Lugares para conhecer em Diamantina

Construções históricas e culturais, natureza exuberante, belas cachoeiras e até uma vila fantasma estão entre os lugares que você não pode deixar de conhecer em Diamantina

Foto: Robert Napiorkowski / Shutterstock

No século XVII, quando Bandeirantes buscavam incessantemente por ouro na região da Estrada Real, avistaram um feixe de luz brilhante nas águas do Rio Jequitinhonha. Eram diamantes. Assim nasceu Diamantina, na época ainda conhecida como Arraial do Tijuco. Hoje, Diamantina brilha como patrimônio cultural da humanidade pela UNESCO e ainda preserva muito do seu legado como uma das principais cidades históricas do Brasil. Além de seu patrimônio histórico e cultural, a cidade abrigou notórios moradores, como o ex-presidente da República, Juscelino Kubitschek, e a escrava alforriada Chica da Silva.

Já seria muito, mas Diamantina vai além: é privilegiada por contar com uma mata nativa exuberante, belas trilhas e cachoeiras. Um verdadeiro deslumbre aos mais de três milhões de turistas que recebe a cada ano.

Confira as principais atrações e lugares para conhecer em Diamantina.

Leia também:

5 roteiros rápidos para fazer saindo de Belo Horizonte
Cachoeira do Tabuleiro, a maior queda d’água de MG
Lugares para conhecer em Ouro Preto
30 cidades coloniais no Brasil que você precisa conhecer

O que fazer:

Casa da Glória. Foto: Pedro Vilela/MTur

– Mercado Municipal dos Tropeiros (Mercado Velho)

Conhecido como Mercado Velho, é um dos principais pontos turísticos da cidade. Localizado no centro histórico, aos finais de semana reúne pequenos produtores e artesãos que apresentam cachaças, doces, queijos, além de lindos trabalhos artesanais feitos com cerâmica e palha. Um passeio imperdível para adquirir produtos regionais, conhecer melhor a cultura local e garantir lindas lembranças para presentear ou guardar de recordação.

– Catedral Metropolitana de Santo Antônio da Sé

A Catedral Metropolitana de Santo Antônio da Sé foi construída entre 1932 e 1940 para substituir outra igreja que ficava no local. Por conta disso, sua estrutura é mais moderna que as demais igrejas e, do antigo templo barroco, só restaram dois altares que ocupam suas laterais.

Ainda assim, a igreja chama a atenção por sua beleza tradicional. Com arquitetura clássica e tons de branco e azul, a catedral foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e é um dos pontos mais visitados da cidade.

– Igreja de São Francisco de Assis

A Igreja de São Francisco de Assis é o local onde Chica da Silva foi sepultada, até então um privilégio que era reservado apenas à elite branca da região. A igreja fica no alto de um morro, o que proporciona uma linda vista da cidade. No seu belo interior conta com pinturas dos artistas mineiros José Soares de Araújo e Silvestre de Almeida Lopes.

– Casa Glória

Um belo passadiço suspenso foi construído para ligar dois grandes casarões. Antigamente, os prédios abrigavam um colégio só para meninas e, para evitar que as internas transitassem pela rua, foi construída a passagem que liga os dois prédios antigos. Hoje, o passadiço é um dos cartões postais de Diamantina.  

Atualmente, a Casa da Glória é um Instituto de Geologia aberto à visitação da UFMG.

– Casa de Juscelino

A casa onde viveu o ilustre JK impressiona pela simplicidade. Hoje, abriga um museu onde é possível saber mais sobre a vida do ex-presidente da República, desde sua infância até o início de sua jornada política. Há um acervo de objetos pessoais de JK como quadros, fotografias e alguns móveis. Nos fundos da casa está o consultório onde o ex-presidente atendia seus pacientes.

– Casa de Chica da Silva

A residência foi o lar de Chica da Silva, do contratador de diamantes João Fernando de Oliveira e de seus 14 filhos. A casa quase não possui objetos, mas vale a pena visitar para conhecer os ambientes habitados por uma figura tão importante como Chica, entre eles um pomar por onde ela costumava caminhar todas as tardes.

O antigo casarão também conta com uma exposição permanente que retrata imagens de Chica da Silva pelo olhar do artista plástico Marcial Ávila.

– Museu do Diamante

Não poderia faltar um Museu do Diamante na cidade de Diamantina – e seu acervo dedicado ao garimpo é incrível. Há diversas ferramentas e objetos utilizados para a lavra do diamante. O museu, que possui visita guiada, também leva ao visitante a uma jornada histórica completa e a uma sala dedicada à arte sacra.

– Vesperata

A Vesperata é uma bela e muito aguardada apresentação musical que acontece na cidade. O nome Vesperata vem de uma adaptação do termo vésperas, da liturgia católica, assim como as serenas foram adaptadas para Serenatas.

Multidões costumam se reunir para conferir as apresentações de músicos que ocupam os espaços públicos da cidade e de solistas que se destacam nas sacadas dos casarões da Rua Quitanda, no centro histórico de Diamantina. A Vesperata é muito tradicional e acontece todos os anos em fins de semana intercalados de abril a outubro.

– Parque Estadual do Biribiri

Passeio imperdível com diversas atrações naturais e bem próximo da cidade, o Parque Nacional do Biribiri reúne cachoeiras de fácil acesso ao visitante. Para chegar são apenas 20 minutinhos em uma estrada bem sinalizada até o parque, que pertence à Serra do Espinhaço. Lá, estão duas belas cachoeiras acessadas por trilhas bem tranquilas, a Cachoeira da Sentinela e a Cachoeira dos Cristais.

A Cachoeira da Sentinela apresenta pequenas quedas com uma água de tom esverdeado que rendem belos registros fotográficos. Os poços de águas naturais que se formam são ideais para banhos refrescantes em meio à natureza. Há um outro acesso por uma trilha superior, onde o visitante encontra poços menores para banho e uma vista incrível do parque.

Já na Cachoeira dos Cristais, o poço para banho é maior com águas tranquilas e limpas. É possível ficar atrás da cortina de água e relaxar contemplando a vista da natureza exuberante do Parque Estadual de Biribiri.

Seguindo pela estrada, ao final do passeio, está a imperdível Vila de Biribiri. Conhecida como “vila fantasma” e tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha) em 1998, o local foi escolhido para a construção de uma antiga fábrica de tecidos que criou a vila para abrigar seus funcionários e suas famílias.

Com as operações da fábrica desativadas, a população da vila entrou em declínio e hoje apenas cinco pessoas habitam as bucólicas casinhas pintadas de branco e azul. É um espaço charmoso com muito verde, perfeito para ser contemplado. Na vila há restaurantes que preparam uma comidinha típica da fazenda, no forno à lenha. Não deixe de provar a especialidade da região, o frango ao molho pardo.

– Cachoeira do Telésforo

Localizada no distrito de Conselheiro Mata, a Cachoeira do Telésforo apresenta uma espécie de praia com areia branquinha e um cenário surpreendente, cercado por montanhas exuberantes. O local é banhado pelo Rio Pardo e sua beleza é tanta que a novela “A Padroeira” registrou algumas cenas por lá.  

– Gruta do Salitre

A Gruta do Salitre é um monumento natural que lembra um castelo medieval. Formada por quartzo ela apresenta grandes salas e cânions. Sua imponente e inesperada formação já foi palco, inclusive, de novelas e filmes nacionais.

Em suas formações rochosas há inusitados desenhos criados pela natureza – em um deles é possível identificar um mapa do Brasil.

– Cânion do Funil

Para quem gosta de longas caminhadas, Diamantina também reserva um trekking ecológico até o Cânion do Funil, que é realizado em torno de duas horas. Em meio ao cerrado, o local é cortado por um rio com lindas águas. Caminhar entre os paredões dos cânions e observar os ninhos de pássaros é uma experiência única.

– Outras atrações em cidades próximas a Diamantina

Algumas cidades muito próximas de Diamantina reservam muitas atrações históricas e naturais que valem a visita. Reserve alguns dias da sua viagem para conhecer as cidades de Conselheiro Mata, Serro, Milho Verde e São Gonçalo do Rio das Pedras. Elas reservam cenários surpreendentes e muitas cachoeiras.

Outros atrativos turísticos em Diamantina

  • Basílica do Sagrado Coração de Jesus
  • Capela Imperial do Amparo
  • Caminho dos Escravos
  • Casa do Forro Pintado (Museu de Arte Sacra)
  • Casa Muxarabiê
  • Casarão do Fórum
  • Garimpo Real
  • Igreja Nossa Senhora do Carmo
  • Igreja Nossa Senhora do Rosário
  • Igreja de Nosso Senhor do Bonfim
  • Memorial Museu do Pão de Santo Antônio
  • Museu Daniel Luiz do Nascimento
  • Parque Estadual do Pico do Itambé

Como chegar a Diamantina:

Centro Histórico. Foto: Pedro Vilela/MTur

De avião
Os aeroportos mais próximos são os de Belo Horizonte, a 300 quilômetros de Diamantina. Partindo da capital mineira o ideal é alugar um carro ou seguir a viagem de ônibus. Diamantina possui um aeroporto doméstico, o Aeroporto de Diamantina (DTI), que recebe pequenos voos fretados.

De carro
Via Belo Horizonte, o acesso é via BR-040 (sentido Brasília), BR-135, BR-259 e BR-367.
Vindo de São Paulo, acesso pela Rodovia Fernão Dias (BR-381).

De ônibus
De Belo Horizonte, o trajeto é operado pelas empresas Viação Pássaro Verde e Gontijo e dura, em média, 6 horas.

Melhor época para visitar Diamantina:

Cachoeira Sentinela. Foto: Pedro Vilela/MTur

Isso vai depender muito do que você deseja fazer na cidade. Se sua intenção é desfrutar das trilhas e cachoeiras, o melhor é o período mais seco, que vai de abril a outubro. De novembro a março a temperatura aumenta e as chuvas ocorrem com maior frequência. No inverno, não esqueça o casaco e cobertor: o friozinho na cidade, especialmente à noite, é perfeito para aproveitar os charmosos bares e restaurantes.  

Algumas datas atraem mais turistas para Diamantina. O Carnaval na cidade é um dos mais famosos de Minas Gerais, portanto, neste período as opções de hospedagem ficam bastante concorridas.

Além das festas de fim de ano, do verão e do período de férias, em que a cidade costuma receber muitos turistas, a Vesperata, atração de música tradicional que acontece em duas apresentações mensais entre os meses de abril a outubro, sempre aos fins de semana, também concentra multidões.


- Descubra o hotel ideal para você, reserve seu hotel com o Booking.com.
- Pesquise os melhores preços de passagens aéreas em tempo real para a sua viagem.