Capital da Dinamarca deslumbra pelo requinte, modernidade e fantásticos designs

Foto: Mapic / Shutterstock

Copenhagen é a capital da Dinamarca e uma das cidades mais charmosas da Europa. É famosa mundialmente por suas inovações no design e arquitetura e também por ser uma das cidades do mundo onde as pessoas mais utilizam a bicicleta como meio de transporte. Progressista e inovadora, a cidade acolhe e abraça os mais diferentes tipos de turistas e proporciona atrações para quem viaja sozinho e em família. Elementos históricos estão espalhados por toda parte e contrastam com construções futuristas e inovadoras, fazendo os turistas viajarem no tempo enquanto caminham por suas elegantes ruas. Construções clássicas como o Palácio de Amalienborg, residência oficial da família real, convivem com prédios de design inovadores, como a Biblioteca Real da Dinamarca, que pelo design arrojado acabou ganhando o apelido de Diamante Negro.

Com mais de um milhão de habitantes em sua área metropolitana, a capital dinamarquesa também concentra incríveis museus, com obras de arte e artigos arqueológicos que contam a história da Europa Nórdica. Seu passado de vikings ganha destaque em prédios, igrejas e na arquitetura local. Para completar a visita a esta cidade encantadora, não perca seus parques coloridos, deliciosos cafés e restaurantes premiados. Veja aqui alguns dos pontos turísticos imperdíveis e lugares para conhecer em Copenhagen:

Leia também:
A beleza selvagem dos fiordes noruegueses – Preikestolen e Trolltunga
100 cidades para visitar na Europa
Escandinávia: conheça os países nórdicos
Confira lista com 55 países que não exigem visto para brasileiros

Lugares para conhecer em Copenhagen:

Foto: S-F / Shutterstock

– Jardins e Parque de Diversões Tivoli

Atração imperdível para quem viaja com crianças ou quer deixar sua criança interior se divertir. Fundado em 1843, o parque repleto de atrações como montanha-russa, carrossel, chapéu-mexicano, entre outros brinquedos para todos os gostos, é rodeado por belos jardins que já valem o passeio por si só. A decoração muda durante o ano para englobar temas como o Natal e o Dia das Bruxas e dão um show à parte, mostrando todo cuidado que os dinamarqueses tem com decoração e design. Além das atrações, dentro do parque existem lojinhas que vendem as famosas balas de caramelo, tradicionais no país.

– Aquário Nacional da Dinamarca

Se o prédio por si só já encanta e desperta curiosidade pelo design inovador, o interior do aquário nacional faz com os visitantes, adultos e crianças, se sinto debaixo d’água com uma imensa variedade de animais marinhos. Com cinco alas principais, você pode se aventurar para ver animais de diversas partes do mundo. Tubarões e raias nadando em tanques de quatro milhões de litros de água do mar e até os peixes e outros animais, que vivem em meio aos magníficos corais. Além disso, na área Amazonas, borboletas e pássaros voam na parte terrestre, enquanto uma cachoeira gigante serve de conexão com o mundo aquático, onde três mil piranhas nadam junto com anacondas. Você pode andar pela área tanto na parte terrestre, quanto aquática.

– Estátua da Pequena Sereia

Caso decida bater perna pela cidade, você pode acabar esbarrando com um dos marcos mais famosos de Copenhagen, a estátua da Pequena Sereia, que fica na região portuária. Construída em 1913, foi presente do mestre cervejeiro Carl Jacobsen para a cidade. A estátua é inteiramente feita de bronze com granito e foi inspirada no conto de fadas escrito por Hans Christian Andersen. A figura do rosto da escultura foi inspirada pela bailarina do Teatro Real, Ellen Price.

– Bairro Livre de Cristiania

Fundado em 1971 por um grupo de hippies, Cristiania funciona com um bairro autônomo da cidade. Famoso por permitir várias liberdades que são ilegais no restante do país, como o uso recreativo de maconha, o bairro também tem fama pela política verde em que, por exemplo, carros são proibidos dentro da área. A história do bairro começou com a ocupação de prédios e estruturas abandonadas pelo exército dinamarquês, em que os novos moradores implementaram suas próprias leis. Apesar de muitos conflitos entre os moradores e o governo dinamarquês ter ocorrido ao longo das décadas, em 2011 um acordo foi firmado entre as partes, determinando a área de Cristiania e o uso do espaço público. As visitas são acompanhadas de um guia e os visitantes precisam respeitar as leis e os costumes locais. É possível encontrar diversas galerias de arte e música, comidas orgânicas baratas e uma bela natureza preservada.

– Igreja de Nosso Salvador

Esta impressionante igreja protestante tem uma das arquiteturas mais imponentes da capital. Seu interior corresponde à riqueza de detalhes exteriores, e reúne uma belíssima quantidade de peças e pinturas de arte sacra. Os visitantes podem subir no alto de sua torre, de onde é possível apreciar uma das vistas mais encantadoras de Copenhagen.

– Jardim Botânico de Copenhagen

Experimente passear e relaxar nesta grande área verde, que reúne magníficas estufas espalhadas por gramados e canteiros repletos de coloridas flores. O lago local dá o contorno de um dos parques mais procurados por famílias e turistas, especialmente aos finais de semana. Plantas raras e exóticas deixam seu perfume no ar e convidam para um piquenique. O local cria abelhas, borboletas e outros insetos que ajudam a manter a flora do país sempre viva e exuberante.

– Museu Nacional da Dinamarca

Para os apaixonados por história, nada melhor do que o principal museu da cidade. Aqui, entre roupas, objetos arqueológicos, pinturas e documentos históricos é possível descobrir as origens das tradições e culturas dinamarquesas. O museu é separado por alas e categorias, sendo uma das mais procuradas as exposições sobre os vikings. Peças de cerâmica, objetos banhados à ouro, jóias e armaduras retratam a evolução do design e da sofisticação da nação.

Outros lugares para conhecer em Copenhague:

  • Biblioteca Real da Dinamarca
  • Museu Hirschsprung Collection
  • Igreja de Mármore
  • Igreja Grundtvig
  • Parque Frederiksberg Have
  • Castelo Rosenborg
  • Palácio de Christiansborg

Como chegar em Copenhagen:

Foto: Anastasia Pelikh / Shutterstock

De Avião
A cidade é acessível por meio do
Aeroporto Internacional de Copenhagen (CPH) e conta com uma excelente rede de trens, metrôs e outras modalidades de transporte público.

De trem
A capital da Dinamarca é conectada por linhas ferroviárias com outras importantes cidades da Europa. Existem opções de trens saindo Amsterdã, Berlim e Munique. Se estiver no país, a empresa DSB conecta o destino com outras cidades dinamarquesas.

Melhor época para visitar Copenhagen:

Foto: Gimas / Shutterstock

Com seu clima oceânico, a cidade tem volumes de chuva elevados  e bastante calor durante o período de verão, de junho à agosto. Durante os meses de outono e inverno, de setembro à março, o frio predomina, com as temperaturas podendo chegar ao negativo.

A folhagem alaranjada do outono parece embrulhar a cidade em um quadro impressionista, deixando tudo mais elegante. No restante do ano, mantendo uma temperatura amena, em torno de 15°C, acaba convidando os turistas a experimentarem as delícias dos cafés dinamarqueses.

Onde se hospedar em Copenhagen:

Encontre hospedagens em Copenhagen aqui.

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com a Latam, MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Lugares para conhecer em Cancún

Artigo anterior

Lugares para conhecer em Viena

Artigo seguinte

Você pode gostar