As cidades de Zungoli e Mussomeli estão oferecendo propriedades antigas por apenas 1 euro. Em troca, novo proprietário terá que se comprometer em reformar casas adquiridas. 

Ruelas de paralelepípedos, charmosas casinhas, igrejas e paisagens bucólicas: algumas cidades italianas parecem um verdadeiro refúgio cênico e um lugar perfeito para viver. Mas não é bem assim: para algumas delas é difícil encontrar quem queira, de fato, morar lá.

É por isso que, há algum tempo, pequenos vilarejos italianos promovem a venda de casas antigas e abandonadas por valores irrisórios. Trata-se de uma tentativa de revitalização desses locais, uma solução para o êxodo de antigos residentes que se mudaram para áreas mais urbanas do país.

Vilarejos voltando à vida


Este é o caso de dois vilarejos italianos que estão oferecendo propriedades antigas por apenas um euro. São eles Zungoli, na região da Campânia, no sul da Itália, e Mussomeli, na Sicília, que além do valor tentador também estão com novas estratégias para atrair novos moradores.

Para divulgar as casas à venda, as duas comunas lançaram sites em que possíveis compradores podem ver fotos das propriedades, além de informações e documentos importantes que devem providenciar antes de adquiri-las.

Zungoli lançou a aba Case in Vendita a € 1 em seu site, que atualmente conta com pouco mais de 15 casas à venda (em breve incluirá mais opções). Enquanto isso, Mussomeli lançou o site Case 1 Euro, que tem mais de 100 propriedades aguardando um novo proprietário.

No entanto, algumas exigências e garantias devem ser realizadas por quem quiser adquirir uma antiga casa na Itália pelo valor de um cafezinho. Tanto em Zungoli quanto em Mussomeli, um depósito caução deve ser realizado como antes da compra, além de outras providências.

Foto: Pixabay

Em Zungoli, os compradores devem pagar 2 mil euros (cerca de 8.700 reais) como garantia de reformar a casa adquirida. Já em Mussomeli, o comprador deve providenciar uma reforma na casa em até três anos após a compra, além de um depósito caução de 5 mil euros (aproximadamente 21.900 reais). Há também uma taxa de 400 euros para serviços administrativos a serem pagos após a compra de uma das antigas casas.

De fato, a maior parte das casas à venda na Itália por 1 euro necessita de uma boa reforma – são propriedades que estão vazias há algum tempo e carecem de reparos. No entanto, para compensar, as duas cidades são absolutamente encantadoras.

Foto: Pixabay

Em entrevista à CNN, o prefeito de Zungoli, Paolo Caruso, informou que a transparência também é a chave para ser aprovado como possível comprador. “As pessoas realmente precisam ver por si mesmas a beleza do lugar, saborear a boa comida e respirar o ar fresco do local”, disse. Além disso, o prefeito informou que criou uma força-tarefa especial de jovens voluntários que ajudam os compradores com as reformas, além de empresas de construção conveniadas.

Zungoli e Mussomeli não são as únicas cidades italianas que oferecem casas baratas. Comunas em toda Itália estão oferecendo suas propriedades, contanto que os novos donos se comprometam a cuidar das reformas e devolver a vida a essas pequenas e charmosas cidades.

Foto: Pixabay

» Dicas sobre aluguel de carro na Itália preços e burocracia
» Veja as 12 cidades mais bonitas para visitar na Itália
» 15 cidades históricas para visitar na Europa
» Como conseguir cidadania italiana

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Transfer para fazer compras na Cidade do Panamá

Artigo anterior

Antes e depois: veja como era Roma na época dos imperadores

Artigo seguinte

Você pode gostar