reagendar.

No verão eles fecham por cerca de 3 meses por conta da condição climática não favorável ao salto. Mais um motivo para você não ir à Dubai no verão. rs.

Foto: @giselacarvalho

Miracle Garden

um lindo e enorme jardim com personagens da Disney, ursos, e até avião todo feito de flores e folhas, lindíssimo! Valor: 50 dirhams por pessoa.

Foto: @giselacarvalho

Dubai Mall

O maior shopping do mundo. Por mais que você não pretenda gastar seu tempo em shopping, acredite, você vai acabar lá algumas vezes. rs. Muitas das atrações têm entrada por dentro dele e outras ficam nos seus arredores. Fomos umas 4 ou 5 vezes e ainda assim não conhecemos o shopping todo, é uma coisa de outro mundo de tão grande! Lá você encontra as principais lojas do mundo todo, mas não se engane, os preços não são nada atraentes.

Dubai Aquarium

O maior aquário do mundo fica dentro do Dubai Mall e a sua maior parte pode ser avistada gratuitamente pelo lado de fora. Se você nunca tiver visitado um áquario antes, sem dúvida vale entrar. Caso contrário, a parte externa já é o suficiente. Valor: 170 dirhams por pessoa.

Dubai Fountain

Fica no Burj Park (acesso pelo Dubai Mall também). O show das águas dançantes acontece todos os dias de 30 em 30 minutos, a partir das 18h. Assistimos algumas vezes, já que cada apresentação é com uma música diferente, mas a mais impactante foi a primeira, com Skyfall, da Adele, tocando. Cheguei a me emocionar de tão lindo!

Foto: @giselacarvalho

Dubai Marina

O local é bem bonito e agradável para passear. Possui diversos restaurantes e também um shopping.

Foto: @giselacarvalho

Gold Souk

O mercado de ouro fica na Antiga Dubai, bem afastado da cidade, e vale a visita. Deixe para comprar ouro, lenços, souvenirs etc, neste mercado. É bem mais barato do que em qualquer outro lugar da cidade. Obs: neste mercado em especial, é recomendável para as mulheres irem de calça ou vestido longo e ombros cobertos. Ouvi diversos relatos de mulheres que se sentiram constrangidas pelos olhares masculinos por estarem de short/saia ou ombro de fora.

Foto: @giselacarvalho

Atlantis The Palm

O famoso e maravilhoso hotel fica localizado na Palmeira e possui um parque aquático e beach club próprios. Optamos por passar o dia no beach club, Nasimi Beach, e foi delicioso! Água verdinha, calma e gelada. rs. Pedimos vinho rosé (que só pode ser vendido/servido após o meio dia) e passamos a manhã curtindo a praia. Valor: 150 dirhams de consumação pros homens (mulheres não pagam).

Foto: @giselacarvalho

Foto: @giselacarvalho

Burj Khalifa

Subir no prédio mais alto do mundo (160 andares) é passeio obrigatório. A entrada é por dentro do Dubai Mall e existe a opção de subir até o observatório do 124° e 125° andares (a partir de 140 dirhams) ou até o 148° andar (a partir de 370 dirhams). Escolhemos a primeira opção e acredito ter sido o suficiente, é tão alto que 20 andares a mais não fariam tanta diferença. rs. Fomos ao entardecer e esperamos para assistir ao pôr-do-sol lá de cima, bem bonito. Esse é o horário mais concorrido (e também mais caro – 205 dirhams), portanto é importante fazer reserva através do site deles com antecedência, pois as vagas são limitadas . Existe a opção de jantar no restaurante deles também com direito ao observatório.

Foto: @giselacarvalho

Dubai Frame

Uma moldura de 150 metros, incrivelmente linda! A entrada custa 50 dirhams e dá direito a subir e andar sobre seu piso de vidro. Lá de cima é possível ver a Antiga Dubai de um lado e a Nova Dubai do outro, um contraste muito interessante.

Foto: @giselacarvalho

Burj Al Arab

O único hotel 7 estrelas do mundo. Para conhecê-lo, somente fazendo reserva em um dos seus restaurantes. O mais barato seria um brunch, que sairia em torno de 500 dirhams por pessoa. Sendo assim, optamos por vê-lo apenas por fora, visitando a sua praia pública.

Foto: @giselacarvalho

Arabian Tea House

O Arabian Tea House restaurante de comida local bem tradicional, e pra lá de charmoso. Comida deliciosa e atendimento nota mil! A sugestão é pedir várias mini porções de diferentes pratos, para provar de tudo um pouco.

Foto: @giselacarvalho

Foto: @giselacarvalho

Desert Safari

Esse foi o passeio mais esperado da viagem. Fomos com a Arabian Adventures e amamos! Você reserva através do site, escolhe o dia e horário e eles te buscam no hotel, num 4×4, e levam para o deserto. O passeio começa com um rally bem divertido nas dunas, são feitas 2 paradas para apreciar e fotografar o deserto (achei bem corrida esta parte, gostaria de ter tido mais tempo) e depois te levam para o Camp para jantar. Um acampamento maravilhoso, com uma megaestrutura, todo iluminado por tochas, com enormes tapetes persas espalhados pela areia, música local, comida típica deliciosa e bem servida em mesas baixas com muitas almofadas, num clima pra lá de aconchegante. Alguns camelos ficam na parte de fora do Camp para darmos uma voltinha (não dura nem 5 minutos. rs.). Após o jantar assistimos a uma apresentação de dança do ventre e logo após todas as luzes do Camp foram apagadas durante 5 minutos para que pudéssemos apreciar o céu estrelado do deserto, no escuro absoluto. Fantástico! Valor: 290 dirhams por pessoa (com transporte, jantar e bebidas não alcoólicas incluídas).

Foto: @giselacarvalho

Foto: @giselacarvalho

Foto: @giselacarvalho

Burj Park

Passeamos nos arredores do Burj Khalifa, passando pela fonte, Opera de Dubai e Souk Al-Bahar. Um local muito agradável para dar uma voltinha a pé.

Foto: @giselacarvalho

Foto: @giselacarvalho

Ski Indoor

Não fomos, mas acredito ser uma experiência bacana pra quem nunca esquiou.

Passeio de balão no deserto

Também não fizemos esse passeio, por falta de tempo, mas imagino que deva ser lindo

Passeio de barco

Fomos convidados para um passeio de barco pela Hero OdySea mas infelizmente foi cancelado por conta do vento forte no dia e não tínhamos outro dia disponível para reagendar. Ficamos com vontade de fazer para ver Dubai pelo mar (pilotando nosso próprio barco), acredito que seja muito bacana e divertido, mas ficará para a próxima.

Dubai me surpreendeu e muito! A cidade é linda, organizada, segura, limpa e ainda consegue ser charmosa, mesmo com tantas obras por todos os lados (é praticamente impossível tirar uma foto sem que tenha um guindaste aparecendo. rs.). A verdade é que fazer de Dubai apenas um stopover de 1 ou 2 dias é um grande desperdício, a cidade tem muito mais a oferecer.

Aproveitamos a ida e esticamos até Abu Dhabi, onde passamos 2 dias. Mas falarei sobre essa outra cidade, capital dos Emirados Árabes, num próximo post.

Dicas extras


Bebida alcóolica: As bebidas não são vendidas em supermercados ou outros lugares de fácil acesso. Nos restaurantes e hotéis você encontra, mas a preços exorbitantes (no nosso hotel a garrafa de vinho mais barata custava 250 dirhams). Portanto, para quem gosta de beber, talvez valha a pena levar algumas garrafas na mala (existe um limite permitido, é bom verificar com a sua companhia aérea).

Trajes: em Dubai você pode se vestir à vontade, mas é importante levar em consideração a religião e costumes locais. Evite roupas muito curtas/decotadas/muito justas ao corpo. Para as mulheres, uma pashmina na bolsa sempre salva na hora de cobrir os ombros.

Compras: Dubai é uma cidade extremamente cara, acima da média. Com exceção de algumas poucas lojas que estavam em promoção, era tudo bem mais caro que no Brasil. O que valia a pena eram os eletrônicos, que estavam com preços bastante atraentes.

É importante acompanhar o trajeto do taxista pelo seu GPS (e isto vale para qualquer cidade). Em geral não tivemos problemas, mas um dia pegamos 2 táxis separados pro mesmo lugar e um dos motoristas deu uma volta maior com o meu pai. Fui alertada pelo taxista que nos levava, e quando meu pai chegou pagamos apenas o valor que nos havia sido cobrado no outro táxi.

» Dicas de turismo em Dubai
» Conheça a tirolesa gigante de Dubai
» 7 lugares bonitos para visitar nos Emirados Árabes
» Dubai inaugura o lounge mais alto do mundo, com 545 metros de altura

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Seguros Promo.
» Faça o seu visto e antecipe seu passaporte com a Visto Fácil.

Artista japonês viaja por todo o país e usa rota do GPS para pedir namorada em casamento

Artigo anterior

8 motivos para visitar Bariloche no inverno 2019

Artigo seguinte

Você pode gostar