Lugares para conhecer em Marrakech

Popularmente chamada como “Pérola do Sul”, a cidade é a terceira maior do país e já foi eleita o melhor destino turístico da África durante dois anos consecutivos, no World Travel Awards

Foto: Jonny_Joka / Pixabay

A vibrante cidade de Marrakech é o destino mais turístico de Marrocos e apesar de  receber milhares de turistas anualmente vindos de toda parte do mundo, a imensa metrópole ainda preserva sua essência exótica e marcante. Características únicas que foram deixadas de herança pelos diversos povos que viveram nessa região do país como os berberes, mouros, espanhóis e franceses.

Conhecida como “Cidade Vermelha” pelas cores de suas imponentes construções e muralhas, a encantadora Marrakech possui monumentos importantes que retratam o apogeu da cidade no passado. A grande maioria dessas atrações podem ser visitadas na Medina, ou o chamado Centro Antigo da cidade, zona protegida pela UNESCO e incluída na lista de Patrimônio Mundial da Humanidade.

Marrakech é uma das metrópoles denominadas como cidades imperiais – designação dada aos municípios que já foram capitais das antigas dinastias que reinaram no Norte da África, e hoje é o grande centro de economia, cultura e religião do país.

A Praça Jemaa el-Fnaa é o coração da Medina e o principal cartão postal de Marrakech, um ótimo local para iniciar um tour pela cidade. É ao redor dela que estão algumas das principais atrações da cidade como a Mesquita Koutoubia, diversas opções de restaurantes e os famosos souks, uma espécie de mercado de rua onde você pode encontrar todas as especiarias, artesanatos e produtos típicos da cultura árabe.

A parte mais moderna da cidade pode ser conferida no bairro Guéliz, carinhosamente chamado de “Ville Moderne”. O bairro reúne prédios modernos e uma grande variedade de lojas de grifes, restaurantes renomados e grandes redes de hotéis. Uma zona super cosmopolita de Marrakech que pode ser comparada aos grande centros urbanos de qualquer capital europeia. Não deixe de caminhar na Avenida Mohammed V e na Rue de la Liberté, onde estão concentradas ótimas lojas e algumas galerias de arte.

A cozinha marroquina é outra atração à parte. Sabores marcantes revelam uma culinária autêntica e diversificada totalmente elaborada com especiarias e produtos típicos da região.  Um dos pratos típicos associados ao povo marroquino são os cuscuz, a harira, uma sopa tradicional que geralmente é servida de entrada e a tajine, composta por carne de borrego, vaca ou peixe que são cozinhada em um recipiente de barro e acompanhada com legumes, amêndoas e ameixas, e envolvido em canela ou açafrão.

Ao contrário do que muitos turistas que visitam o país acreditam, a língua não é uma barreira para visitar o destino. Por ser mundialmente conhecida e receber muitos estrangeiros, a maioria dos comerciantes de Marrakech falam mais de duas línguas além do árabe e berbere, que são considerados os idiomas oficiais do país.

Leia também:

10 trações imperdíveis para conhecer em Marrakech
Marrocos: dicas de como planejar uma viagem pelo país
Roteiro em Marrocos: conhecendo o sul do país
Ksar Aït Ben Haddou, uma viagem pela história de Marrocos
O que visitar em Casablanca no Marrocos

O que visitar:

Foto: Ggulik / Pixabay

– Praça Jamma El-Fnaa

SItuada dentro da medina da cidade, a Praça Jamma El-Fnna reúne toda a exoticidade do país em só local. Encantadores de serpente, curandeiros, artesãos, macacos, artistas de rua, contadores de história, ambulantes, restaurantes móveis e tendas com produtos típicos, dividem o mesmo espaço, chamando a atenção de todos os visitantes que passam pela cidade.

A praça é simplesmente o Coração da Cidade, e um ótimo local para começar um tour e conhecer outras atrações imperdíveis de Marrakech, como o souk e Medersa Ben Youssef

– Medersa Ben Youssef

Ponto imperdível para observar a fascinante arquitetura marroquina, a antiga construção fundada por Abu el Hassan, teve sua construção finalizada em 1565 e serviu como escola islâmica até 1960. A Medersa Ben Youssef possuí um belíssimo pátio decorada por ladrilhos que formam incríveis mosaicos, deixando a construção incrivelmente detalhada, ainda mais bela. Quem visita a escola também pode algumas da 140 celas que serviam como dormitórios para os estudantes.

– Mesquita da Koutoubia

O gigantesco minarete em tons pastéis e 69 m de altura da Mesquita Koutoubia, pode ser visualizado de diversos pontos da cidade. O mais importante templo de Marrakech, terminou de ser construída em 1158, e está localizada bem em frente a Praça Jamma El-Fnaa.

A construção moura é tão bela, que serviu como inspiração, para outras construções famosas como a a de Servilla, conhecida como Giralda e a Mesquita Hassan, em Rabat. A atração pode ser conferida apenas do lado externo, apenas os praticantes da religião islâmicas podem acessar a parte interna da mesquita.

– Palácio Bahia

Construído no final do século XIX, o majestoso Palácio de Bahia, reúne um conjunto incrível de belas construções interligadas por lindos pátios e jardins. A atração está localizada dentro da medina de Marrakech e durante mais de uma década, foi o grande sonho do sultão Abdelaziz Si Moussa, de construir o palácio mais impressionante de todos os tempos.

O palácio tem 8 hectares com construções que exibem exemplos da arquitetura islâmica e marroquina em todos os seus 150 quartos.

– Jardins Majorell

O jardim está entre os mais belos do mundo, e reúne diversas espécies de plantas raras e exóticas. O espaço foi fundado pelo pintor francês Jaques Majorelle, e serviu de residência de residência para Yves Saint-Laurent e seu companheiro Pierre Bergé.

– Museu de Marraquexe

Localizado no antigo palácio onde morou Mehdi Mnechi, o Museu de Marrakech expõe armas, peças de vestuário , bijuteria Berber cerâmicas, tapetes e outros objetos tradicionais de Marrocos.

– Souks

Os souks são verdadeiros labirintos que reúne os melhores artesanatos do país. Ande sem medo pelas ruelas dedicadas ao comércio local e observe o dia-a-dia dos marroquinos e o belo trabalho feito pelos artesões do país.

Esse é o melhor lugar para fazer compras na cidade, e a regra é simples: pechinchar ao máximo! A arte de pechinchar é quase outra atração nos souks, conversando bastante com os vendedores é possível reduzir o valor de algum objeto até 1/3 do preço oferecido.

Como chegar em Marrakech

Foto: Juan Antonio Segal / Flickr

Não existem voos diretos que conectam o Brasil com o Aeroporto de Menara em Marrakech. A empresa Royal Air Maroc possui voos regulares que saem de São Paulo e Rio de Janeiro até o destino mas fazem escalas em Casablanca. Outra possibildiade é viajar para algum país europeu e de lá seguir em direçao a Marrakech.

Também existe a possibildiade de chegar de carro vindo da Espanha. As travessias são feitas em Ferry Boat e os meios mais comuns são Algeciras-Ceuta e Tarifa-Tanger. Há várias companhias de ferrys rápidos com trajetos que duram entre 35 minutos a 1 hora. Os horários e reserva de bilhetes estão disponíveis através dos seus websites: FRS, Acciona Transmeditarranea e Balearia.

Melhor época para visitar Marrakech

Foto: sachbearbeitung / Pixabay

A diversidade geográfica do país faz com que cada estação do ano tenha climas bem diversificados. A melhor época para visitar Marraquexe é nos meses de Primavera e do Outono quando as temperaturas são amenas. Os dias são normalmente de céu limpo com um calor moderado.

A temporada mais quente é entre os meses junho e agosto, onde os termometros podem chegar a casa dos 40Cº, tornando difícil a realização de atividades ao ar livre. Na Primavera, de março a meados de junho, a temperatura média varia entre 22ºC e 28ºC. Já entre os meses de novembro e março as temperaturas ficam mais amenas podendo atingir os 12.ºC durante os dia e caindo drasticamente

Onde se hospedar:

Encontre hospedagens em Marrakech aqui.


- Descubra o hotel ideal para você, reserve seu hotel com o Booking.com.
- Pesquise os melhores preços de passagens aéreas em tempo real para a sua viagem.