Destinos brasileiros que já chamava a atenção de muitos turistas agora se dedicam a um segmento crescente do turismo

O Brasil é um dos países que lidera a tendência do público LGBTQI+ quando se trata de viajar. Apesar do país assumir o topo da lista que mais mata LGBT no mundo, o turismo neste segmento tem recebido grandes investimentos e por consequência crescido disparadamente em relação a outros países.

Abaixo selecionamos alguns destinos que ilustram essa proposta. Confira!

Rio de Janeiro


Foto: Graham-H / Pixabay

A cidade maravilhosa, reconhecida pelas suas praias, pelo carnaval e pela Parada Gay mais anima, supera muitos outros destinos devido a hospitalidade – a animação dos cariocas é unânime!

O Posto 8 em Ipanema, certamente, é um desses atrativos. Esse trecho frequentado por artistas e famílias possui ao longo da costa bandeiras de arco-íris evidenciando a diversidade do local.

Para os que preferem passear pela manhã ou aproveitar a noite a Rua Farme de Amoedo é ideal. Por lá você pode visitar bares, restaurantes e lojas.

Florianópolis


Foto: WT-shared / Wikimedia Commons

A Ilha da Mágia, como é conhecida a capital catarinense, é um dos destinos mais procurados do mundo pelo público LGBTQI+. Esse destino atrai, em partes, pelas belas praias, pela natureza preservada, e, principalmente, pela vida noturna.

Vale notar que a Lagoa da Conceição é um dos lugares que mais atrai o público. São bares e restaurantes ao redor da orla, ao longo da Avenida das Rendeiras.

Praia Mole, Jurerê Internacional e Galheta são algumas das praias gay friendlys.

Salvador


Foto: Lalaisca / Wikimedia Commons

Costuma-se dizer que ao deixar o aeroporto um novo mundo estará a sua espera. Certamente, essa máxima é um indício da hospitalidade que a capital reserva. Acontece em Salvador um dos eventos mais concorridos e procurados pelo público gay. É o San Island Weekend, que em parceria com a balada LGBTQI+ San Sebastian, recebe atrações internacionais. Mas esse não é o único evento voltado a este público alvo. As praias também são um grande atrativo. Porto da Barra, Praia dos Artistas e Stella Maris, onde estão presentes a barracas mais fantasiadas e tocam sons como pop e rock internacional.

Fernando de Noronha


Foto: Ricardo Polisel Alves / Wikimedia Commons

Já há alguns anos Fernando de Noronha vem se firmando no segmento do turismo LGBTQI+. Anteriormente, o paraíso era destino praticamente reservado para casais em lua de mel. Dos últimos anos pra cá a ilha recebe uma vez por ano a Love Fest, uma festa LGBTQI+ que chama a atenção ao redor do mundo, e virou um encontro de ilhéus e turistas.

Porto de Galinhas


Foto: Cleferson Comarela / Wikimedia Commons

A praia mais conhecida do município de Ipojuca em Pernambuco, tem cerca de 18 km de extensão de areia de Camboa ao Pontal de Maracaípe. A praia foi eleita a melhor de acordo com assinantes da revista Viagem & Turismo. Nos últimos anos o turismo LGBTQI+ tem recebido bastante investimento. No ano passado (2018), por exemplo, recebeu um importante festival destino ao público, o Hell & Heaven, chamando atenção, inclusive, do público internacional.

Búzios


Foto: Masajualves / Wikimedia Commons

Considerada a Riviera Francesa, Búzios, recebe cerca de 1 milhão de turista a cada verão, e apesar de não existir uma pesquisa cerca, boa parte deles são LGBT. O que leva isso em consideração é a quantidade de eventos e atividades voltadas a esse público, bem como o crescente cenário buscando investir no turismo da diversidade na região. Na Rua das Pedras e na Orla Bardot – que recebeu esse nome depois da estadia da atriz francesa Brigitte Bardot – são dois claros exemplos. A praia mais badalada é Geribá, são dois quilômetros de praia chamando a atenção de jovens animados. Ao longo da orla existem vários restaurantes gay friendly.

Morro de São Paulo


Foto: LíviaBuhring / Wikimedia Commons

O turismo LGBTQI+ vem crescendo a cada ano no Morro de São Paulo, e um desses atrativos é certamente a fama que circunda a península. Hospedagem sofisticada, gastronomia variada e uma vida noturna bem agitada fazem parte receita que contribuem para esse índice. Está em Morro de São Paulo a oitava melhor praia do mundo, e na américa latina ocupa a segunda posição, perdendo apenas para a Ilha de Páscoa, em termos de beleza natural.

Bonito


Foto: Valdiney Pimenta / Flickr

A capital do ecoturismo passa a investir agora num segundo segmento, e tem funcionado muito nos últimos anos. São cerca de 70 mil turistas anualmente, em partes muitos engajados com a natureza, e em outras atraem aqueles que preferem relaxar ao lado da mata preservada.

A região recebe alguns festivais já consagradas como o festival de Inverno, América do Sul, e recentemente, pelo terceiro ano consecutivo o Gay Bonito, no qual participarão diversos artistas da cena LGBTQI+ contemporânea.

São Paulo


Foto: The Photographer / Wikimedia Commons

Em São Paulo acontece a maior Parada gay do mundo, evento que chama a atenção do turismo nacional e internacional. Isso confirma um dos maiores investimentos que houve voltado para os viajantes LGBTQI+. Além desse evento existem inúmeros bares, restaurantes e baladas voltadas ao público. Para aqueles que preferem um passeio mais tranquilo é possível visitar o museu da diversidade, onde reserva algumas exposições de artistas trans e um memorial de resistência da comunidade.

» 15 Destinos Gay Friendly para viajar ao redor do mundo
» Lugares para conhecer em San Francisco
» Roteiro turístico em Alagoas: Rota Ecológica
» 5 países onde a LGBTfobia é crime

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas e Skyscanner.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Destinos imperdíveis na sua viagem à Fort Lauderdale

Artigo anterior

Time Out Market: gastronomia impecável à um preço acessível em Lisboa

Artigo seguinte

Você pode gostar